Filhos de Flordelis “batem boca” com policiais durante reconstituição

Além de Flordelis, outras 13 pessoas participam da reconstituição


5 meses atrás | Micael Batista



Lucas, filho de Flordelis ao lado de policiais

Aconteceu na noite deste sábado (21), a reconstituição do crime que vitimou o pastor Anderson do Carmo, no dia 16 de Junho deste ano.

Era por volta das 22 horas quando alguns policiais iniciaram uma discussão com os filhos da pastora Flordelis, especialmente com os que estão presos acusados de envolvimento no crime.

Após o “bate-boca”, Lucas, um dos filhos adotivos e que confessou ter participado do crime, optou por não participar da reconstituição.

Além da própria Flordelis, outras treze pessoas foram intimadas a participar da reconstituição da morte do pastor.




publicidade

Mais artigos

Henrique Viera defende que a Mangueira irá apresentar o verdadeiro Jesus

O suposto pastor insinua que os evangélicos usam o nome de Cristo para estimular o ódio


Atentado terrorista a igreja evangélica mata 24 pessoas em Burkina Faso

De acordo com as informações, cerca de 18 pessoas também ficaram feridas no ataque


Urgente: Cantor Alisson Santos é vítima de crime virtual

O cantor utilizou as suas redes sociais para denunciar o golpe e alertar pastores e empresários


Com câncer, Ludmila Ferber se irrita com comentário sobre sua aparência

A cantora disse que sabe quando o Senhor vai consolidar a sua cura


Flordelis relembra morte do Anderson do Carmo e faz nova revelação

Nesse domingo completaram exatos oito meses que o pastor Anderson do Carmo foi assassinado


Justiça nega indenização de R$ 1 bilhão pedida por igreja evangélica ao Porta dos Fundos

A juíza Nathalia Magluta, da 5ª Vara Cível do Rio, rejeitou o pedido e citou o direito à liberdade de expressão


Pastor afirma que Gugu Liberato está no inferno e causa polêmica

A declaração se deu por conta da aparição de um suposto namorado do apresentador


“Marcha para Satanás” acontece em BH com protesto a favor do Estado Laico

O evento pretende usar blasfêmia em nome do combate à intolerância


Pastor da Igreja Universal é pego no flagra furtando o dízimo da tesouraria

O artigo 155 do Código Penal Brasileiro prevê prisão de dois a oito anos para quem comete algum tipo de furto


Igreja evangélica que deve R$ 144,3 milhões à União terá a presença de Bolsonaro em evento

Esse é o segundo evento evangélico que o presidente participa em uma semana