Otoni de Paula desmente acusações de Messina: “…Que ele prove”

O pedido que foi enviado por Otoni, solicitava a limpeza do rio Acari. Pois, devido as fortes chuvas o seu amigo havia perdido várias mercadorias


Publicado em: 30/05/19 às 10:44 por Roger Lavandoski | Atualizado em 30/05/2019 às 10:44

Otoni de Paula (Reprodução)

Recentemente o pastor Otoni de Paula foi acusado pelo vereador Paulo Messina, de pedir benefícios para um grupo de empresários. A grave acusação se tornou pública após um vídeo circular na internet e causar uma grande repercussão.

Na reprodução o vereador denuncia, através de áudios, que o deputado federal fazia pedidos ‘não republicanos’, ou seja, ilegais a ele. Através de uma série de áudios, Otoni pede ao vereador privilégios para um grupo de empresários.

+ Pastor Otoni de Paula revela plano secreto da Globo para “derrubar” Crivella

Conforme Messina, após negar o pedido do pastor, ele estaria sofrendo represálias oriundas de Otoni.

Ao site O Fuxico Gospel Otoni falou que “o pedido que foi enviado para o chefe da Casa Civil, Messina, solicitava a limpeza do rio Acari. Pois, devido as fortes chuvas o seu amigo havia perdido várias mercadorias.”

Além disso, ele também esclareceu que fez outro pedido ao vereador Messina. Desta vez, um empresário que havia prestado serviço para a prefeitura estava prestes a demitir algumas pessoas em sua empresa. Conforme o pastor, ele fez o pedido para que a prefeitura ‘agilizasse’ o pagamento dele, a fim de que estas pessoas não ficassem desempregadas.

Sobretudo, Otoni de Paula desafiou o então chefe da Casa Civil a provar tudo que foi dito contra a sua pessoa. Até o fechamento dessa matéria o vereador não tomou uma posição sobre o esclarecimento do pastor.

Confira a nota com exclusividade:

O SR Messina me acusa de ter gente nomeada no governo Crivella. Bem, que ele prove.

O SR Messina diz que uma das pessoas é o Sr Marcelo Brunner. Sobre o nome em questão trata-se de um funcionário público de carreira da prefeitura de quase 30 anos de trabalhos prestados sem nenhum apontamento. Como o conheço e sei da sua seriedade fui até o prefeito e pedir que o prefeito desse honra a esse servidor, melhorando sua condição de trabalho. Isso é crime?

O SR Messina me acusa de trabalhar pelo interesse de alguns empresários. Bem, solicitei ao então chefe da Casa Civil, vereador Messina, que fizesse a limpeza do rio Acari a pedido de um amigo empresário; que já tinha perdido várias mercadorias devidos as duas últimas chuvas a época. É esse tal empresário que já ajudou o ex prefeito Eduardo Paes e o ex vereador Eduardão. Como era essa ajuda? Como esse empresário é do ramo de supermercado e por isso emprega muita gente, ele quando ia contratar mão de obra dava ao ex vereador a chance de indicar algumas pessoas, isso é muito bom politicamente, e combinou com o ex prefeito de contratar a partir do banco de dados da prefeitura; o que também era muito bom para a prefeitura.

Ah, fiz também outra solicitação ao Sr Messina, por um empresário que havia prestado serviço a prefeitura e não havia recebido e estava preste a mandar gente embora por aperto financeiro na empresa. Pensando nessas pessoas que ficariam desempregadas e vendo que o pedido era justo, solicitei ao Sr Messina que a prefeitura agilizasse esse pagamento, já que o serviço havia sido prestado.

Bem, eu nunca fiz distinção entre pessoa física ou jurídica. Se a causa é justa vou ajudar. É meu papel.

Por último, se o Sr Messina tem alguma acusação contra mim, ele deve levar ao MP. Se não o fizer ele estará prevaricando, e isso é crime.

É muito simples, você denunciar alguém usando áudios incompletos.

Denúncia contra Otoni de Paula

Um vídeo tem circulado na internet envolvendo um escândalo de um político evangélico. O pastor Otoni de Paula Júnior (PSC) foi denunciado pelo vereador Paulo Messina (PRB) durante uma sessão na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

Anteriormente, enquanto exercia seu mandato de vereador, Otoni de Paula sempre estabeleceu contato com Messina para solicitar benefícios para empresários. Tudo isso veio à tona, logo depois do parlamentar afirmar, através de um vídeo, que os vereadores iriam aplicar um golpe na prefeitura.

+ Pastor Otoni de Paula revela plano secreto da Globo para “derrubar” Crivella

Na reprodução o vereador afirma que o deputado federal fazia pedidos ‘não republicanos’, ou seja, ilegais para ele. De acordo com Messina, ele ficou chocado com um pedido feito pelo federal. Por meio de um áudio, Otoni pede ao vereador privilégios para um grupo de empresários.

“Eu to com um grupo empresarial na área de supermercados que tem a base de estoque deles ali em Fazenda Botafogo. Eles querem ser parceiros do prefeito. Parceiros daquilo ou de quem o prefeito indicar”, disse o deputado.

Logo depois, o vereador afirmou que por ter evitado as petições impostas pelo parlamentar, sofreu represálias oriundas de Otoni. Então, todo projeto do executivo em trâmite o pastor adotava uma postura de escusa.

“Ô, Messina, é impossível caminhar com o Crivella. É impossível, meu irmão”, declarou o pastor em uma conversa através do Whatsapp.

Contudo, após ser desmascarado, o deputado federal Otoni de Paula Júnior não se manifestou sobre a polêmica.

Confira o vídeo:




Aniversariante do mês
Álvaro Tito

Cantor

53 anos


publicidade

Mais artigos

Pastor Hueslen lamenta morte de entes familiares e comove internautas

Os dois filhos dos primos do pastor Hueslen Santos morreram afogados logo depois de um momento de descuido dos responsáveis


Escândalo envolvendo igreja evangélica ainda repercute no exterior

Naasón Joaquín García, foi preso no aeroporto de Los Angeles sob acusação de tráfico de pessoas, pornografia infantil e abuso de menores


Quatro fatos intrigantes sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo

Pouca coisa foi esclarecida diante das perguntas que ainda hoje permanecem sem respostas


Sarah Farias explica cancelamento de agenda e pede perdão à igreja

Os seguidores elogiaram a atitude da cantora, e deixaram muitas mensagens de apoio


Violência: Pastor é assassinado a tiros em frente a igreja

O pastor foi socorrido por vizinhos e levado para a UPA de Serra Sede, mas não resistiu e morreu antes de receber atendimento


Teto de igreja evangélica desaba após incêndio e pastor se desespera

De acordo com a Polícia Militar, um curto circuito pode ter causado o incêndio


Irmãos suspeitos de matar pastor se entregam à polícia

Os suspeitos estavam foragidos e com mandado de prisão em aberto após serem indiciados pela morte do pastor evangélico Edenilton Félix


Nesta segunda Flordelis prestará depoimento à polícia sobre morte do marido

Flordelis também pretende conceber uma entrevista coletiva aos jornalistas na próxima terça-feira 25


Segundo a polícia, cenário macabro foi encontrado na casa de Flordelis, saiba mais

Todas as pessoas que estavam na casa no dia do crime estão sendo investigadas


Flordelis quebra o silêncio, critica a polícia, e detalhe chama a atenção

Uma semana após o assassinato do pastor Anderson do Carmo a cantora desabafa nas redes sociais