Pastor Silas Malafaia defende Bolsonaro e “come do prato que cuspiu”

Bolsonaro não defendeu Malafaia durante as investigações da Polícia Federal


Publicado em: 09/01/18 às 15:13 por Thalita G | Atualizado em 09/01/2018 às 15:13

Silas Malafaia e Jair Bolsonaro (Reprodução)

Compartilhe:

O pastor Silas Malafaia tem se mostrado bem volátil quando o assunto é o presidenciável e atual deputado federal Jair Bolsonaro.

Malafaia e Bolsonaro sempre foram considerados próximos, isso porquê, a esposa de Bolsonaro é membro da ADVEC (Assembleia de Deus Vitoria Em Cristo) e por tanto, é ovelha de Malafaia. Foi o próprio pastor Silas quem celebrou o casamento do deputado.

Essa relação entre os dois parecia ter chegado ao fim, quando em meados de 2017, o pastor Silas Malafaia foi alvo de uma condução coercitiva da Polícia Federal, em uma investigação da operação Timóteo.
Diante das acusações de que teria usado as contas da igreja para lavar dinheiro, o pastor procurou Bolsonaro para que manifestasse apoio a ele.

O próprio pastor contou durante um culto na ADVEC, que Bolsonaro teria feito pouco caso e que atá se pronunciou em plenário, mas teria feito um discurso “raso”.

Pastor Silas Malafaia recebeu Mercedes de R$500 mil de oferta

Por não receber o apoio que esperava, Malafaia prometeu que em 2018 daria o troco no deputado.

Dias depois, ele começou a esboçar apoio a possível candidatura a presidência de João Doria. Malafaia chegou a participar de um evento com Doria e Alckmin, onde falou que não apoiaria candidatos que defendem a ideologia de gênero.

Ao lado do seu fiel escudeiro, o pastor Jabes de Alencar, Malafaia deixou claro que estava disposto a apoiar Doria, caso ele não se manifestasse a favor dessa causa.

Em suas redes sociais, Malafaia chegou a insinuar que Bolsonaro não teria capacidade administrativa e política, para conduzir a nação. Foram meses de troca de indiretas entre ele e o presidenciável.

Não demorou muito e João Doria, que é prefeito de São Paulo, acabou vetando uma emenda ao projeto de lei que previa a isenção de taxas administrativas a diversas igrejas da cidade. Depois disso, misteriosamente o pastor Silas parou de elogiar Doria e para a surpresa de todos, começou uma discreta caminhada rumo aos braços de Bolsonaro.

Nessa segunda-feira (08) Malafaia não resistiu e deixou claro que está pronto para abraçar a campanha do homem que, segundo ele, não teria competência para comandar a nação.

Assista o vídeo  e entenda:

Compartilhe:



Mais artigos

Cantor gospel Kleber Lucas se posiciona contra Bolsonaro e manda indireta

O posicionamento do cantor criou um mal-estar com a maioria dos seus seguidores


Sem novidade, música gospel fecha 2018 com saldo negativo

O último sucesso do meio gospel foi a música Fica Tranquilo, da cantora gospel Kemilly Santos


Curada? Pastora Ludmila Ferber faz comunicado importante e internautas comemoram

Ludmila Ferber usou o seu Instagram para anunciar as boas novas e agradeceu a todos pelas orações


Cantor gospel Kleber Lucas promoverá evento em prol da união de todas as religiões

Kleber Lucas é um dos líderes da (CCIR) Comissão de Combate a Intolerância Religiosa


Em meio a crise financeira no Brasil cantora gospel ganha milhares de Reais e chama atenção

Kemilly Santos é a nova queridinha da Sony Music, entenda como a cantora de “fica tranquilo" tem deixado gravadora e empresário sem tranquilidade.


Cantor gospel flagrado aos beijos com outro homem estaria em depressão profunda

Segundo informações de amigos próximos ao cantor, ele está enfrentando uma forte crise de depressão


Chocante: Avião em que a cantora gospel Fernanda Brum viajou “quase caiu” na Bahia

A notícia foi publicada pela própria cantora gospel em suas redes sociais


Evangélicos e 13 razões para não votar em Haddad

A grande massa evangélica não apoia o candidato e nem concordam com seu plano de governo


Daniela Araújo alcança perdão e recupera número importante na sua carreira

A cantora gospel tem alcançado uma enorme recuperação apenas um ano após o maior escândalo da sua carreira


8 fatos sobre Jair Bolsonaro que os pastores insistem em ignorar

Bolsonaro lidere as pesquisas para presidente no segundo turno e tem apoio da maioria dos evangélicos