“Vou escolher um presidente para a nação e não um pastor para a igreja” diz Eduardo Reis sobre Bolsonaro

O pastor afirmou que de todos os candidatos o mais preparado para ser presidente é Jair Bolsonaro


Publicado em: 04/10/18 às 10:52 por Caio Rangel | Atualizado em 18/01/2019 às 9:59

Pastor Eduardo Reis (Reprodução)

O renomado pastor Eduardo Reis, é mais um dos pastores famosos que apoiam Bolsonaro para Presidência da República, mesmo tendo candidatos evangélicos na corrida presidencial.

Procurado pelo site O Fuxico Gospel, o pastor explicou o porquê apoia o candidato, e não apoia nenhum dos evangélicos que disputam o cargo.

+ Após envolvimento com drogas, pastor Adeildo Costa segue na lista negra do Gideões

Eduardo disse que está escolhendo um presidente para a nação, e não um pastor para a igreja. Reis falou que acredita que o presidente do Brasil precisa ser cristão, para que os nossos princípios e valores sejam guardados, e o Bolsonaro é cristão, e a questão de ser cristão evangélico ou católico para ele não influencia em nada se não for capaz de assumir a Presidência da República.

+ Sem convite, Cassiane vai à Itália mas não vê casamento de Gabriela Rocha

O pastor afirmou que de todos os candidatos o mais preparado para ser presidente é Jair Bolsonaro. Eduardo explicou que o candidato defende os valores e princípios cristãos, diferente da candidata Marina Silva, que é evangélica e fica em cima do muro, e não defende os valores cristãos como por exemplo, pautas sensíveis como o caso do aborto.

Em relação ao Cabo Daciolo, o pastor afirmou que entende que ele não está preparado para governar um país do tamanho de um continente como é o Brasil.

Eduardo Reis reitera que a única opção que fica é o Bolsonaro, que também é cristão, que defende os princípios e valores da família, não fica em cima do muro, e está preparado para governar o Brasil.

+ Polícia encontra plantação de maconha em terreno de igreja e prende pastores

Essas foram as palavras do pastor Eduardo Reis para justificar o seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro.

Apóstolo que foi preso com dólares na “cueca” unge Bolsonaro em hospital

No último sábado (22), o apostolo Estevam Hernandes, fundador e líder da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, esteve no Hospital Israelita Albert Einstein para orar e ungir o candidato a presidência Jair Bolsonaro(PSL).

Estevam foi acompanhado do apostolo César Augusto, que juntos gravaram um vídeo e postaram no Instagram.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Hj oramos e ungimos nosso querido @jairmessiasbolsonaro @apcesaraugusto Deus tem caminhos e propósitos superiores Jer 29:11

Uma publicação compartilhada por Apostolo Estevam (@apostoloestevam) em

+ Cantora gospel Marcela Taís segue internada em estado grave

O líder da Igreja Renascer foi o protagonista do maior escândalo gospel de 2007. Há exatamente 11 anos Estevam e sua esposa bispa Sônia Hernandes, foram presos pela polícia federal dos Estados Unidos (FBI), por levarem US$ 56 mil em dinheiro vivo para os Estados Unidos.

Eles declararam às autoridades alfandegárias que traziam US$ 10 mil, mas foram flagrado no aeroporto de Miami com US$ 56 mil, valor muito acima do máximo permitido pela legislação americana, que é de US$ 10 mil.

+ Com câncer no pulmão, por que a pastora Ludmila Ferber não está internada?

O caso ganhou repercussão nacional e foi destaque na imprensa mundial. O dinheiro estava escondido em capas de Bíblias, em um porta CDs, e até dentro da cueca.

O casal cumpriu pena de dois anos e meio de prisão sendo que; cinco meses foram cumpridos em uma prisão federal  e os outros cinco em prisão domiciliar, além de dois anos sob liberdade vigiada, período no qual foram impedidos de deixar os EUA.

+ Bispo da Universal busca apoio de Pai de Santo em campanha para deputado

Apostolo Estevam em visita a Bolsonaro no último sábado, declarou apoio ao candidato e disse que ele estava restaurado.

Curiosamente a opção de comentar o post foi desativada no Instagram do apostolo Estevam, e provavelmente seguindo as suas orientações foi desativado no Instagram do Apostolo César Augusto, que repostou a postagem, e também no Insta de Fernanda Hernandes, viúva do Bispo Tid Hernandes, filho de Estevam que faleceu em 2016.




Mais artigos

Magno Malta quebra o silêncio sobre decisão de Bolsonaro e causa polêmica

Através de um vídeo que circula nas redes sociais, o parlamentar desabafa e diz o que pensa sobre um dos temas mais polêmicos defendidos pelo presidente


Cantor gospel famoso causa polêmica ao criticar pastores divorciados

Muitos internautas comentaram o post e concordaram  com a opinião do cantor


Triste: Após fim do casamento, membro da Assembleia de Deus comete suicídio

A filha de 11 anos foi quem encontrou o pai sem vida na área de sua casa


Sarah Sheeva dá maior “bola fora” da história e humilha Stefhany Absoluta

Ela até disse concordar com a separação de Stefhany, desde que, ela saia de cena e volte ao anonimato.


Cantor gospel Alisson Santos despreza críticas e faz comunicado importante

O cantor vem sendo alvo de duras críticas desde que decidiu terminar a dupla com sua tia Neide e seguir carreira solo


Urgente: Estado de saúde do pastor Hueslen Santos ex-vice do Gideões é preocupante

Muitos líderes desejaram saúde para o pastor Hueslen, e disseram que estavam orando pela sua recuperação


Urgente: Esposa e filho caçula do cantor gospel Juliano Son sofrem acidente

Daniele e Mateus passaram o final de semana com o cantor na "13ª edição do Impacto Sertão Livre", e estavam voltando para Teresina


Depois de sofrer pressão dos membros, pastor entrega cargo e entra em depressão profunda

Segundo o depoimento de pessoas próximas ao líder, depois do caso, ele entrou em depressão e está sob os cuidados dos familiares


“Aqui é fod#”, diz pastor da Assembleia de Deus durante sermão

A frase tem causado polêmica e os pastores alertam sobre as gírias que estão sendo cada vez mais introduzida dentro das mensagens


Carnaval gospel: Grupo evangélico cria bloco para evangelizar e causa polêmica

O bloco foi criado com o propósito de "quebrar a religiosidade" e evangelizar as pessoas