Trama para matar Anderson do Carmo teria iniciado em 2018

Há indícios que a trama para matar o pastor teria iniciado em outubro do ano passado


4 semanas atrás | Caio Rangel



Cantora Flordelis (Reprodução)

Na noite dessa quinta-feira (22), o Jornal RJ2 (Globo), exibiu uma reportagem especial sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, que aconteceu no dia 16 de junho desse ano.

A equipe da emissora teve acesso ao inquérito que investiga o crime, e nele é revelado um racha na família, suspeitas de envenenamento, acusações, e destruição de provas.

A primeira fase da investigação revelam supostos planos para matar o pastor Anderson do Carmo, a polícia tenta desvendar a história de um crime que envolve uma família numerosa onde muitos se acusam.

O relatório final da polícia afirma que há indícios de que a trama para matar o pastor tenha sido iniciada em outubro de 2018.

No depoimento de Roberta dos Santos, uma das filhas adotivas, ela conta que três ou quatro meses antes do assassinato, ficou sabendo através do seu irmão Carlos, que iriam tentar matar o pastor, mas Anderson descobriu.

No entanto, o pastor confiava plenamente em Flordelis, e não levou a sério as ameaças. O depoimento da dona de uma oficina onde Lucas dos Santos trabalhou também veio a tona.

A mulher afirma que recebeu um print de uma conversa de Flordelis e Lucas, onde a deputada pedia para que Lucas matasse o pai e roubasse os relógios para que parecesse um roubo.

+ Dona da Mk toma decisão sobre Flordelis

O irmão Adriano alertou o pai sobre um plano para matá-lo. Ele disse a Anderson que Flordelis e Simone, filha biológica da deputada iriam mata-lo, mas como sempre o pastor não acreditou que sua esposa estaria planejando a sua morte.

A suspeita de que o pastor vinha sendo envenenado também é investigada. A filha adotiva Roberto dos Santos,também disse em seu depoimento que todos da casa sabiam que eram dados remédios a Anderson, mas acreditava que ele não sabia pois todas as vezes passava mal.

Ela também revelou que a irmã Marzy era quem colocava remédios ou veneno na comida de Anderson, a mando de Flordelis.

Foram anexados ao processos cinco boletins de atendimento hospitalar prestados ao pastor Anderson do Carmo, a maioria em 2018.

+ Reviravolta: Flordelis acusa Misael de sumir com o celular de Anderson no dia do crime

O jornal também mostrou que a filha biológica de Flordelis , Simone dos Santos, fez pesquisas curiosas na internet como; onde comprar cianeto, e cianeto nos alimentos.

O cianeto é um tipo de veneno altamente letal que administrado em doses altas causa morte imediata.




publicidade

Mais artigos

A verdade sobre o namorado de Isadora Pompeo

Fomos mais a fundo para descobrir o início da sua carreira, quando a empresa surgiu e o que realmente ele faz.


Deputado federal não evangélico “consagra” primo a pastor e poderá abrir igreja

O jovem há poucos meses atrás cantava música secular em bares e casas de shows


Conheça o Viraliza Gospel, o primeiro festival de música totalmente gratuito da web

Essa é a grande oportunidade para quem tem talento mas não sabe como se lançar no mercado


Conheça o novo “amor” de Magno Malta

Ela é uma paixão antiga, e atualmente tem se tornado fiel companheira do ex-senador


Flordelis tem celular apreendido e se torna alvo das investigações

Um computador do pastor Anderson do Carmo também foi apreendido


Marco Feliciano se irrita com decisão do MPF e denuncia perseguição aos cristãos

Feliciano disse que era uma vergonha a propositura da ação feita pelo Ministério Público Federal


Pregação assustadora de Camila Barros sobre morte de pastor

O vídeo foi gravado cerca de um ano antes do assassinato do pastor


Exclusivo: Saiba quem encomendou a morte do pastor Anderson do Carmo

A cada dia uma nova revelação deixa o caso ainda mais complexo


Quase esquecido, pastor Leonardo Sale recebe ajuda de famosos

Longe dos holofotes e das polêmicas, uma ajudinha é sempre bem vinda


Suposto sobrinho gay de Silas Malafaia volta atrás e nega parentesco com o pastor

Na manhã desta terça-feira (17), o pastor Silas Malafaia decidiu quebrar o silêncio sobre o caso, e negou que o rapaz seja seu sobrinho.