Justiça condena Universal a pagar R$ 200 mil a ex-pastor por força-lo a fazer Vasectomia

O autor que moveu a ação contra a Universal relatou que trabalhou na igreja por cerca de seis anos


2 meses atrás | Caio Rangel



Igreja-Universal-(Reprodução)

A Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a pagar R$ 200 mil de indenização a um pastor que foi induzido a fazer vasectomia para poder ser consagrado ao ministério pastoral.

O ex-pastor que moveu a ação contra a Universal relatou que trabalhou na igreja por cerca de seis anos. Ele também ressaltou que não a carteira registrada, e foi dispensado sem motivo justo.

De acordo com ele, antes de sua consagração, foi preciso passar por uma rigorosa avaliação moral, financeira, e ainda teve se submeter a uma vasectomia, mesmo sendo solteiro e tendo apenas 28 anos de idade.

+ Henrique Cerqueira, compositor gospel e secular fará show em Salvador

Em sua defesa, a IURD declarou que o ex-pastor foi ungido aos 22 anos, e que só operou aos 28. Também afirmou que o ministério pastoral é por vocação, não tem vínculo empregatício.

Duas testemunhas foram chamadas pelo ex-pastor e uma pela denominação. Uma delas afirmou que a igreja além de orientar os pastores a passarem pela vasectomia, ainda pune aqueles que se negam a fazer o procedimento, reduzindo a possibilidade de promoção ou transferindo o pastor para um local indesejado.

A juíza do Trabalho Glaucia Alves Gomes, atualmente titular da 7ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro (VT/RJ), em exercício na 71ª VT/RJ, entendeu que incentivo à realização de esterilização é inaceitável e que viola princípios básicos de qualquer ser humano.

A juíza também reconheceu o vínculo empregatício do pastor com a denominação, condenando a instituição a pagar as verbas devidas.

+ Intolerância? Evangélico tem casa incendiada enquanto estava na igreja

Em abril desse ano o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-2) condenou a igreja de Edir Macedo em segunda instância a pagar indenização de R$ 115 mil ao ex-pastor Clarindo de Oliveira. Entretanto, a Igreja Universal do Reino de Deus ainda está tentando recorrer da condenação.

De acordo com a Folha de São Paulo, a igreja acumula na Justiça ações de pastores que foram forçados ou pressionados a fazer vasectomia.




publicidade

Mais artigos

Fadi Faraj pode ter a prisão preventiva decretada

Fadi Faraj nega as acusações e diz não entender o motivo que motivou as mulheres a fazer tais acusações contra ele.


Pastores se mobilizam para ajudar vítimas do desabamento em Fortaleza

O edifício tinha 7 andares, e desabou no último dia 14


Youtuber cristão desmascara pastor Adeildo Costa: “Maçom”

O pastor que prega nos grandes congressos do país é acusado de ser viciado em drogas


Pastor denuncia esposo da cantora gospel Midian Lima

Eliel Lima cancelou as agendas da cantora sem motivo justo, e não arcou com os prejuízos


Exclusivo: Saiba quem encomendou a morte do pastor Anderson do Carmo

A cada dia uma nova revelação deixa o caso ainda mais complexo


Cantora gospel Mara Maravilha envergonha evangélicos aos beijos com Preta Gil

A foto está gerando a revolta até mesmo daqueles que antes a veneravam e a defendiam frente a qualquer crítica ou polêmica que a artista se envolvesse


7 notícias gospel bizarras de 2019 que envergonharam evangélicos

Confira algumas das manchetes que polemizaram no mundo gospel em 2019:


Fadi Faraj “quebra” o silêncio e se pronuncia sobre acusações de abuso sexual

A notícia foi publicada nos principais sites de notícias gospel do país


Apóstolo Fadi Faraj é acusado de abusar sexualmente de quatro mulheres

As vítimas eram membros de sua igreja, o Ministério da Fé, no Distrito Federal


Cantor que largou o gospel se dá bem na música secular

Filho de artista o cantor inicio sua carreira bem cedo na música gospel