Cantora gospel contratada da MK dá calote em igreja do RJ

Não é a primeira vez que a cantora recebe e não comparece ao evento


Publicado em: 08/05/18 às 18:39 por Thalita G | Atualizado em 08/05/2018 às 18:44

Logo MK (Reprodução)

Compartilhe:

A MK já foi mais exigente em relação aos artistas gospel que integram o seu casting. Últimamente, a empresa que é capitaneada pela família Oliveira, tem assinado com vários artistas que tem deixado o público que consome os produtos da gravadora sem entender bem a ”jogada”. Na verdade, alguns nomes causam espanto por ainda continuar na MK.

Um exemplo é a cantora Beatriz, que frequentemente está se envolvendo em escândalos. Dessa vez a cantora está sendo acusada de dar calote em uma igreja evangélica no Rio de Janeiro.

Ela foi contratada para ministrar na igreja Casa da Benção de Queimados-RJ, recebeu a quantia de R$3.000 (Três mil reais) mas no dia combinado ela não apareceu.

A igreja ainda insistiu em acreditar na cantora, e aceitou remarcar outras duas vezes, ainda assim, Beatriz simplesmente não apareceu.

Depois disso, um escritório de advogados assumiu as negociações, na tentativa da igreja receber de volta o valor  depositado. Beatriz prometeu depositar R$1 mil reais, ela até enviou um comprovante de deposito, no entanto, o comprovante era falso.

Na manhã desta Terça-Feira o jornalista Léo Dias escreveu sobre o fato de uma cantora gospel ter dado calote em uma igreja no Rio. Apesar de não citar o nome da cantora, ele falou sobre o processo que será impetrado na justiça contra a artista.

Cantora gospel Beatriz (Reprodução)

Cantora gospel Beatriz (Reprodução)

Não é a primeira vez que Beatriz recebe para se apresentar em algum evento e simplesmente não comparece. Em Dezembro do ano passado ela humilhou seu assessor durante um vídeo ao vivo.

Ela justificou que não foi a um evento por que o rapaz, que é seu sobrinho, não teria lhe passado a agenda. No entanto, a prefeitura de Maraçuné, no interior do Maranhão, já havia pago parte do cachê.

Estes são apenas alguns dos casos, sem contar os que as igrejas ignoram e seguem sem denunciar.

A cantora também é conhecida no meio gospel pelos seus cinco casamentos, existem até aqueles que a comparam com a Gretchen.

Compartilhe:



Mais artigos

“Não tenho realmente mais nada a perder”, diz Ludmila Ferber em post do Instagram

A pastora Ludmila Ferber luta contra um câncer no pulmão diagnosticado em março deste ano


André Valadão toma decisão e fala o que pensa sobre Damares Alves

Por dizer que teve uma visão de Jesus em um pé de goiaba, e que Ele a convenceu a não cometer o suicídio, ela passou a ser ironizada nas redes sociais


Polêmica envolvendo Magno Malta e Cabo Daciolo divide mundo gospel

Magno Malta apoiou Bolsonaro para presidente ao invés de Daciolo, assim como a maioria dos evangélicos


O plano “B” de Malafaia sobre Bolsonaro

O líder religioso é um dos principais "Espiritual Influencer" do Brasil e já apoiou alguns candidatos que depois lhe causaram decepção


Pastora lésbica faz declaração na TV e constrange evangélicos

A pastora se utilizou de um argumento já ultrapassado da comunidade LGBT de que a orientação sexual homossexual seria algo de nascença


Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


Haddad perde mais uma e é condenado a pagar 80 mil por ofensas a Edir Macedo

Além da condenação, Haddad também terá que se retratar, sob pena de multa de R$ 1.000 por dia de atraso


Tragédia: Sofrendo com depressão há dois anos, pastor evangélico tira a própria vida

Ultimamente casos de suicídios entre pastores estão aumentando e preocupando a liderança evangélica no Brasil


Fernanda Brum vai responder na justiça por não comparecer a evento gospel. Saiba qual

A organização do Clama Bahia informou por meio de nota, que irá entrar na justiça contra a cantora


Após denuncias de abuso sexual MP de Goiás pede prisão do médium João de Deus

A medida foi requerida após o MP receber mais de 200 denúncias das supostas vítimas do líder religioso