Pedreira realiza sonho e se torna cantora gospel

A jovem de 22 anos batalhou muito para realizar o maior sonho de sua vida


5 meses atrás | Caio Rangel



thaina_chagas (Reprodução)

Uma jovem com o sonho de se tornar cantora gospel pode emfim realizar o grande desejo. Thainá Chagas, de 22 anos, batalhou muito para alcançar o maior sonho de sua vida.

A jovem tem  um emprego incomum para mulheres, principalmente de sua idade. Ela acorda cedo todos os dias e segue com seu pai, Marcelanio, até o canteiro de obras. Thainá trabalha como pedreira e ajuda no serviço e no sustento da família.

Porém, não é só a profissão que chama a atenção na jovem cearense de fala mansa e sorriso fácil. Recentemente, Thainá realizou um sonho: gravar seu primeiro CD de músicas gospel.

+ Em crise, Kleber Lucas se desespera e faz o improvável

“Desde pequena que tenho este sonho em meu coração, pedi muito a Deus que me desse a oportunidade de pregar através da música e isso está sendo possível através deste CD”, afirma.

Para realizar o grande sonho de Thainá, a família precisou vender uma casa de dois cômodos que eles compraram logo que chegaram a Araraquara (SP), vindos de Pacajus-CE.

Com o dinheiro do imóvel, a jovem pagou pagar o estúdio e toda produção musical do CD.  “Foi muita luta mesmo”, diz ela.

O CD denominado “É só confiar”, que Thainá exibe com orgulho, contém quatro faixas autorais e oito compradas de outros compositores. A gravação durou mais de um ano para ser concluída e a família passou por situações bem difíceis nesse período, inclusive financeiramente.

Jogador do Grêmio é batizado nas águas junto a esposa

O jogador do Grêmio Lincoln Henrique e a mulher, Adriana Muller, viraram notícia ao protagonizarem um ensaio quente, recheado de fotos sensuais.

Apesar disso, o casal resolveu mostrar um outro lado e divide com os fãs seu momento de fé. Eles foram batizados em uma igreja evangélica em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, onde vivem.

+ André Valadão celebra casamento de Alexandre Pato e Rebeca Abravanel em cerimônia reservada

Sabemos que esse mundo do futebol que vivemos e tudo muito rápido, tudo meio maluco. Depois que realmente conhecemos esse Deus verdadeiro, que nos dá todas respostas, conseguimos viver em paz“, diz Adriana.

Ela ainda falou sobre a mudança espiritual que o casal teve. “Tivemos uma mudança espiritual infinita e todos os dias fazemos com que sejamos mais alimentado pelo que se chama Deus“.

Batismo (Reprodução)

Batismo (Reprodução)




publicidade

Mais artigos

Netflix é boicotada após filme do Porta dos Fundos com Jesus gay

O filme sugere uma relação homossexual entre Jesus e Satanás e põe Deus, Maria e José como um triângulo amoroso


Troféu Gerando Salvação 2019: Confira a lista dos vencedores

Grandes nomes da música gospel na atualidade estiveram presente no evento


Ex-Tiazinha faz treinamento intensivo de pregação com pastor Ed René

Suzana Alves se converteu há alguns anos e hoje frequenta a igreja Bola de Neve


Marco Feliciano se manifesta sobre expulsão do partido e desmente acusações

Feliciano foi expulso do Podemos nessa segunda-feira (9), depois de uma série de denuncias de corrupção


Em novo vídeo Paxtorzão satiriza coaching gospel

A sátira arrancou gargalhadas dos internautas e os comentários positivos foram uma unanimidade


Evangélicos perdoaram Flordelis?

Lideres religiosos, cantores gospel e até a própria gravadora de Flordelis, MK, parecem tê-la abandonado. 


Pastor Marco Feliciano é expulso do partido acusado de corrupção e assédio

Feliciano também é acusado de ter gasto R$ 157 mil do dinheiro público para fazer um tratamento odontológico


Márcio Poncio vai de “mal a pior”, veja o histórico do pastor em 2019

Evangélicos mais conservadores não concordam com as atitudes do pastor da Igreja Pentecostal Anabatista


Deputado Abílio rebate Carlos Martins: “anônimo desinformado que quer aparecer”

Abílio afirmou que Martins faltou com respeito e se mostrou desinformado sobre o cristianismo


Saiba quais foram os cantores gospel mais ouvidos no Spotify em 2019

A lista é contém veteranos e contemporâneos, e prova que nem sem o que está na moda é o que se consome mais