Pastor Silas Malafaia dar “xeque mate” na imprensa em vídeo revelador

O pastor criticou a imprensa por não dar a devida cobertura ao atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro


Publicado em: 10/09/18 às 16:21 por Micael Batista | Atualizado em 24/01/2019 às 11:09

Pastor Silas Malafaia (Reprodução)

O pastor Silas Malafaia, se utilizou de suas redes sociais para desabafar e fazer duras criticas a imprensa brasileira que quer desqualificar o criminoso que tentou matar Bolsonaro, dizendo que o agressor é doente mental.

+Ricardo Oliveira, o pastor evangélico que vale milhões no futebol

Na postagem o pastor se mostrou indignado com a imprensa, e citou o caso da vereadora Mariele do PSOL, que foi assassinada em 14 de março. Lembrou que a imprensa se mobilizou cerca de 60 dias de forma implacável, pedindo justiça, ao Ministério Público, Polícia Federal, Polícia Estadual, Governador, Presidente República, Ministro de Estado, e disse que esse é o papel da imprensa.

Silas disse que 06 (seis) meses depois, ainda fazem isso. O pastor disse que o que aconteceu com Bolsonaro, não viu ninguém com matéria de primeira mão, nem ninguém da imprensa pressionar autoridades para desvendar quem está por traz do bandido.

+ Nova onda: Porque artistas gospel estão fazendo o gesto do Olho de Hórus?

O pastor fez lembrar que está no Facebook do criminoso, que ele tem curso de nível superior, e que foi ou é militante do PSOL, e acrescentou que está nas redes sociais, que o criminoso é defensor das causas do PT e de Lula, e acrescentou que o ele estava a 15 dias em Juiz de Fora (MG), pagando pensão com dinheiro vivo.

Em sua fala, também citou que tem 04 (quatro) advogados a serviço do criminoso, disse também que a imprensa não pede investigação, exclamou mais uma vez, “isso é uma vergonha.”

Ele lembrou que  disse à alguns dias no twitter, que o bandido assessorava Dilma, e que jornalistas O Globo e da Folha vieram lhe questionar perguntando se ele tem prova do que tinha falado.

A assessoria de campanha da ex-presidente Dilma Rousseff  irá processar o pastor por injúria, calúnia e difamação.

+ Igreja evangélica fundada pela maçonaria já foi a maior do Brasil e tem 4 milhões de membros

Caio Fábio insinua que ataque à Bolsonaro é reflexo do seu próprio ódio

Caio Fábio e Jair Bolsonaro (Reprodução)

O líder da Igreja Evangélica Assembléia de Deus Vitória em Cristo – ADVEC pastor Silas Malfaia, se utilizou de suas redes sociais para desabafar, e fez criticas dizendo que é vergonhoso, uma grande parte da imprensa brasileira que querem desqualificar o criminoso que tentou matar BOLSONARO, dizendo que o agressor é doente mental.

+Ricardo Oliveira, o pastor evangélico que vale milhões no futebol

Na postagem o pastor se mostrou indignado com a imprensa, e citou o caso da vereadora Marielle do PSOL, que foi assassinada em 14 de março, lembrou que a imprensa se mobilizou cerca de 60 dias de forma implacável, pedindo justiça, ao Ministério Público, Polícia Federal, Polícia Estadual, Governador, Presidente República, Ministro de Estado, e disse que esse é o papel da imprensa.

O Pastor Silas disse que 06 (seis) meses depois, ainda fazem isso, o pastor disse que com o que aconteceu com Bolsonaro, não viu ninguém com matéria de primeira mão, não viu ninguém da imprensa pressionar autoridades para desvendar quem está por traz do bandido.

+ Nova onda: Porque artistas gospel estão fazendo o gesto do Olho de Hórus?

O Ministro fez lembrar que está no Facebook do criminoso, que ele tem curso de nível superior, disse mais que foi ou é militante do PSOL, o pastor falou claramente que está nas redes sociais, que ele é defensor das causas do PT e de Lula, acrescentou que o criminoso estava a 15 dias em juiz de fora pagando pensão com dinheiro vivo.

Em sua fala, alegou que tem 04 (quatro) advogados a serviço do criminoso, disse também que a imprensa não pede investigação, exclamou mais uma vez, isso é uma vergonha.

O pastor fez lembrar que disse à alguns dias no twitter que o bandido assessorava Dilma, jornalista do globo e da folha vieram lhe questionar perguntando se ele tem prova do que tinha falado.

A assessoria da campanha de Dilma Rousseff  vão processar por injúria, calúnia e difamação o Pastor Silas.

Assistam o vídeo:

 



Aniversariante do mês
Caio Fábio

Escritor

63 anos


publicidade

Mais artigos

Pastor da Assembleia de Deus é preso em flagrante após marcar encontro com menor

A Polícia foi avisada com antecedência e seguiu o indivíduo até o local do encontro marcado com a garota, prendendo o pastor em flagrante


Filha de pastor grava áudio desesperada: passamos fome

O áudio que denuncia o pastor Valdomiro Pereira foi gravado pela filha do pastor Fernando, e está circulando em grupos de WhatsApp


“Profecia” de Marco Feliciano se cumpre e pastor comemora

Feliciano foi um dos deputados que votou para que o processo de denúncia contra Temer fosse arquivado enquanto ele estivesse no poder


37 fatos que talvez você não saiba sobre Priscilla Alcantara

A cantora gospel já conheceu o Chaves [Roberto Bolanos]


Cassiane, Elaine Martins e Eli Soares, são processados em R$500 mil reais

Até o missionário RR Soares foi citado no mesmo processo


Pastor e cantor gospel Kleber Lucas proíbe entrada de grupo de pessoas em sua Igreja

Kleber Lucas é cantor, compositor, pastor e fundador da Igreja Batista Soul


Samuel Mariano esclarece vídeo polêmico em que aparece fazendo cobrança

Samuel disse que o vídeo é antigo, e que tudo não passou de uma brincadeira que fez com o empresário


Ex-integrante do grupo Voz da Verdade é consagrada a pastora pelo pai

Durante 15 anos Lydia fez parte do grupo, somente em 2005, gravou seu primeiro álbum solo, "Protegida"


Saiba como está Ludmila Ferber um ano após iniciar tratamento contra o câncer

A cantora explicou que apesar das dificuldades enfrentadas em decorrência do câncer, ela entende que se cumpre em sua vida as promessas de Deus


Sem mandato e sem Lauriete, Magno Malta apresenta estratégia para se manter na mídia

O parlamentar também não se enquadrou em nenhum dos ministério do presidente Jair Bolsonaro, e acabou ficando de fora sem nenhum cargo público