Banda Catedral volta a assinar com a MK

A MK irá distribuir os álbuns da banda e da carreira solo de Kim nas plataformas digitais


4 semanas atrás | Caio Rangel



Banda-Catedral-(Reprodução)

Na noite dessa quarta-feira (21), uma publicação feita no Instagram oficial da gravadora MK Music, encheu de alegria os fãs da Banda Catedral.

A banda que já foi um dos principais nomes do rock cristão, e também da gravadora, deixou a MK em 1998 de maneira conturbada.

Entretanto, um novo acordo fez com que o Catedral voltasse para o seu antigo lar, para assinar o laçamento dos álbuns históricos da banda e os álbuns solos do vocalista do grupo, Kim.

+ Polícia confirma: Mensagem que pedia a morte de Anderson foi escrita por Flordelis

Os álbuns serão lançados em todas as plataformas digitais com uma melhor qualidade sonora. A gravadora publicou diversas fotos do momento no Instagram.

“Sim, é verdade! @catedraloficial na @mkmusicbrasil assinando lançamento dos álbuns históricos da banda e do @kimcatedral”, escreveu.

A notícia foi comemorada pelos fãs do Catedral que deixaram muitas mensagens na página da MK.  A banda repostou a publicação em seu Instagram e os seguidores e fãs celebram a união do grupo com a gravadora, deixando as antigas desavenças de lado e se unindo por um propósito maior.

Relembre a saída conturbada do Catedral da gravadora MK

O grupo composto por Kim, Guilherme Morgado, Júlio Cézar, e Cézar, foi contratado pela MK na década de 90, onde lançou os álbuns; “Contra Todo Mal” (1994), “O Sentido” (1995), “Eterno” (1996), “Catedral en Español” (1998) e “A Revolução” (1998).

+ Flordelis foi “mentora intelectual” da morte do pastor, revela filho

A banda estava em alta no ano de 1998, e foi convidada a assinar contrato com uma das maiores gravadoras de música secular, a Warner Music. O contrato com a MK Music foi rescindido por acordo mútuo.

A gravadora MK publicou em diversos meios de comunicação que a rescisão do contrato havia acontecido exatamente porque a gravadora não queria uma banda sem compromisso cristão (com base na entrevista para o “Usina do Som”). A gravadora também afirmava que a banda não estava mais na MK como uma espécie de punição.

Depois de muito disse me disse, a banda decidiu processar a antiga gravadora por calúnia e difamação.

+ Profecia diz que três pastores “poderosos” irão morrer em queda de avião

Após quase 10 anos de briga judicial, o juiz Werson Franco Pereira Rêgo proferiu sentença nos processos, condenando a gravadora a pagar uma indenização no valor de R$ 300 mil reais a título de danos morais em cada um dos dois processos ajuizados pela banda e por seus componentes que também viram seus trabalhos solos afetados.




publicidade

Mais artigos

A verdade sobre o namorado de Isadora Pompeo

Fomos mais a fundo para descobrir o início da sua carreira, quando a empresa surgiu e o que realmente ele faz.


Deputado federal não evangélico “consagra” primo a pastor e poderá abrir igreja

O jovem há poucos meses atrás cantava música secular em bares e casas de shows


Conheça o Viraliza Gospel, o primeiro festival de música totalmente gratuito da web

Essa é a grande oportunidade para quem tem talento mas não sabe como se lançar no mercado


Conheça o novo “amor” de Magno Malta

Ela é uma paixão antiga, e atualmente tem se tornado fiel companheira do ex-senador


Flordelis tem celular apreendido e se torna alvo das investigações

Um computador do pastor Anderson do Carmo também foi apreendido


Marco Feliciano se irrita com decisão do MPF e denuncia perseguição aos cristãos

Feliciano disse que era uma vergonha a propositura da ação feita pelo Ministério Público Federal


Pregação assustadora de Camila Barros sobre morte de pastor

O vídeo foi gravado cerca de um ano antes do assassinato do pastor


Exclusivo: Saiba quem encomendou a morte do pastor Anderson do Carmo

A cada dia uma nova revelação deixa o caso ainda mais complexo


Quase esquecido, pastor Leonardo Sale recebe ajuda de famosos

Longe dos holofotes e das polêmicas, uma ajudinha é sempre bem vinda


Suposto sobrinho gay de Silas Malafaia volta atrás e nega parentesco com o pastor

Na manhã desta terça-feira (17), o pastor Silas Malafaia decidiu quebrar o silêncio sobre o caso, e negou que o rapaz seja seu sobrinho.