Pastor da Assembleia de Deus acusado de assédio, abre o jogo e conta sua versão

Recentemente a mulher que o acusou, que inclusive está gravida, disse ter sido agredida dentro da igreja ao tentar expôr o pastor.


Publicado em: 31/12/18 às 8:24 por Micael Batista | Atualizado em 14/01/2019 às 8:38


O pastor José Amadeu, da Igreja Assembleia de Deus em Natal, no Rio Grande do Norte, emitiu uma nota se defendendo das acusações de haver assediado uma fiel através de um aplicativo de conversas no celular.

Recentemente a mulher que o acusou, que inclusive está gravida, disse ter sido agredida dentro da igreja ao tentar expôr o pastor.

leia a nota na íntegra:

Paz do Senhor!

Venho por meio desta manifestação pública, lançar os verdadeiros fatos ocorridos nos boatos criados por Juliana Maria da Silva e seu esposo o João Batista. Ocorre que no ano de 2017 fui colocado como Pastor da Igreja Boa Semente, setor IX em Felipe Camarão, vale salientar que tenho 14 anos como Pastor da Assembleia de Deus e 34 anos como membro, onde sempre venho honrando com o meu dever de servo e membro, nunca respondendo a nenhum processo no âmbito religioso e nem tão pouco criminal.

Quando cheguei na igreja fui muito bem recebido por todos os irmãos, minha esposa Berte fez amizade com todas as irmãs, as quais desde do primeiro momento nos acolheram como família.

Logo no início a minha esposa conheceu a Juliana, a qual conseguiu conquistar a todos aos poucos, sendo a Juliana acolhida como amiga (mas a mesma queria ser filha da minha esposa e não amiga). Passados 4 meses de amizade, a Juliana procurou a minha esposa para informar que estava muito doente (doença de nome Purpura), com o intuito de pedir ajuda.

Passados alguns dias, a minha esposa recebeu uma mensagem no WhatsApp de Katia do Pastor Vaduin (Juliana se passando por ela), a qual pediu que a minha esposa cuidasse da Juliana, a qual estaria muito doente, e que a suposta Katia estaria viajando para a Espanha, ficando assim impossibilitada de ajudar a Juliana, desta forma pediu que a minha esposa ajudasse a Juliana.

Minha esposa muito sensibilizada com a doença, aceitou ajudar a Juliana. Foi ai que tudo começou. A Juliana não queria ser amiga da minha esposa, mas sim ser tratada como filha, onde ela começou a criar histórias e personagens com o intuito de se aproximar da minha esposa, ao ponto de se passar por 18 personagens pelo WhatsApp.

Ela começou a criar a história e os personagens, a primeira personagem foi uma medica de nome Ana, que ela teria conhecido em Mossoró/RN, a qual era Ginecologista e cuidou dela por um tempo quando a mesma estava gravida. Essa medica teria conhecido a Juliana em uma consulta, e criou um amor de mãe e filha à primeira vista de acordo com Juliana, ao ponto de querer criar ela como filha já que a suposta medica não possuía filhos, prometendo desde já uma casa de herança em Mossoró/RN para Juliana, desde de que ela aceitasse ser a sua filha. Mas a Juliana informou que por ter se mudado acabou perdendo o contato com a medica, e que ao longo de anos sempre teria procurado a suposta medica com o intuito de aceitar o seu pedido, já que a mãe verdadeira dela não falava com ela e desde de criança tinha ódio da Juliana.

Minha esposa muito triste pelo fato dela ter perdido o contato dessa medica, ficou pensando em várias maneiras de consegui o contato da suposta medica, fez de tudo para tentar reunir as duas novamente. Ocorre que isso era um desde do início um plano da Juliana para que a minha esposa começasse a ver ela como filha, como a suposta medica estava fazendo.

Passados dias da suposta história da medica, a Juliana chegou com a notícia que teria que tentar de todas as maneiras encontrar a medica, pois ela teria piorado da sua doença, e só a medica poderia a tratar de graça, já que teria ela como uma filha.

