Tínhamos chance de compor uma chapa pura; Diz Feliciano sobre Bolsonaro

Não sou aliado de TEMER, sou aliado do Brasil, disse o deputado.


Publicado em: 21/02/18 às 13:42 por Thalita G | Atualizado em 21/02/2018 às 13:42


Compartilhe:

O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), está em uma corrida rumo a sua nova aspiração política, uma das duas vagas disponíveis para o Senado federal, pelo estado de São Paulo.

Para isso, o pastor evangélico tem procurado garantir as condições favoráveis a sua candidatura, se aliando a nomes que possam lhe proporcionar a estrutura política e financeira para see projeto politico.

O O Fuxico Gospel conversou com exclusividade com o deputado, que falou sobre seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro e sobre as especulações de que poderia compor como vice na chapa presidencial.

Negou que seja aliado do presidente Temer e afirmou ser aliado do Brasil. O deputado também comentou sobre o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e como não poderia deixar de ser, questionamos o que ele pensa da atual situação dos Gideões Missionários da Última Hora. Acompanhe:

+ Exclusivo: Marco Feliciano justifica voto pela permanência de Temer

Deputado federal Marco Feliciano - PSC-SP (Reprodução)

Deputado federal Marco Feliciano – PSC-SP (Reprodução)

O pastor Silas Malafaia já errou várias vezes apoiando candidatos que mais tarde decepcionaram a nação. Agora ele apoia Bolsonaro e o Sr. Também. Será que pela primeira vez ele (Malafaia) está certo?

Não posso falar pelo pastor Silas. Posso sim falar da minha experiência, em 2010 eu apoiei Dilma, subi em seu palanque e pedi votos dos evangélicos pra ela. Minha inexperiência política me levou a isso. Fui enganado como todos os brasileiros. Não havia muita opção na época. Dilma X Serra. Ele publicamente disse ser a favor do aborto, ela assinou um compromisso com todos os cristãos dizendo ser contra o aborto. Resultado? Petista mente demais. Em 3 meses de mandato rompi com ela e com seu partido. Entenda, bastou 90 dias pra eu perceber o que era esse malévolo partido.

Muito se especulou de que o sr. poderia compor a chapa de Bolsonaro, na vice-candidatura a presidência. Em algum momento essa possibilidade foi cogitada?

Decisões majoritárias não partem apenas de um candidato, passam pelo desejo e aprovação de uma sigla partidária. Quando estávamos no mesmo partido (PSC) tínhamos chance de compor uma chapa pura, mas Bolsonaro deixou o PSC e eu estou fazendo o mesmo. A decisão pertence aos partidos, pois ainda que eu queira sem um partido que dê a legenda, não viabilizaria a candidatura.

Com tamanha rejeição, ainda é viável manter-se aliado ao presidente Temer?

Não sou aliado de TEMER, sou aliado do Brasil, e pra isso em algumas questões é preciso ser extremamente prudente, como por exemplo, não derruba-lo neste momento, pra que a esquerda não volte e não dobre o número de desempregados.

Na Austrália as igrejas podem ser forçadas a realizar casamento gay. O Brasil pode caminhar para isso?

Enquanto aqui (Brasília) eu estiver, lutarei com todas as minhas forças para blindar nossas igrejas. Se a esquerda voltar ao poder, não tenho dúvidas que o ataque as igrejas e famílias continuarão, afinal eles não têm plano de governo e sim plano de poder.

Na sua visão como político e pastor evangélico, como o sr. avalia a atuação do prefeito Marcelo Crivella como político e religioso na prefeitura do Rio?

Crivella é um bom cristão. Ele tem um carimbo em sua testa: UNIVERSAL. A Globo é inimiga mortal da igreja Universal. Crivella será sempre hostilizados, humilhado e terá sua imagem desconstruída, faz parte da guerra política. Portanto o fardo dele é pesado e sua vigilância deve ser dobrada.

Porque o Senado e não a Câmara?

Senado é campanha de um posto majoritário. É preciso uma estrutura descomunal. É uma campanha semelhante à de governador. Neste ano são duas vagas. A segunda vaga precisará no mínimo 9 milhões de votos. Sem um grande partido com tempo de TV e estrutura financeira, não se consegue a cadeira.

O sr. é o principal nome a compor a lista de pregadores do Gideões a anos. Depois de tantos escândalos, como o sr avalia a atual situação da instituição?

Não acredito que seja o principal nome. Já sou um veterano ali. Este ano permitindo Deus e a diretoria do evento, completarei 20 anos ministrando neste lindo evento. Sobre problemas, é natural que uma festa espiritual de tamanha proporção é impacto seja perseguida pelo reino das trevas. Olhamos sempre pro
Prisma da terra e esquecemos do céu. Vejo os frutos bons e não os podres. Toda árvore da frutos bons e alguns apodrecem. Mas os frutos passam e a árvore permanece. O legado dos Gideões é inegável. Pr Cesino se foi, mas deixou a “capa” sobre seu filho Pr Reuel que tem lutado com muito amor e toda sua força. Vai ser uma benção!

Compartilhe:



Mais artigos

Bomba! Vaza video de cantor gospel fazendo sexo oral em rapaz

Depois que o vídeo vazou, todas as redes sociais do cantor gospel foram excluídas, e até o momento, ele não se manifestou sobre o caso.


“Não tenho realmente mais nada a perder”, diz Ludmila Ferber em post do Instagram

A pastora Ludmila Ferber luta contra um câncer no pulmão diagnosticado em março deste ano


André Valadão toma decisão e fala o que pensa sobre Damares Alves

Por dizer que teve uma visão de Jesus em um pé de goiaba, e que Ele a convenceu a não cometer o suicídio, ela passou a ser ironizada nas redes sociais


Polêmica envolvendo Magno Malta e Cabo Daciolo divide mundo gospel

Magno Malta apoiou Bolsonaro para presidente ao invés de Daciolo, assim como a maioria dos evangélicos


O plano “B” de Malafaia sobre Bolsonaro

O líder religioso é um dos principais "Espiritual Influencer" do Brasil e já apoiou alguns candidatos que depois lhe causaram decepção


Pastora lésbica faz declaração na TV e constrange evangélicos

A pastora se utilizou de um argumento já ultrapassado da comunidade LGBT de que a orientação sexual homossexual seria algo de nascença


Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


Haddad perde mais uma e é condenado a pagar 80 mil por ofensas a Edir Macedo

Além da condenação, Haddad também terá que se retratar, sob pena de multa de R$ 1.000 por dia de atraso


Tragédia: Sofrendo com depressão há dois anos, pastor evangélico tira a própria vida

Ultimamente casos de suicídios entre pastores estão aumentando e preocupando a liderança evangélica no Brasil


Fernanda Brum vai responder na justiça por não comparecer a evento gospel. Saiba qual

A organização do Clama Bahia informou por meio de nota, que irá entrar na justiça contra a cantora