noticias gospel

Cantora gospel Ana Paula Valadão ora por vítimas de ataque em igreja no Texas

A cantora lembrou que os ataques estão se tornando cada vez mais frequentes nos Estados Unidos

Publicado em: 06/11/17 as 9:26 por Thalita Guedes Fontes

Cantora gospel Ana Paula Valadão ora por vítimas de ataque em igreja no Texas
Compartilhe:

Ainda ontem, 5 de novembro, o mundo ficou triste pelo atentado que houve em uma igreja na cidade de Sutherland Spring no Texas com 27 vítimas fatais e 20 feridos, entre eles, a própria filha do Pastor da igreja veio a falecer.

A cantora Ana Paula Valadão que é líder do Grupo Diante do Trono e que atualmente vive nos EUA com sua família, usou o seu instagram para expressar sua tristeza pela tragédia.

Ela que estava inaugurando a Lagoinha Church com seu irmão André Valadão e Família no mesmo horário que o atentado aconteceu (pela manhã), no espaço de um restaurante, relatou sua tristeza ao voltar do culto e saber que não tão distante dali,aconteceu tamanha brutalidade.

Ana Paula Valadão pediu para que todos orassem em prol das famílias e da igreja perseguida no mundo. Ela escreveu na em seu perfil da rede social:

“Hoje de manhã eu estava cultuando nosso Senhor Jesus com minha família e amigos. Voltamos para casa felizes, contando as bençãos.

Agora, no fim do dia, peguei o celular e li sobre um atirador na igreja em #Sutherland #Texas. O coração da gente fica apertado. Assim como nós esta manhã, aqueles irmãos cultuavam.

Eles não imaginavam que seria o último culto com aqueles 28 irmãos presentes. Suas vidas ceifadas na Terra, agora cultuam a Cristo face a face no Céu.

Resta aos que ficam o consolo do Espírito. Nossas orações são para que todos os cristãos perseguidos, no Oriente Médio, Ásia, África, onde já convivem com essas ameaças, e também na Europa, e aqui na América, onde as perseguições parecem estar se aproximando cada vez mais, sejamos fiéis todo dia ao nosso Senhor, pois não sabemos a hora em que seremos chamados.”

A Cantora foi umas das primeiras artistas gospel a se manifestar sobre o assunto nas redes sociais.Oremos pelas famílias!

Compartilhe: