No Natal, ator diz que Jesus era terrorista, sem-terra, drogado e defensor de bandidos

Ao transformar água em vinho, nada mais fez do que dar drogas à juventude. Disse ele


Publicado em: 25/12/17 às 11:24 por Thalita G

Gregório Duvivier (Reprodução)

Compartilhe:

Gregório Duvivier é um humorista já conhecido do público cristão no Brasil, por constantemente escrever e atuar em esquetes para o canal Porta dos Fundos no Youtube, que frequentemente zomba de Cristo e da fé cristã.

Em sua coluna desta Segunda-Feira(25) na Folha, ele voltou a falar de Jesus e não economizou nas ironias e interpretações descabidas.

Ele chegou a se referir a Jesus como; Baderneiro, terrorista, sem-terra e defensor de bandidos e prostitutas.

“O sujeito perdoava até o roubo, mas não perdoava a riqueza. “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha”, dizia ele, “do que um rico entrar no reino dos céus”

Ele chegou a criticar o fato de Jesus ter vivido sem riqueza e cercado por pessoas doentes e de caráter duvidoso:

 Olhem pra vida do rapaz: não acumulou riqueza, não se formou, ao invés disso vivia descalço cercado de leprosos defendendo bandido.

Nesse trecho, comparou Jesus a um black bloc:

Quando entrou no templo e viu que tava cheio de caixa eletrônico, chutou —literalmente— o pau da barraca, como estivesse na loja da Toulon em 2013. Não sobrou pedra sobre pedra do templo de Salomão. O jovem black bloc bicou pro alto tudo quanto era maquininha da Cielo.

Duvivier seguiu seu discurso de ódio, e disse que pelo fato de Jesus ter perdoado cobradores de impostos, era comunista:

Perdoou as prostitutas e, pior, garantiu que elas vão entrar no céu antes de você. “Elas e os cobradores de imposto”, disse o comuna, provando que, se tem uma coisa que comunista gosta mais ainda do que de pu&%#$ria, é de imposto.

Ele foi mais fundo em sua crítica, ao sugerir que Jesus deu drogas aos jovens, usando como exemplo o episódio em que Jesus transformou água em vinho.

Ao transformar água em vinho, nada mais fez do que dar drogas à juventude — como bom comunista.

O texto de Gregório Duvivier foi um dos mais desrespeitosos sobre Cristo, sobretudo pela data em que foi publicado, 25 de Dezembro.

Como todo bom COVARDE, ele fez isso sem citar o nome de Jesus.

Compartilhe:



Mais artigos

Alexandre Aposan lidera time de jurados do “Gerando Talentos 2018”

Do Samba ao Rock, o músico provou ter uma versatilidade incrível, tocando  com artistas dos mais variados estilos


Após depressão profunda, cantora gospel “zera” Instagram e anuncia novidade

A cantora é um dos grandes nomes da música gospel da igreja Adventista


Após prisão, o que pensam fiéis e esposa do pastor acusado de matar filho e enteado

George Alves era cabeleireiro antes de fundar a própria igreja


Suposto vídeo íntimo de pastor da Assembleia de Deus do Maranhão circula na internet

Ele faz parte da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão (CEADEMA)


Greve dos caminhoneiros obriga pastor Silas Malafaia a cancelar culto

O pastor informou em seu Instagram que o Culto da Vitória desta quinta-feira foi cancelado


“Nardoni gospel” Caso do pastor que matou filho e enteado para encobrir estupro, lembra caso antigo

O crime lembra o caso do casal Nardoni, que matou a pequena Isabella em 2008


Robinson Monteiro: Cantor gospel foi de anjo à Ken Humano em transformação radical

O cantor gospel participou de um quadro no Programa do Gugu, que gastou R$100 mil para sua mudança visual.


Connect Show: O maior concurso de música gospel do Nordeste terá audições em Alagoas

Serão 2 dias de audições para escolher as melhores vozes para a grande final em Maceió com a presença de Mauro Henrique vocalista do Oficina G3


15 pontos do inquérito sobre pastor que estuprou e ateou fogo no filho e enteado, que vão te fazer chorar

O pastor ainda dirigiu um culto depois de ter matado as crianças


Ludmila Ferber grava vídeo e fala sobre quimioterapia “Estou trilhando meu milagre”

A pastora disse que está reagindo muito bem a quimioterapia