YouTube suspende canal do reverendo Caio Fábio por incitação a violência

O pastor pediu ajuda aos seus seguidores nas redes sociais para ter canal de volta


Publicado em: 06/11/18 às 18:06 por Caio Rangel | Atualizado em 16/01/2019 às 8:07

Caio Fábio (Reprodução Internet)

Na última segunda-feira (05) o rev. Caio Fábio publicou em suas redes sociais um vídeo em que avisa sobre a suspensão do seu canal no YouTube. Segundo o reverendo, a empresa de compartilhamento de vídeos na internet fechou seu canal devido a exibição de um vídeo onde duas jovens brigam em uma escola e um guarda pula em cima das duas garotas para separar a briga.

+ Conheça a morena misteriosa por quem cantor gospel famoso abandonou a família

Logo após a suspensão do canal, Caio Fábio começou em suas redes sociais uma campanha, para que os inscritos e seus seguidores entrassem em contato com o YouTube para que eles liberassem o canal oficial do reverendo.

Enquanto o canal oficial caiofabio.net não é liberado, alguns vídeos estão sendo publicados em um outro canal provisório que se chama, Caio Fábio TV, e já conta com diversos vídeos de suas pregações e poucos inscritos.

+ Cantora Deise Cipriano recebe festa surpresa no hospital, em comemoração aos 39 anos de idade

Leia abaixo a postagem do Instagram oficial do reverendo:

+ Alisson da dupla com Neide abre o jogo e desabafa nas redes sociais

Alguns seguidores da sua página no Instagram comentaram de forma positiva e outros de maneira negativa:

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

 

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

 

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

Comentários dos seguidores do reverendo (Reprodução Instagram)

+ Caio Fábio publica foto com comentário ‘maldoso’ e internaltas repudiam atitude do pastor

Em outros canais no YouTube foi divulgado um vídeo mais informativo, onde o Caio explica em detalhes o porque da suspensão do seu canal, acompanhe a seguir o vídeo na íntegra:

+ Caio Fábio: Depois de fazer post ‘maldoso’ reverendo pede perdão aos seus seguidores

Imagem que aparece quando se procura o antigo canal no YouTube (Reprodução Internet)

Imagem que aparece quando se procura o antigo canal do reverendo no YouTube (Reprodução Internet)

Urgente: Morre cantor gospel que lutava contra o câncer

Na madrugada desta segunda-feira (05), morreu o cantor e compositor Adilson Gigante. conhecido no âmbito nacional por escrever centenas de hinos cristãos e levar a Palavra de Deus por meio da música.

Portador de um gênero musical próprio e conservador, gravou 18 discos e compôs mais de 300 hinos que, desde 1975, tem cantado nas igrejas e nos lares de todo o Brasil para um público fiel ao seu estilo.

+ Pastor “ostentação” sofre acidente e ganha fratura grave na mão direita

Adilson morreu na cidade de Itarantim BA, sua cidade Natal. O cantor lutava contra um câncer nos ossos, que acabou trazendo várias complicações á sua saúde. Adilson Gigante tinha 67 anos, dos quais, 43 dedicados à carreira, deixando um acervo rico de discos gravados.

O velório acontece na Assembleia de Deus templo central, na rua Eleuzibio Cunha, 928, bairro Bela Vista, em Teixeira de Freitas. Na terça-feira (06), às 8h, haverá um culto em agradecimento a Deus pela sua vida, em seguida, às 9h, seguirão todos para o sepultamento, que ocorrerá no Reviver Cemitério Parque.

+ Esposa do presidente do Gideões sofre acidente na saída de igreja em Boston – EUA

O renomado compositor Tony Ricardo, que também mora na cidade de Teixeira de Freitas, homenageou Adilson nas suas redes sociais. No Stories do seu Instagram ele postou.

O cantor e compositor Adilson Gigante deixou um lindo legado para música cristã Brasileira. A notícia de sua morte foi divulgada pelos fãs do cantor na time line Adilson em seu Facebook oficial. Centenas de pessoas e líderes da Assembleia de Deus lamentaram a morte do cantor.

Suas músicas mais conhecidas são: “O Jovem Galileu”, “Cidadão do Céu”, “Cristo, o Melhor Candidato”, dentre outros.

Assista ao vídeo.




Aniversariante do mês
Álvaro Tito

Cantor

53 anos


publicidade

Mais artigos

Jotta A alcança 30 milhões de views no YouTube e agradece fãs

Jotta A conseguiu realizar mais um feito histórico com a sua música. Ele agradeceu a todos os seus fãs e seguidores pelos 30 milhões de views no YouTube


Mesmo abalada, Flordelis canta música “Jó” no velório do esposo

O velório do pastor Anderson do Carmo, aconteceu na Cidade do Fogo, em São Gonçalo, Niterói (RJ)


Daniela Araújo quebra o silêncio e fala sobre assalto à sua família

Daniela Araújo escreveu um longo texto envolvendo a violência demasiada no Brasil. Ela relembrou um caso que aconteceu com sua irmã, o cunhado e seus pais


Homem é preso em flagrante se masturbando dentro de igreja evangélica

De acordo com o boletim de ocorrência, um policial civil participava do culto e conseguiu prender o acusado


Vídeo: Pr. Anderson do Carmo diz que “Satanás não vai assassinar essa geração” antes de morrer

Anderson do Carmo foi morto com mais de 15 tiros na madrugada do domingo


Investigação: Morte do pastor Anderson do Carmo pode ter sido encomendada por um parente

O pastor Anderson do Carmo teria tido, segundo a polícia, uma desavença com um parente por conta de dinheiro.


Pastores, cantores gospel e amigos lamentam a morte do pastor Anderson do Carmo

As redes sociais foram inundadas com postagens de famosos do meio gospel lamentando sua morte.


Morte do pastor Anderson do Carmo repercute na Europa

O pastor acabou recebendo homenagens de diversos lideres religiosos e artistas gospel brasileiros


Luto: Pastor Anderson do Carmo é morto na frente de Flordelis, em Niterói

Anderson do Carmo era casado com Flordelis desde 1994 e tinha 55 filhos, dos quais, 51 eram adotados.


Pastor Marco Feliciano quebra silêncio e faz duras críticas ao STF

Marco Feliciano, gravou um vídeo para falar sobre a decisão do STF. O deputado se levantou contra o Supremo que decidiu criminalizar a homofobia