Cantor gospel Clóvis Pinho se emociona após cantar em presídio

Clóvis publicou vários Stories de dentro da penitenciária, e mais tarde se emocionou ao descrever a experiência vivenciada por ele durante a visita.


Publicado em: 09/11/18 às 8:03 por Caio Rangel | Atualizado em 15/01/2019 às 16:49


O cantor gospel Clóvis Pinhoesteve visitando e tocando em uma “penitenciária de Belo Horizonte (MG)”, durante dois dias seguidos. Na quarta- feira (06), Clóvis e alguns irmãos fizeram uma festa para os detentos, e na quinta-feira, fez uma visita mais detalhada conhecendo de perto cada dependências do sistema prisional.

+ Polêmica: Humorista gospel Vini Rodrigues grava vídeo e desmente fake news

O cantor estava acompanhado do empresário do Preto no Branco, Alex Passos, e alguns integrantes do grupo. Participaram também do Festival da Canção Prisional- FESTIPRI. Clóvis compartilhou uma foto em seu Stories do Instagram com a seguinte legenda: “Talvez hoje fizemos o show mais importante da nossa história. De dentro de uma penitenciária saiu uma adoração sincera e verdadeira”.

O cantor publicou vários Stories de dentro da penitenciária, e mais tarde se emocionou ao descrever a experiência vivenciada por ele durante a visita.

+ Cantor gospel Kleber Lucas ignora críticas e prova mais uma vez que está acima do mundo gospel

Ele ainda revelou que estava impressionado com tantas histórias, e também disse: “Agente vê tanta gente presa em situação de cárcere por que tem uma dívida com a sociedade e é necessário que a justiça cobre isso, mas isso não pode impedir que a gente ame essas pessoas, isso não pode impedir que agente vá lá dizer que tem um Jesus Cristo que morreu na cruz e do lado dele tinha um ladrão, como muitos que estão ali”.

Clóvis não conseguiu terminar todos os Stories pois estava muito emocionado, e encerrou com uma mensagem; “Fama nenhuma, dinheiro nenhum se compara a isso…. resolvi encerrar os vídeos, mal consigo falar direito aqui…perdão! amém sempre, faz muito bem fazer bem ao outro”. Disse ele.

+ Ton Carfi se emociona ao ouvir versão cover da música “Ousado Amor”

Denúncia grave envolvendo Magno Malta revela “lado sombrio” do senador

Magno Malta (Reprodução)

Uma denúncia grave envolvendo o senador Magno Malta, veio a tona no final de Setembro, e coloca em xeque o caráter e a índole do pastor e político que não conseguiu se reeleger na última eleição.

O caso ganhou projeção nacional depois que O youtuber e influenciador digital Paulo Souza, publicou em seu canal (No Entanto), uma entrevista que cobrador de ônibus Luiz Alves de Lima deu ao site Século Diário.

+ Denúncia: Gravadora gospel dá calote em cantores e se prepara para novo golpe

A denúncia é sobre um caso que aconteceu em 2009, Luiz explica que por conta de um problema de saúde que a sua filha na época com 3 anos estava enfrentando, ele acabou vivenciando as piores atrocidades que um ser humano pode sofrer.

Sua filha estava com uma doença chamada Oxiúro. Ao levar a criança até uma Unidade de Saúde, Luiz foi acusado de abusar sexualmente da própria filha.

+ Urgente: Pastor famoso referência entre os jovens é diagnosticado com câncer

O caso ganhou repercussão e chegou até a (CPI) da pedofilia, rebatizada de CPI dos Maus-Tratos, que é presidida por Magno Malta. Com o objetivo de ganhar os holofotes da mídia na véspera de disputar a reeleição para o Senado, em 2010, Magno é acusado de usar a família de Luiz para se promover e ganhar a eleição.

Depois que Luiz falou na cara de Magno Malta que ele não representava o Poder Judiciário, e nem o Ministério público, o senador ficou furioso e decretou a prisão dele.