Desta forma, a Katia (Juliana se passando por ela) do Pastor Vanduin teria encontrado o número da medica, e que finalmente ela iria encontrar com essa suposta medica. Minha esposa ficou muito feliz com a notícia, e falou que iria ajudar a Juliana da forma que ela precisasse para realizar esse encontro.

Passados alguns dias, a Juliana colocou a suposta medica para falar com a minha esposa, para agradecer pela ajuda que ela estava dando a Juliana, e que queria encontrar com a minha esposa, mas antes ela iria em São Paulo/SP resolver uns problemas de sua empresa e encontrar a sua família, contou também que queria dar a casa dela para Juliana e queria a ajuda da minha esposa para transferir a casa para Juliana.

Ocorre que no decorrer da suposta viagem da medica, a mesma chegou a óbito em um suposto acidente de carro, quando iria comprar o seu jantar. Informação passada por uma suposta auxiliar da medica de nome Adriana por meio do WhatsApp. Minha esposa muito triste com a notícia ficou sem acreditar que a medica teria morrido, e que ela que teria que ser a portadora da notícia para a Juliana.

A Juliana mais uma vez conseguiu sensibilizar a minha esposa se passando por uma mulher sofrida (coisa de filme mesmo). Agora com a morte da suposta medica a Juliana poderia começar com a segunda parte do seu plano, o que foi feito.

Desta forma, a Juliana criou a personagem da irmã da suposta medica Ana, com o nome de Fabiana. Essa Fabiana foi criada com o intuito de firmar a história que a Juliana iria receber essa casa de herança, onde a Fabiana começou a falar com a minha esposa pelo WhatsApp para formalizar a transferência. Ocorre que os dias foram passando e essa suposta documentação nunca chegava, sempre dando erro nos correios (código inexistente).

Mas durante essas tratativas de transferência, a Juliana criou o personagem do irmão da medica falecida, de nome Fabio. O qual ficou com raiva pois não queria dar a suposta casa como herança para a Juliana, ficando o mesmo supostamente ameaçando a Juliana pelo WhatsApp.

Desta forma, a Juliana sem limites para a maldade, já começou a criar outra história para tentar se aproximar mais ainda da minha esposa. Inventando que estava doente já de outra doença, desta vez ela teria câncer no ovário.

Então ela tentando tirar o foco da casa, criou outro personagem, a suposta Dra. Renata que seria a medica por indicação da suposta Fabiana que era irmã da suposta Dra. Ana. Assim, a Renata começou a cuidar da Juliana, realizando o seu tratamento de graça na LIGA.

Juliana então, começou a falar com a minha esposa com o personagem da Renata, pedindo que ajudasse a Juliana com o dinheiro dos remédios e refeições especificas, tendo em vista que a Juliana não teria ninguém por ela, assim começamos a contar a terceira parte do plano da Juliana.
Chegamos ao crime de estelionato, em conformidade com o Código Penal brasileiro o estelionato é capitulado como crime contra o patrimônio (Título II, Capítulo VI, Artigo 171), sendo definido como “obter, para si ou para outro, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil ou qualquer outro meio fraudulento.

A Juliana começou a pedir dinheiro por meio dos personagens, a qual informava sempre que necessitava de remédios caros e de comidas especificas. A minha esposa então começou a ajudar a Juliana de todas as maneiras, tanto financeiramente como com alimentação, pedindo também ajuda para Juliana a nossa família, caindo assim todos no golpe.

Ao longo desta suposta doença, a Juliana criou outro personagem com o nome de Sonia, que era uma irmã de oração que sempre orava por Juliana, onde essa Sonia também estava doente pedia dinheiro para realizar os seus exames, já que era de idade e não trabalhava, sobrevivendo com a ajuda do seu suposto neto Diego, o qual era a conta para deposito da ajuda.

A minha família toda sensibilizada com a história, acolheu a Juliana também, a qual criou afeto por ela e caíram no golpe.
Com o passar dos meses a Juliana declarou para todos que estaria curada de todas as enfermidades, contando o testemunho na igreja para firmar a história e assim finalizar o crime de estelionato.

