Urgente! Polícia pode pedir prisão de Flordelis a qualquer momento

Flordelis agora será investigada sem foro privilegiado. O processo que apura a morte do pastor Anderson do Carmo, segue na primeira instância.


11 meses atrás | Micael Batista



Flordelis

Flordelis, a cantora gospel e pastora evangélica que está na mira de uma investigação criminal que apura a morte do seu esposo, o pastor Anderson do Carmo, morto no dia 16 de Junho, na casa do casal.

Nesta quinta-feira (01), o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que as investigações sobre a morte do pastor fossem retomadas. Ele entendeu que a morte de Anderson do Carmo não possui ligação com o mandato de Flordelis.

Diante da notícia de sobrestamento das investigações na origem em decorrência da dúvida acerca da competência para o prosseguimento das investigações, comunique-se, com urgência, o teor da presente decisão ao Juízo da 3ª Vara Criminal da Comarca de Niterói/RJ, para continuidade das investigações“, afirmou o ministro na decisão.

Com a decisão do ministro, Flordelis agora passa a ser investigada pela Polícia Cívil, sem a prerrogativa do foro privilegiado. Para Barroso, “o foro privilegiado constitui instrumento para garantir o livre exercício de certas funções públicas, não havendo sentido em estendê-lo a crimes que, cometidos após a investidura, sejam estranhos ao exercício das respectivas funções”.

+ Bispo Samuel Ferreira retira apoio a Flordelis

Apesar de as investigações estarem em curso, elementos já divulgados à imprensa, apontam que Flordelis pode haver participado do crime, ou em último caso, sabia do plano para matá-lo. No entanto, ainda não foram divulgadas provas que comprovem efetivamente sua participação na morte do pastor.

Uma linha de investigação apura se Anderson do Carmo estava sendo envenenado por Flordelis e algumas filhas do casal.

Sem a prerrogativa do foro privilegiado, a polícia pode pedir a prisão de Flordelis preventivamente, se entender que ela pode atrapalhar as investigações, ou se compreender que ela possui poder econômico para fugir do país.

A assessoria da deputada enviou uma nota à imprensa sobre a decisão do STF.

Leia abaixo a íntegra de nota divulgada pela assessoria da deputada Flordelis.

Em razão da decisão do STF cabe esclarecer que: a) Em nenhum momento a deputada federal Flordelis solicitou ou reivindicou a prerrogativa de não ser investigada pela polícia e pela Justiça. O STF foi provocado pelo Ministério Público, porque a lei assim exige. b) A decisão não surpreendeu a deputada Flordelis, porque ela tem conhecimento que a prerrogativa só seria aplicada se o crime investigado tivesse ocorrido em razão do mandato dela. c) Antes mesmo da decisão, a deputada esteve à disposição da polícia em todos os momentos em que foi solicitada. d) A deputada tem todo o interesse na solução do caso. Ela precisa saber quem foram os autores do crime e as razões que tiveram. Só depois disso ela terá paz.




publicidade

Mais artigos

Eyshila dá chilique e xinga seguidora: “Você devia ter vergonha”

A cantora pedeu a paciência após ser criticada por ostentar plástica em plena pandemia


CGADB lamenta a morte do pastor Alberto Resende por Covid-19

O pastor Alberto Resende de Oliveira, presidia Assembleia de Deus em Várzea Paulista (SP)


Urgente: Justiça determina apreensão de documento na casa de Flordelis

O pastor Anderson do Carmo foi assassinado há mais de um ano, e a parlamentar continua sendo investigada


Igreja evangélica estima prejuízo de R$ 200 mil após ciclone em Blumenau

A Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, foi tombado como patrimônio histórico em 2002.


Cantora Aline Nunes vence Covid-19 e se prepara para lançar novo single

A cantora emocionou o país quando participou de uma homenagem a pastora Ludmila Ferber no Programa Raul Gil


Pastor faz duras críticas a líderes religiosos que descumprem decreto

“Lideres pregam a obediência mas não obedecem?" desabafou o pastor


Após questionamentos, Daniela Araújo revela que se casou em secreto

Daniela disse que um dos motivos dessa decisão foi a sua privacidade


Marido pode ter traído e espancado Elaine de Jesus; Ouça conversa com novinha

O pastor Alexandre Silva está proibido pela justiça de se aproximar de Elaine de Jesus


“Serva de Deus”, espanca homossexual com barra de ferro

Ela alegou que vítima teria que morrer por causa da sua orientação sexual


Casal de pastores da Igreja Quadrangular morre vítima da Covid-19

O pastor morreu às 8 horas do sábado (27), e a pastora às 23 horas do domingo (28)