Após falecimento de Gugu, pastor revela fato surpreendente do dia do acidente

O apresentador morreu após cair de uma altura de 4 metros em sua casa nos Estados Unidos


1 semana atrás | Caio Rangel



Pastor Lécio Dornas (Reprodução)

O apresentador Gugu Liberato morreu aos 60 anos depois de uma queda em sua casa nos Estados Unidos, onde morava em parte do ano, com sua esposa Rose e os filhos João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15.

Gugu era muito querido, e sua morte repentina comoveu toda a nação brasileira. O pastor Lécio Dornas, que dirige a Comunidade Brasileira da First Baptiste Church of Windermere, em Orlando, na Flórida, frequentada por Rose di Matteo, viúva de Gugu Liberato fez algumas revelações surpreendente do dia do acidente.

+ Ludmila Ferber relembra dia em que foi ministrada por Joelma Calypso

O pastor contou que a esposa de Gugu ligou para ele antes do socorro chegar à casa da família no dia do acidente do apresentador.

“Ela me ligou pedindo oração, pedindo para a gente estar intercedendo diante de Deus, já muito nervosa, muito chorosa. Imediatamente começamos a orar por ela, que também escreveu nos grupos de oração da igreja pedindo que todo mundo estivesse orando porque ela já percebia que o acidente havia sido muito grave”.

O religioso revelou que conversa com Rose quase todo dia, através de mensagens e por áudio pelo WhatsApp. “A gente está sempre se comunicando, procurando transmitir a ela palavras de consolo e conforto. Hoje mesmo ministrei o coração dela o texto de Isaías 43, primeiros versos, onde Deus afirma o senhorio dEle, a proteção dEle, o cuidado dEle para conosco. Então a gente está sempre se falando. Esse é um momento na vida da pessoa em que a gente precisa estar aberto, orando, intercedendo e ajudando espiritualmente”, disse.

+ Bispo Edir Macedo e Albert Pike, o papa da maçonaria

A viúva de Gugu Liberato é frequentadora assídua da igreja liderada pelo pastor Lécio Dornas, eles se conhecem há cerca de três anos quando ela passou a frequentar os cultos.

“Ela mostrou profundo interesse na mensagem e na palavra de Deus, em aprender mais das escrituras. E aí começou um relacionamento de pastor com ela, orientando-a, discipulando-a”, afirmou.

Lécio afirmou que Gugu não frequentava a igreja pois era católico praticante, apenas a esposa e os filhos. “Ele era muito respeitoso, mas preferia não frequentar. Ele era cristão, temente a Deus e estava sempre disposto a ouvir a palavra”, afirmou.

 




publicidade

Mais artigos

Evangélicos perdoaram Flordelis?

Lideres religiosos, cantores gospel e até a própria gravadora de Flordelis, MK, parecem tê-la abandonado. 


Pastor Marco Feliciano é expulso do partido acusado de corrupção e assédio

Feliciano também é acusado de ter gasto R$ 157 mil do dinheiro público para fazer um tratamento odontológico


Márcio Poncio vai de “mal a pior”, veja o histórico do pastor em 2019

Evangélicos mais conservadores não concordam com as atitudes do pastor da Igreja Pentecostal Anabatista


Deputado Abílio rebate Carlos Martins: “anônimo desinformado que quer aparecer”

Abílio afirmou que Martins faltou com respeito e se mostrou desinformado sobre o cristianismo


Saiba quais foram os cantores gospel mais ouvidos no Spotify em 2019

A lista é contém veteranos e contemporâneos, e prova que nem sem o que está na moda é o que se consome mais


Pastor é preso após manter esposa em cárcere privado

O homem teria proibido a esposa de se comunicar com a família, usar o celular, a agredia fisicamente e passou a proibi-la de sair de casa.


Deputado-pastor quer o fim de motéis em áreas urbanas

Pastor Eurico afirma que os estabelecimentos dedicados ao sexo ferem o princípio da moral e dos bons costumes


Com doença grave, Mara Lima canta em praça pública no dia da Bíblia

Ela publicou um trecho de sua participação em suas redes sociais, e foi extremamente elogiada por seguir firme, apesar das dificuldades.


Samuel Mariano afirma que não irá parar de fazer shows para pastorear ADBrás JP

Samuel Mariano irá tomar posse como pastor presidente da ADBrás João Pessoa no próximo dia 10 de dezembro


Saiba porque processo sobre a morte de Anderson do Carmo está parado há um mês

Todas as testemunhas já foram ouvidas, mas ainda falta o depoimento da própria Flordelis