Senadores aprovam projeto de isenção de impostos para templos religiosos

A votação aconteceu na tarde desta terça-feira


3 meses atrás | Micael Batista



Bolsonaro e Silas Malafaia

Templos religiosos e entidades beneficentes de assistência social poderão continuar isentos de ICMS até 31 de dezembro de 2032, segundo o entendimento da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Por unanimidade, os senadores aprovaram, nesta terça-feira (26), o projeto que prorroga por mais 15 anos, contados a partir de 2017, a possibilidade de os estados darem isenções, incentivos e benefícios fiscais ou financeiro-fiscais a essas instituições (PLP 55/2019).

A comissão seguiu o voto do relator, o senador Irajá (PSD-TO), favorável à prorrogação. Ele explicou que o PLP muda a Lei Complementar 160, de 2017. Ela estabelece prazos de um a 15 anos para isenções, sendo o mais curto — de um ano — a regra geral, na qual templos e entidades assistenciais foram enquadrados. O prazo máximo é concedido a atividades agropecuárias e industriais e a investimentos em infraestrutura rodoviária, aquaviária, ferroviária, portuária, aeroportuária e de transporte urbano.

“Não há justificativa para que os incentivos voltados para templos e instituições assistenciais tenham sido enquadrados na regra geral, com prazo mais curto”, disse Irajá em seu voto. Ele citou que a Constituição prevê que ações governamentais na área da assistência social serão organizadas de forma descentralizada, cabendo às entidades beneficentes e de assistência social papel essencial na coordenação e execução das atividades. Também reconheceu a importância das entidades religiosas de qualquer culto e das associações beneficentes para a sociedade.

“De fato, esses benefícios eram concedidos a essas entidades com o único intuito de facilitar o seu trabalho”, destacou. A isenção para templos e entidades beneficentes de assistência foi encerrado em 2018.

Irajá esclareceu que o projeto não implica diretamente renúncia de receita, apenas autoriza os estados a firmar convênios sobre incentivos fiscais do ICMS voltados a templos de qualquer culto e a entidades beneficentes de assistência social. De acordo com a autora do projeto, a deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ), “não se trata de nova isenção, mas apenas de renovação daquilo com que elas já contavam antes da lei complementar”.

Os senadores aprovaram o relatório de Irajá sem discussão. Agora o assunto deve ser votado no Plenário do Senado, para onde foi enviado com urgência. Como ele já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, se for também aprovado pelos senadores sem alteração substancial, poderá seguir para sanção presidencial.

Fonte: Agência Senado




publicidade

Mais artigos

Pastor defende que não é errado cobrar por eventos na igreja

O pastor gravou um vídeo e esclareceu sobre um dos assuntos mais polêmicos do segmento evangélico


Nasce filha da cantora gospel Bruna Karla

A cantora já é mãe do pequeno Benjamin que tem apenas 6 anos


Youtuber gospel desmascara braço direito do apóstolo Valdemiro Santiago

O youtuber André Carpano apresentou um dossiê autamente comprometedor do bispo Josivaldo Batista


Alessandro Vilas Boas manda recado para pastor que criticou suas tatuagens

O cantor foi repreendido por um pastor durante um evento que aconteceu na Goiânia Arena em GO


Você viu? Malafaia criou escola de samba “gospel” para evangelizar no carnaval

O pastor chamou os críticos de fariseus e hipócritas e disse: "O pecador vale mais do que a tua língua, e a tua religiosidade"


Alessandro Vilas Boas leva repreensão de pastor no palco por causa de tatuagem

O cantor ficou conhecido no país inteiro por interpretar a canção "Eu Quero Conhecer Jesus"


“Ela é desviada”, alega pastor que mandou foto do pênis para mulher

O pastor admitiu a queda mas tentou jogar a culpa do seu erro na mulher que está afastada da igreja


Marco Feliciano detona pastor que desfilou na Mangueira

O pastor também afirmou que Jesus se conecta a trans, indígenas e mulheres


Cristo foi representado na Sapucaí? O que dizem os pastores

A escola de samba Mangueira levou a história de Jesus do seu "modo" para Sapucaí


Malu Mader afirma que as igrejas evangélicas estão prejudicando a cultura

A declaração da atriz acabou revoltando a maioria dos evangélicos que definiram como intolerante