No Natal, ator diz que Jesus era terrorista, sem-terra, drogado e defensor de bandidos

Ao transformar água em vinho, nada mais fez do que dar drogas à juventude. Disse ele


Publicado em: 25/12/17 às 11:24 por Thalita G

Gregório Duvivier (Reprodução)

Compartilhe:

Gregório Duvivier é um humorista já conhecido do público cristão no Brasil, por constantemente escrever e atuar em esquetes para o canal Porta dos Fundos no Youtube, que frequentemente zomba de Cristo e da fé cristã.

Em sua coluna desta Segunda-Feira(25) na Folha, ele voltou a falar de Jesus e não economizou nas ironias e interpretações descabidas.

Ele chegou a se referir a Jesus como; Baderneiro, terrorista, sem-terra e defensor de bandidos e prostitutas.

“O sujeito perdoava até o roubo, mas não perdoava a riqueza. “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha”, dizia ele, “do que um rico entrar no reino dos céus”

Ele chegou a criticar o fato de Jesus ter vivido sem riqueza e cercado por pessoas doentes e de caráter duvidoso:

 Olhem pra vida do rapaz: não acumulou riqueza, não se formou, ao invés disso vivia descalço cercado de leprosos defendendo bandido.

Nesse trecho, comparou Jesus a um black bloc:

Quando entrou no templo e viu que tava cheio de caixa eletrônico, chutou —literalmente— o pau da barraca, como estivesse na loja da Toulon em 2013. Não sobrou pedra sobre pedra do templo de Salomão. O jovem black bloc bicou pro alto tudo quanto era maquininha da Cielo.

Duvivier seguiu seu discurso de ódio, e disse que pelo fato de Jesus ter perdoado cobradores de impostos, era comunista:

Perdoou as prostitutas e, pior, garantiu que elas vão entrar no céu antes de você. “Elas e os cobradores de imposto”, disse o comuna, provando que, se tem uma coisa que comunista gosta mais ainda do que de pu&%#$ria, é de imposto.

Ele foi mais fundo em sua crítica, ao sugerir que Jesus deu drogas aos jovens, usando como exemplo o episódio em que Jesus transformou água em vinho.

Ao transformar água em vinho, nada mais fez do que dar drogas à juventude — como bom comunista.

O texto de Gregório Duvivier foi um dos mais desrespeitosos sobre Cristo, sobretudo pela data em que foi publicado, 25 de Dezembro.

Como todo bom COVARDE, ele fez isso sem citar o nome de Jesus.

Compartilhe:



Mais artigos

Saiba mais: O que levou o pastor José Wellington a tocar trompete durante o culto?

Sem que ninguém esperasse o pastor surpreendeu a todos com a atitude inusitada


Aline Barros comemora 18 anos de aniversário de casamento

Gilmar Santos foi jogador de alguns times nacionais e internacionais, hoje ele é pastor em uma igreja no Rio de Janeiro


Depois de cantar em evento gospel, Ton Carfi prestigia luta de amigo no UFC

Ton foi um dos cantores que participaram do  Canto pela Paz em São Paulo


Dossiê Magno Malta: Youtuber polêmico revela passado obscuro do Senador pastor

O vídeo vem dividindo as opiniões dos internautas


Cantor gospel famoso separa da mulher e casa em segredo com novinha

O cantor gospel já se envolveu em outra grave polêmica em 2015


Apóstolo que foi preso com dólares na “cueca” unge Bolsonaro em hospital

O líder esteve no último sábado 22 visitando o presidenciável


Surpreendente: Pastora muda visual e mostra antes e depois

Para mim academia era para gente magra, musculosa, jovem... Eu estou vencendo o preconceito!


10 Notícias para entender o mundo gospel no mês de Setembro

Tragédias, acidentes, polêmicas, surpresas, um emaranhando de situações que fizeram de setembro um mês totalmente atípico no mundo gospel


Pastor famoso se une a Kleber Lucas e posa ao lado de pai de santo contra intolerância

Ele é Pastor Presidente da Igreja Batista Betânia, e muito conhecido no meio gospel


Por que Fernanda Brum e Damares deixaram de seguir Shirley Carvalhaes no Insta?

As cantoras gospel parecem seguir o exemplo de Cassiane