Pastores se reúnem na Igreja Batista Shalom para orar pelas vítimas

Pastores da cidade de Paracatu se uniram para realizar um culto na noite de terça-feira (28) na Igreja Batista Shalom, onde um atirador matou três pessoas


4 meses atrás | Redação



Pastores se reúnem na Igreja Batista Shalom (Reprodução)

Pastores da cidade de Paracatu (MG) se uniram para realizar um culto na noite de terça-feira (28) na Igreja Batista Shalom, onde um atirador matou três pessoas após ter assassinado a ex-namorada que estava na casa de parentes. A tragédia aconteceu uma semana antes, no dia 21 de maio.

A iniciativa do Comep – Conselho de Ministros Evangélicos de Paracatu reuniu, além dos pastores, centenas de cristãos de várias denominações da cidade que oraram e abraçaram os irmãos da Igreja Batista.

+ Pastor era o alvo do atirador que matou quatro pessoas em Igreja Batista

O pastor Gleucides Porfirio de Araujo, membro do Comep, confortou os presentes: “A Bíblia diz que devemos alegrar com os que se alegram e chorar com os que choram. Viemos aqui somente para isso nesta noite, para carregarmos esse fardo juntos”.

Durante sua mensagem, o pastor disse que estavam juntos para lutar e seguir em frente com a tragédia. “estamos aqui para lutarmos e seguirmos juntos. Estamos com vocês, sempre estivemos, e vamos continuar unidos em Cristo”.

Presidente do Conselho, o pastor Giovani Batista também fez uso da palavra: “Em nome do Comep queremos confortar e cobrir os nossos irmãos da Batista Shalom com nossas orações e nosso amor. Aqui hoje só tem uma igreja, um só povo, um só rebanho, a Igreja de Cristo. Como Igreja declaramos benção sobre o pastor Evandro Rama e sua família. Sobre sua igreja e sobre todos os paracatuenses”.

De acordo com o pastor Giovani, ele acredita que Deus vai trazer um avivamento para Paracatu. “Profetizamos esperança, paz e amor sobre Paracatu”, declarou o pastor.

Ele informou que na Marcha para Jesus, que acontece neste sábado será feita uma oração pela paz da cidade

Atirador que matou 3 pessoas em igreja tem prisão preventiva decretada

Na última sexta-feira (24), o juiz José Rubens Borges Matos modificou o caráter penal do homem que matou o pastor de uma igreja em Paracatu. O juiz da Vara de Feitos Criminais e da Infância e da Juventude transformou a prisão em flagrante para preventiva.

Na decisão, o magistrado afirmou que há indícios suficientes de que o homem matou a golpes de canivete a ex-namorada. Além disso, mais três pessoas foram mortas a tiros, durante um culto que estava sendo realizado na Igreja Batista Shalom.

+ Luto: Pastor é assassinado a mando de organização criminosa

De acordo com ele, os quatro homicídios justificam a decretação da prisão cautelar, “exigindo uma resposta enérgica por parte do Poder Judiciário”.

Conforme as investigações, o alvo do atirador era o pastor da igreja, com quem ele teve desentendimentos nos últimos dias. Porém, o religioso fugiu do local no momento em que o acusado invadiu o templo. Durante a fuga, o pastor sofreu uma fratura no pé.

No último sábado (25), o acusado recebeu alta hospitalar. Ele foi atingido por um tiro disparado por um policial militar no dia da ocorrência. Ao sair da unidade de saúde, o homem foi levado para o Complexo Penitenciário Nossa Senhora do Carmo.

Relembre o caso:

Na noite dessa terça-feira (21), um homem invadiu uma igreja evangélica e atirou contra os fiéis. O ato aconteceu na Igreja Batista Shalon, na cidade de Paracatu (MG).

Ele foi identificado como Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, apontado como ex-militar das Forças Armadas. No total, quatro pessoas foram mortas pelo atirador.

Conforme a Polícia Militar, Rudson foi até a casa da sua mãe. No local estava a sua ex-namorada, Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, a quem ele matou com uma facada no pescoço.

Logo depois, ele correu até o templo e já entrou atirando. Inicialmente, o atirador matou dois idosos com tiros na cabeça.

+ Pastor e mais três pessoas são denunciados por golpe de pirâmide financeira

Logo depois, pegou uma mulher como refém. A Policia Militar chegou rapidamente no local e tentou negociar. Entretanto Rudson acabou executando a refém.

As vítimas mortas na igreja foram identificadas como: Rosângela Albernaz, de 50; Marilene Martins de Melo Neves, 52; e Antônio Rama, 67, pai do pastor Evandro Rama, que celebrava o culto no momento da ocorrência.




publicidade

Mais artigos

Filhos de Flordelis “batem boca” com policiais durante reconstituição

Além de Flordelis, outras 13 pessoas participam da reconstituição


Ouriel de Jesus fecha as portas para o Gideões e cúpula entra em desespero

O presidente do Gideões foi até Boston-EUA destituir o pastor Divoncir de Jesus do cargo, após o rompimento


Urgente! Igreja Batista da Lagoinha de luto

A igreja comunicou o falecimento da pastora Deyse Mara Valadão, nesta sexta-feira (20).


Reconstituição do crime: Quatro filhos incriminam Flordelis

A reconstituição do assassinato do pastor Anderson do Carmo foi marcada para este sábado 21


Felipe Neto publica vídeo insultando fiéis católicos

O youtuber a cada dia tem demonstrado ser uma má influencia para as crianças


Cantora gospel Gabriela Gomes leva bronca de pastor por insultar a igreja

O vídeo é da Conferência UJA que aconteceu nos dias 14 a 16 de setembro


A verdade sobre o namorado de Isadora Pompeo

Fomos mais a fundo para descobrir o início da sua carreira, quando a empresa surgiu e o que realmente ele faz.


Deputado federal não evangélico “consagra” primo a pastor e poderá abrir igreja

O jovem há poucos meses atrás cantava música secular em bares e casas de shows


Conheça o Viraliza Gospel, o primeiro festival de música totalmente gratuito da web

Essa é a grande oportunidade para quem tem talento mas não sabe como se lançar no mercado


Conheça o novo “amor” de Magno Malta

Ela é uma paixão antiga, e atualmente tem se tornado fiel companheira do ex-senador