Cantor gospel que já foi ícone da música pentecostal tenta se reeleger há 8 anos

Depois de não ter mais o apoio dos evangélicos ele tenta a sorte em outros estados


12 meses atrás | Caio Rangel




Para o cantor gospel Marcos Antônio, mas conhecido como “O Negrão abençoado” conseguir voltar a câmara federal tem sido uma missão impossível. Ele já foi um grande puxador de votos da Igreja Assembleia de de Deus de (PE), mas hoje a comunidade evangélica já não lhe respeita mais como um porta-voz dos seus interesses.

Marcos Antônio conseguiu se eleger deputado federal por Pernambuco nas eleições de 2006, com 62.019 votos, um feito inédito em sua carreira. Com a popularidade em alta e o apoio de muitos líderes evangélicos, não foi tão difícil conseguir o cargo de federal.

+ Evangélico, Magno Malta perde vaga no Senado após 15 anos de mandato

No decorrer dos anos o cantor se envolveu em muitos escândalos que acabaram manchando sua imagem e prejudicando a sua carreira. Sendo proibido de cantar em várias igrejas, como por exemplo a Assembleia de Deus de Pernambuco, o cantor optou então se refugiar na Paraíba, onde em 2010 tentou a reeleição mas só obteve 32.488 votos, quase a metade do que havia recebido em 2006.

Nas eleições para prefeito de 2012, o cantor voltou para Pernambuco e disputou a vaga de prefeito da cidade de São Lourenço da Mata (PE), sua terra natal. O resultado não foi diferente, perdeu outra vez. Em 2014 tentou outra vez ser deputado federal defendendo a bandeira da Paraíba, e mais uma vez perdeu, obteve 24.603 votos.

+ Candidato a federal, cantor gospel comemora vitória antes da hora e passa vergonha

Cada vez mais envolvido em escândalos, e sem o apoio dos líderes evangélicos e dos fies, Marcos migrou para o estado da Bahia, e saiu deputado federal pelo (PTC) nas eleições de 2018, e obteve o seu pior desempenho com apenas 4.367 votos.

+ Condenado por fraude, dono da MK é eleito Senador pelo RJ

O fraco desempenho nas urnas, apenas espelham a realidade de sua popularidade. O cantor que já foi um dos preferidos do publico evangélicos, a cada dia entra para lista dos esquecidos e ex-famosos que alcançaram o ápice do sucesso, mas infelizmente não conseguiram se manter.

Marco Feliciano “perde” 150 mil votos, mas é reeleito em SP

Pastor Marco Feliciano

O pastor Marco Feliciano (PODE), foi reeleito Deputado Federal por São Paulo, com 239.784 votos.

O parlamentar teve uma queda significativa em sua votação, que acabou o deixando em décimo lugar no ranking dos eleitos. Em 2014, Feliciano foi o terceiro mais votado no estado com 398.087, porém, essa queda acentuada de posição de nada influência, já que o pastor segue no poder por mais um mandato.

Até o fechamento dessa reportagem, o pastor Marco Feliciano não havia publicado nada em suas redes sociais, mas amigos, admiradores e correligionários, celebram mais essa vitória do pregador que surgiu no Gideões e está escrevendo seu nome nos anais da história.

Outro que venceu o pleito eleitoral, foi o pastor Abílio Santana (PHS-BA).

Abílio ficou na 37° posição, e foi eleito com 50.345 votos na Bahia.