Record transmitirá programas sobre religiões africanas após decisão do MP

A ação teve autoria do Ministério Público Federal, junto ao Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Itecab)


Publicado em: 05/02/19 às 11:48 por Micael Batista | Atualizado em 05/02/2019 às 11:48



Candomblé (REPRODUÇÃO)

A ação que foi concedida em 2004, teve autoria do Ministério Público Federal, junto ao Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Itecab) e ao centro de Estudos das Relações de Trabalho e da desigualdade (Ceert).

Esta ação, durou 15 anos por propagar agressões a religiões de origem africana, e foi encerrada após um acordo entre as partes das emissoras Record TV e Record News, quando estas foram condenadas à transmitirem quatro programas sobre as religiões que foram sido agredidas.

+Cantora gospel famosa apela para conseguir refeição grátis e causa polêmica

O Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF-3) assinou um acordo constando que as emissoras haveriam de transmitir quatro programas, diminuindo assim seu tempo de duração.

A justiça ainda determinou que, três destes programas devem ser educativos sobre os cultos afro-brasileiros, como candomblé e umbanda, e um em forma de documentário onde este explicará como foi a Ação Cível.

+Lauriete ignora Magno Malta nas redes sociais e fãs suspeitam de crise

As transmissões deverão priorizar conteúdos informativos e culturais onde deverão abordar aspectos como origem, organização, rituais, tradições e demais aspectos.

Após desprezo no gospel Kleber Lucas vira destaque no Candomblé

Kleber Lucas (Reprodução)

Kleber Lucas parece estar cada vez mais próximo dos membros de religiões de matrizes africanas. Apesar de, obviamente, não frequentar os cultos e reuniões praticadas por essas religiões, o fato do cantor gospel defender a tolerância religiosa, e sofrer por conta disso, tem sido responsável pela construção desse respeito.

Em grupos criados para debates de assuntos voltados ao público gospel no Facebook, Kleber Lucas passou a ser citado como “babalorixá gospel”, de forma, claro, bastante pejorativa.

Enquanto isso, um perfil no Twitter, criado para divulgar pautas relacionadas ao Candomblé, tem acompanhado de perto a luta de Kleber Lucas ao se defender dos próprios cristãos, desde que participou da inauguração de um terreiro de candomblé, no final do ano passado.

+ Pastor Marcos Pereira sai em defesa de Kleber Lucas

Com quase 9 mil seguidores no Twitter, a conta @Candomblé, tem compartilhado todas as matérias sobre Kleber Lucas, relacionadas a essa causa da tolerância religiosa.

São dezenas de posts citando Kleber Lucas e recebendo bastante interação, mostrando que estão sendo solidários ao pastor.




publicidade

Mais artigos

Nove mentiras de Flordelis

Relembre agora algumas mentiras contadas por Flordelis sobre o crime


Mãe de Anderson revela que filho biológico de pastor na verdade é adotado

Anderson tratava Daniel de maneira diferenciada, o jovem na realidade era o "xodó" do pai


Wesley Ros comemora lançamento do clipe Fogo de Deus

Fogo de Deus, é uma linda canção conceituada em países latinos através do grupo musical ROJO


Trama para matar Anderson do Carmo teria iniciado em 2018

Há indícios que a trama para matar o pastor teria iniciado em outubro do ano passado


Pastor Josué Brandão celebra aniversário do filho com mensagem emocionante

O pastor publicou uma linda mensagem em sua conta no Instagram


Davi Sacer surpreende seguidora com resposta no Instagram

O cantor gospel havia publicado o vídeo de um clipe da música Enfermo de Amor


Ministra Damares Alves recebe o pastor Gilmar Santos em Brasília

O pastor Gilmar Santos foi à Brasília defender interesses da convenção


Padre é preso por gastar R$ 400 mil da igreja com homens que conheceu em app gay

O padre abriu uma conta secreta e desviava as doações da paróquia


Dona da Mk toma decisão sobre Flordelis

Yvelise Oliveira se mantém em silêncio apesar de acompanhar de perto o desfecho do caso


Reviravolta: Flordelis acusa Misael de sumir com o celular de Anderson no dia do crime

Flordelis afirma que Misael pediu para um amigo da família pegar o celular na sua casa