Era o que eu pensava, mas ela continuou. Desta vez, a mesma matou a personagem Fabiana, através do suicídio, a qual deixou um filho de nome Yago. Este jovem começou a falar com a minha esposa, mas na verdade era a Juliana também.

A Juliana então criou outra doença (leucemia) junto com uma bactéria na cabeça que dava esquecimento, para assim continuar com o golpe e acabar com a minha família. Ela simplesmente falava que era atendida por um médico de nome Yuri (personagem também), e ficava sempre falando para todos que ele era apaixonado por ela, e que ela não ficava com ele porque não queria. Juliana novamente supostamente doente, começou com o seu plano de aproximar as pessoas dela novamente.

O personagem Yago, que entrou na história para informar que a mãe dele a Fabiana, teria deixado um apartamento para a Juliana em São Paulo/SP, e que ele queria muito conhecer a minha esposa e Juliana em São Paulo/SP para ela receber a documentação do apartamento que foi deixado para ela.

A minha esposa sempre viaja para São Paulo/SP, com a finalidade de realizar compras para o seu comercio. No mês de agosto/2018 a minha esposa comprou a sua passagem para São Paulo/SP, então o suposto Yago (Juliana) falou com a minha esposa para que a mesma comprasse a passagem da Juliana também, com o intuito de entregar a documentação do apartamento, e que ele iria depositar o dinheiro no mesmo dia da passagem (o que não foi feito).

Ele então falou que iria dar o dinheiro no dia que se encontrasse com a minha esposa e Juliana, mas ocorre que ele nunca apareceu. A minha esposa ficou de 7:00h as 22:00h esperando esse suposto Yago aparecer no Aeroporto de são Paulo/SP, não sabia a minha esposa que o Yago era também a Juliana.

Este dia foi considerado para a nossa família como o dia da vitória, pois abrimos os nossos olhos com a ajuda do meu genro e minha filha, os quais começaram a desconfiar de tudo, bem como da Juliana.

Eu fiquei sem acreditar no início, já que João Batista confirmava toda a história e eu não tinha motivos para não acreditar. Mas como toda mentira tem perna curta, o meu genro com a minha filha conversaram comigo e mostraram todas as provas da mentira, onde foi ai que a minha ficha caiu.

A minha esposa quando voltou de São Paulo/SP, foi alertada também por eles, os quais mostraram as provas que a Juliana estava mentindo e se passando por pessoas que não existiam, e que a Juliana estava dando um golpe nela e na nossa família.

Então começamos uma pequena investigação com o intuito de colher informações, foi ai que batemos em todos os hospitais para saber se esses médicos e as consultas de Juliana existiam, onde todos os hospitais informaram que tanto os médicos como a suposta paciente Juliana não existia no banco de dados.

Minha esposa ficou em choque, juntamente com toda a nossa família, não queríamos acreditar que caímos no golpe. No outro dia chamamos o esposo da Juliana, o João Batista, com o intuito de informar o que estava acontecendo. O João Batista quando chegou na minha casa e ficou sabendo da história, falou que não sabia de nada e que realmente Juliana possuía vários chips, que sempre ficava trocando com a alegação que uns chips estavam sem credito.

Com essa informação chamamos a Juliana para conversar juntamente com o João Batista, com o intuito de descobrir o que realmente era verdade e o que era mentira. Foi ai que a Juliana viu que não poderia continuar com a mentira, revelou tudo.

Confirmou que nunca esteve doente, como também criou vários personagens no WhatsApp, com o intuito de conseguir a atenção da minha esposa e ser amiga dela em todos os momentos, afirmando que tinha esse vício de criar personagens para falar com as pessoas, podendo ser comprovado no vídeo em anexo.

Com isso quebramos todos os laços com a Juliana e seu marido, onde no início falamos que não queríamos ela próximo da nossa família, e que iriamos procurar a justiça para denunciar ela pelos crimes que ela cometeu, se ela não devolvesse o dinheiro que ela pegou.

