Nove mentiras de Flordelis

Relembre agora algumas mentiras contadas por Flordelis sobre o crime


6 meses atrás | Caio Rangel



Flordelis-(Reprodução)

O assassinato do pastor Anderson do Carmo aconteceu no dia 16 de junho desse ano. O pastor foi brutalmente morto a tiros na garagens de casa.

Desvendar o crime está sendo um quebra-cabeça para polícia,  história envolve uma família numerosa onde muitos se acusam.

+ Pastor Josué Brandão celebra aniversário do filho com mensagem emocionante

No dia do assassinato ao menos 30 pessoas estavam dentro da casa, inclusive Flordelis. A polícia investiga todos, e dois já estão presos pela morte do pastor, Flávio dos Santos Rodrigues, filho biológico apenas de Flordelis, e Lucas Cézar dos Santos, filho adotivo do casal.

A esposa do pastor, a deputada federal e cantora gospel Flordelis, foi a primeira pessoa a ser ouvida pela Polícia, e deu uma versão antagonista para o crime.

Nas entrevistas que deu para imprensa, e nos depoimentos dado à polícia, Flordelis entrou em contradição várias vezes, ou seja, ela mentiu em certos momentos.

Nove mentiras ditas por Flordelis

1 Versão que o crime foi um assalto

Flordelis disse à polícia que Anderson foi morto em uma tentativa de assalto, e que ele tinha morrido como herói para defender a família.

Essa versão também foi dita nas entrevistas que concedeu, versão esta que foi descartada de cara pela polícia.

2 Sumiço do celular do pastor Anderson

Até hoje ninguém sabe do paradeiro do celular do pastor Anderson do Carmo, e também do filho biológico de Flordelis,  Flávio dos Santos Rodrigues, que confessou ter atirado no pai adotivo.

Entretanto, no depoimento de Wagner Andrade Pimenta, conhecido como Misael, ele revela que viu  durante uma reunião no quarto de Flordelis, ela escreveu em um caderno a confissão de que tinha dado um sumiço no celular de Anderson; “Nós quebramos o celular do Niel e jogamos na ponte Rio-Niterói”. Niel era o apelido de Anderson na família.

3 Ouviu apenas 6 disparos

A deputada também afirma até hoje que ouviu apenas seis disparos, quando o laudo aponta que o pastor teve 30 perfurações feitas por arma de fogo.

4 Estava dormindo no momento do crime

No primeiro depoimento dado à polícia, no dia do assassinato, Flordelis declarou que no momento do crime ela estava dormindo e acordou pelo barulho de disparos.

Ainda neste depoimento, Flordelis caiu em contradição. Desta vez, ela disse que chegou de um passeio com o marido, foi para o quarto de um dos filhos e teria conversado com o filho Ramon. Cerca de dez minutos depois, ouviu uma série de disparos de arma de fogo.

5 Seguida por uma motocicleta antes do assassinato

Flordelis também alegou que no dia do crime enquanto voltava para casa percebeu que estava sendo seguida por uma motocicleta. Porém, nas imagens das câmeras de segurança é possível vê que o carro do pastor chega na casa da família, sem ser acompanhado por nenhuma moto.

6 Os filhos não deixaram ela descer para ver o corpo do pastor

Em seu primeiro depoimento,a deputada disse que após ouvir os disparos, seus filhos não deixaram ela descer até a garagem para ver o pastor morto.

Em outro momento ela diz que teria sido acordada por gritos vindos da casa dela e que desceu para ver o que estava acontecendo. Neste momento, ela encontrou Anderson caído no chão da garagem com vários ferimentos.

7 Casa invadida

A ideia de que bandidos teriam invadido a garagem com a intenção de subir para casa também foi descartada. De acordo com o depoimento da própria Flordelis, antes de chegar em casa ela teve a sensação de estar sendo seguida.

Entretanto, ao chegarem em casa já foram surpreendidos pelos bandidos, que conseguiram ultrapassar o portão principal e chegar até a garagem. Mas como eles poderiam seguir a cantora e estarem na casa ao mesmo tempo? Porém, não há explicação sobre o que eles teriam feito com os cães de guarda, pois os animais não esbouçaram nenhuma reação.

+ Padre é preso por gastar R$ 400 mil da igreja com homens que conheceu em app gay

8 Fogueira na casa após o crime

No dia em que a polícia fez uma perícia na casa de Flordelis, foi encontrada uma fogueira atrás da casa. A pastora se defendeu e disse que o fogo foi para queimar o mato ao redor da casa que estava muito.

No entanto, a polícia descobriu documentos, e outros materiais comprometedores que estavam no meio do fogo.

9 Não foram meus filhos

Flordelis defendeu do início ao fim que seus filhos não tinham qualquer envolvimento com o crime. Quando perguntada por um repórter sobre as afirmações do governador de que tinha filho seu envolvido, a deputada ficou brava e disse que Witzel estava usando o caso de seu marido para mostrar pra mídia a eficiência do governo. Mas tudo não passou de uma bela história e caiu por terra assim que Flavio confessou.




publicidade

Mais artigos

“Ela é desviada”, alega pastor que mandou foto do pênis para mulher

O pastor admitiu a queda mas tentou jogar a culpa do seu erro na mulher que está afastada da igreja


Marco Feliciano detona pastor que desfilou na Mangueira

O pastor também afirmou que Jesus se conecta a trans, indígenas e mulheres


Cristo foi representado na Sapucaí? O que dizem os pastores

A escola de samba Mangueira levou a história de Jesus do seu "modo" para Sapucaí


Malu Mader afirma que as igrejas evangélicas estão prejudicando a cultura

A declaração da atriz acabou revoltando a maioria dos evangélicos que definiram como intolerante


Pastor Henrique Viera diz que Jesus foi honrado em desfile da Mangueira

O polêmico pastor foi um das faces de Jesus no desfile da Mangueira no carnaval 2020


Igreja afasta pastor que enviou foto íntima para mulher

O pastor deve passar por medidas de restauração de caráter, com pastores e supervisores


As fake news de Bianca Toledo

Um vídeo publicado pelo canal No Entanto, parceiro de longa data do O Fuxico Gospel, trás uma nova luz a esse caso.


Evangélica irá desfilar na ala do candomblé em escola de samba

A modelo Joyce Salvador de 27 anos, irá integrar a ala com mais 80 jovens carecas representando a iniciação no candomblé


Você viu? Banda gospel Preto no Branco no Carnaval de Salvador

A exemplo do ano passado o grupo fez uma participação no trio elétrico da cantora Claudia Leitte


Evangélica, Denise Dias diz que não vê problema em “nudez” do carnaval

A modelo dispensou convite para desfilar no carnaval mas continua fazendo ensaios sensuais