Por Lauriete, Magno Malta diz “Não” à Bolsonaro e desiste de ser vice

Sem Magno Malta, Bolsonaro enfrenta novas dificuldades em sua pré campanha


Publicado em: 09/06/18 às 23:56 por Thalita G | Atualizado em 09/06/2018 às 23:56

Magno Malta, Bolsonaro e Lauriete (Reprodução)

Compartilhe:

O pastor evangélico e Senador Magno Malta (PR-ES), resolveu que não será vice-candidato a presidência na chapa do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ). O senador, que representa boa parte da direita mais conservadora, teria desistido de disputar ao cargo, para tentar a reeleição no senado.

Segundo reportagem da Veja, Malta tomou a decisão de se candidatar a reeleição, porque a cantora gospel Lauriete, esposa do senador, não quis disputar uma vaga no Senado em seu lugar, preferindo a Câmara dos Deputados.

Lauriete, inclusive, já lançou a sua pré-candidatura a deputada federal pelo (PR-ES). Ela já foi deputada federal, a cantora ocupou uma cadeira na Câmara nos anos entre 2011 e 2014.

A desisteência de Magno Malta da chapa de Bolsonaro, dificulta a vida do presidenciável, que contava com a coligação com o PR, para ter um pouco mais de tempo durante os programas eleitorais na TV. Seriam cerca de 45 segundos a mais.

Cantora gospel que casou três vezes, quer “defender a família” no Congresso

Vanilda Bordieri até tenta justificar seus três casamentos, alegando que os dois primeiros maridos não eram lá grande coisa. Mas o fato de que ela está no terceiro relacionamento conjugal faz parte de sua biografia e assim será para sempre.

A cantora gospel que tem fama de ser explosiva e não se envergonha disso, buscará uma chance de representar os evangélicos e as famílias tradicionais em Brasília. Ainda sem partido definido, Vanilda já ensaia cenários e faz enquetes em suas redes sociais, numa tentativa de apresentar forças e atrair apoiadores.

+ Casei 3 vezes, e dai? diz Vanilda Bordieri sobre matéria polêmica

Neste Domingo (31), uma imagem em que a cantora aparece na capa da revista Veja, passou a circular em grupos de Whatsapp. A imagem que é fake, mostra inclusive uma frase que já pode ser o slogan de Vanilda Bordieri; “A política é machista, mas eu não sou feminista”.

Aos 45 aos de idade, Vanilda trilha os passos da irmã (Também divorciada) Célia Sakamoto. Ela foi prefeita da cidade de Itaí, no interior de São Paulo, mas teve seu mandato cassado pela Câmara de Vereadores..

Como Vanilda não é a irmã, oremos para que, se eleita, faça diferente.

Compartilhe:



Mais artigos

O plano “B” de Malafaia sobre Bolsonaro

O líder religioso é um dos principais "Espiritual Influencer" do Brasil e já apoiou alguns candidatos que depois lhe causaram decepção


Pastora lésbica faz declaração na TV e constrange evangélicos

A pastora se utilizou de um argumento já ultrapassado da comunidade LGBT de que a orientação sexual homossexual seria algo de nascença


Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


Haddad perde mais uma e é condenado a pagar 80 mil por ofensas a Edir Macedo

Além da condenação, Haddad também terá que se retratar, sob pena de multa de R$ 1.000 por dia de atraso


Tragédia: Sofrendo com depressão há dois anos, pastor evangélico tira a própria vida

Ultimamente casos de suicídios entre pastores estão aumentando e preocupando a liderança evangélica no Brasil


Fernanda Brum vai responder na justiça por não comparecer a evento gospel. Saiba qual

A organização do Clama Bahia informou por meio de nota, que irá entrar na justiça contra a cantora


Após denuncias de abuso sexual MP de Goiás pede prisão do médium João de Deus

A medida foi requerida após o MP receber mais de 200 denúncias das supostas vítimas do líder religioso


Jovem evangélico cresce na web e rompe barreira do gospel

O sucesso nas redes sociais tem atraído cada vez mais os jovens e adolescentes


Urgente: Pastor evangélico eleito deputado federal em 2018, é preso em operação da PF

Outras seis pessoas foram detidas na ação de combate a desvios de recursos públicos do fundo partidário e fundo especial de financiamentos de campanha


Ana Paula Valadão revela que as igrejas não estão mais cantando suas músicas e cai no choro

Ela lamentou a situação e chegou a derramar lágrimas, dizendo que os últimos discos não foram bem aceitos como os dos anos 2000