Luiz Alves de Lima relata que foi torturado fisicamente nas dependências do Centro de Detenção Provisória de Cariacica (CPDC), até quase ser morto. Dentre as práticas de tortura a que foi submetido no local, aponta asfixia com sacola na cabeça; choques elétricos, principalmente no órgão genital; e surras.

+ Intolerância Religiosa: Evangélicos expulsam umbandistas durante culto no cemitério em Dia de Finados

Segundo a vítima o senador Magno Malta foi ao cúmulo da maldade, ele fez uma reunião no IML, e sugeriu forjar uma fuga do acusado na época, e disse:“Dá o primeiro pra cima e o resto vocês dão nele”, disse Magno sentenciando o acusado a morte.

Magno ainda mentiu para imprensa dizendo que o computador do acusado estava cheio de material pornográfico, o que foi desmentido  por 5 peritos nomeados pelo promotor e pela justiça.

Durante as torturas a que relata ter sido submetido, diz que ouvia os policiais citar o nome de Magno Malta, inclusive quando o senador foi passear em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Os policiais encapuzados sempre instavam o preso para que confessasse o atendo à filha.

Luiz  ficou cego do olho direito e tem visão parcial do esquerdo (só enxerga entre 20 e 25%). Para ler, ele tem de usar lupa, e anda com extrema dificuldade. Os médicos que o atendem o informaram que a lesão que resta é irreversível e progressiva. Pode chegar à cegueira.

+ Kemilly Santos revela algo surpreendente aos seus seguidores no Instagram

Praticamente cego e sem condições de voltar a trabalhar, restou à vítima buscar indenização do Estado (processo nº 0020292-42.2017.8.080024). Hoje sobrevive com R$ 2 mil mensais, por determinação da Justiça, que atendeu a um dos pedidos da ação: “seja o Estado condenado ao pagamento ao autor a importância relativa aos danos materiais sofridos, com pensão vitalícia, a fim de compensar a incapacidade acometida.

Luiz Alves de Lima, preso após exposição na CPI, foi inocentado pela Justiça sete anos depois. Já os dois mandatos de senador de Magno Malta foram marcados por shows midiáticos promovidos principalmente, em véspera de eleições.

Assista a entrevista na íntegra.




Aniversariante do mês
Álvaro Tito

Cantor

53 anos


publicidade

Mais artigos

Violência: Pastor é assassinado a tiros em frente a igreja

O pastor foi socorrido por vizinhos e levado para a UPA de Serra Sede, mas não resistiu e morreu antes de receber atendimento


Teto de igreja evangélica desaba após incêndio e pastor se desespera

De acordo com a Polícia Militar, um curto circuito pode ter causado o incêndio


Irmãos suspeitos de matar pastor se entregam à polícia

Os suspeitos estavam foragidos e com mandado de prisão em aberto após serem indiciados pela morte do pastor evangélico Edenilton Félix


Nesta segunda Flordelis prestará depoimento à polícia sobre morte do marido

Flordelis também pretende conceber uma entrevista coletiva aos jornalistas na próxima terça-feira 25


Segundo a polícia, cenário macabro foi encontrado na casa de Flordelis, saiba mais

Todas as pessoas que estavam na casa no dia do crime estão sendo investigadas


Flordelis quebra o silêncio, critica a polícia, e detalhe chama a atenção

Uma semana após o assassinato do pastor Anderson do Carmo a cantora desabafa nas redes sociais


Acidente grave mata pastor e diácono durante viagem missionária

Além disso, outros dois irmãos que também estavam no veículo na hora do acidente. Eles sofreram ferimentos e foram levados para hospital da região


Corpo do Pastor Anderson do Carmo poderá ser exumado

Segundo depoimento de um dos filhos adotivos, Flordelis e mais três filhas estão envolvidas no crime


Fernandinho protagoniza polêmica e é atacado nas redes sociais

Fernandinho, que foi considerado como uma das principais atrações da Marcha Para Jesus, usou o microfone para alfinetar os católicos


Evangélicos criticam participação de Mara Maravilha na Marcha Para Jesus

Ela publicou o vídeo  de sua apresentações no dia seguinte e, imediatamente, começou a ser criticada