Então foi isso que fizemos, no dia 27 de setembro a minha esposa e minha sobrinha procuraram a delegacia para registrar e denunciar a Juliana, pelos crimes que ela cometeu, podendo ser comprovado nos documentos em anexo.

Depois que a Juliana foi intimada da denúncia do crime, ela começou a inventar histórias criando conversas falsas pelo WhatsApp, onde ela criou conversas por aplicativos já conhecidos como WHATSFAKE e etc. Podemos comprovar a falsidade da conversa pela explicação no vídeo abaixo.

Desta forma venho por meio desta resposta, me defender das falsas acusações sofridas por Juliana Maria da Silva e seu esposo o João Batista, onde os mesmos colocaram como meta de vida me derrubar do ministério, mas Deus quem me colocou lá e só ele pode me tirar.

Toda a diretoria da igreja já sabe da história e dos fakes criados por ela, por isso que ela tenta de todas as maneiras aparecer se passando por uma boa cristã, mostrando uma história falsa. Eu não queria me manifestar sobre o ocorrido, levando em consideração que tenho um processo por DIFAMAÇÃO E INJURIA contra ela por esse fato, mas como a mesma está atacando a minha igreja e o meu ministério de forma tão desleal, não posso deixar de mostrar a verdade para todos. Espero que ninguém passe pelo o que estou passando, pois isso me deixou muito triste em ver uma pessoa que ajudamos e acreditamos nos apunhalar desta maneira.

Quero ainda informar que não tenho raiva da Juliana e do João Batista, quero que Deus chegue na vida deles, e que eu perdoo eles pelas mentiras proferidas, mas não posso deixar meu nome ficar sujo por uma história criada, sempre cuidamos de Juliana desde de quando conhecemos ela, não merecíamos passar por isso, onde a mesma só criou tal história com a finalidade de prejudicar nossa família de alguma forma, pela denúncia que fizemos contra ela.

Assim desde já peço que os irmão compartilhem a verdade.

Paz do senhor para todos!

Att. Ev. Jose Amadeu da Silva



Aniversariante do mês
Caio Fábio

Escritor

63 anos


publicidade

Mais artigos

Luto: Morre de câncer um dos pastores mais amados da comunidade evangélica

O pastor já travava uma batalha contra o câncer há pelo menos 15 anos quando recebeu o diagnóstico da doença no intestino


Cantor gospel Irmão Lázaro agora é pastor e inaugura igreja na Bahia

O culto de inauguração da Igreja Batista Luz Divina aconteceu nos dias 23 e 24 de março em Feira de santana-BA


Aline Barros na MK “de novo”

A MK divulgou um novo recorde de um projeto de Aline Barros lançado pela gravadora


O amigo em comum de Silas Malafaia e Leonardo Sale

Os pastores tem trocado farpas na internet


Cassiane e Jairinho são processados por não pagar condomínio

A cantora gospel é pastora da Assembleia de Deus em Alphaville


Homem é atingido por bala perdida dentro de igreja e fiéis se desesperam

O incidente aconteceu no momento do culto, surpreendendo as pessoas que cultuavam


Alisson Santos desabafa e manda indireta para quem criticou o fim da dupla com Neide

O cantor acabou a dupla para seguir carreira solo no final do ano passado, e foi alvo de muitas críticas


Pastor da Assembleia de Deus é preso em flagrante após marcar encontro com menor

A Polícia foi avisada com antecedência e seguiu o indivíduo até o local do encontro marcado com a garota, prendendo o pastor em flagrante


Filha de pastor grava áudio desesperada: passamos fome

O áudio que denuncia o pastor Valdomiro Pereira foi gravado pela filha do pastor Fernando, e está circulando em grupos de WhatsApp


“Profecia” de Marco Feliciano se cumpre e pastor comemora

Feliciano foi um dos deputados que votou para que o processo de denúncia contra Temer fosse arquivado enquanto ele estivesse no poder