Presidente da AD no RN recebe 38 salários mínimos e comanda quadrilha, denuncia pastor

Para corroborar com o que denunciou o pastor Hilton, um outro pastor decidiu falar.

Publicado em: 27/12/17 as 22:18 por Thalita Guedes Fontes
Presidente da AD no RN recebe 38 salários mínimos e comanda quadrilha, denuncia pastor
Compartilhe:

A Igreja Assembleia de Deus do Rio Grande do Norte está em crise, e pelo visto não é de hoje.

Na última Terça-Feira (26), o pastor Hilton Andrade usou as redes sociais para revelar que teria sido vítima de uma traição, supostamente orquestrada pelo presidente da IEADERN, pastor Martin Alves da Silva.

Hilton teria inclusive recebido uma proposta para receber um salário mensal, como uma espécie de “Cala boca”, mas ao que tudo indica, ele não aceitou e preferiu abrir o jogo. Em vídeo ele conta que o presidente é conivente com diversas situações que desabonam a história da assembleia de Deus, como por exemplo, aceitar que membros da diretoria da igreja, sejam homossexuais.

Ele também denunciou que o presidente vive cercado por seguranças fortemente armados, e que eles atuam inclusive durante o culto, colocando pra fora da igreja (Com uso da força) quem preciso for.

Para corroborar com o que denunciou o pastor Hilton, um outro pastor decidiu falar. Trata-se do pastor Manoel Bezerra Damasceno.

Ele também fez uma transmissão ao vivo, onde por várias vezes se dirigiu a cúpula da Assembleia de Deus como “Quadrilha”. Ele também reforçou que existem homossexuais dentro da diretoria, falou sobre o super salário do pastor presidente, de quase quarenta salários mínimos.

O vídeo dele, você pode assistir abaixo:

Compartilhe: