noticias gospel

Salão Internacional Gospel é cancelado pela terceira vez

Os organizadores respondem a vários processos na justiça e cancelaram o evento outras duas vezes

Publicado em: 07/09/17 as 11:47 por Thalita Guedes Fontes

Salão Internacional Gospel é cancelado pela terceira vez
Compartilhe:

O 5º Salão Internacional Gospel que estaria acontecendo entre os dias 13 e 16 de Setembro, foi cancelado.

Luciana Mazza e Marcelo Rabello, organizadores do evento, anunciaram o cancelamento “definitivo” do evento, deixando claro que o Salão Internacional Gospel será descontinuado.

É bom lembrar que o evento já foi cancelado outras duas vezes, e na última, também foi anunciado o cancelamento definitivo, o que não aconteceu. Em 2017 eles voltaram a anunciar o evento que também não acontecerá.

Desde o ano passado, inúmeros expositores lutam na justiça para receberem os valores pagos pelos estandes, Mazza e Rabello prometeram entregar um estande na edição deste ano, para ressarcir o prejuízo do ano passado, e alguns até aceitaram, porém, com o cancelamento “de novo”, mais uma vez os expositores se sentiram lesados. Sobre isso, eles fazem uma nova promessa em sua nota de cancelamento (Vide abaixo).

O casal que já é conhecido pela polícia, tem vários boletins de ocorrência onde são acusados de estelionato e falsidade ideológica. Fato que alegam já ter sido esclarecido.

Na página oficial do evento, a todo instante os expositores comentam que querem o dinheiro de volta, mas os comentários são rapidamente excluídos.

Leia a nota na íntegra:

NOTA DE CANCELAMENTO

O Grupo MR1, empresa que organiza o 5º Salão Internacional Gospel, vem por meio desta, com profundo pesar, informar aos expositores, apoiadores, parceiros e visitantes o CANCELAMENTO DEFINITIVO da feira oficial cristã do Estado de São Paulo (Lei 15.811/2015), que aconteceria nas dependências do São Paulo Expo, de 13 a 16 de setembro de 2017, por motivo da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, representando o Governo do Estado, não honrar com o pagamento de compromisso assumido no dia 12 de junho, no gabinete do governo, em reunião onde participaram a diretoria da feira, o Deputado Fernando Capez e o Secretário, mostrando total desrespeito e descaso para com a população evangélica.

Por seu cunho social e cultural, sem cobrança de ingresso, o não pagamento governamental inviabiliza financeiramente a continuidade da feira, lamentavelmente. Agradecemos ao nobre Deputado Fernando Capez, que durante todo o processo de interlocução com o Estado se empenhou em resolver a questão e também disse estar decepcionado com a atitude do governo, que foi informado do problema e não demonstrou em nenhum momento boa vontade em fazer cumprir a palavra empenhada por seu secretário no que diz respeito ao pagamento do local e da montagem da feira, nos deixando sem rumo às vésperas do evento, sem tempo para procurar outros caminhos para viabilizar a realização na data estipulada.

Informamos, ainda, que diante do exposto estaremos efetuando a DEVOLUÇÃO INTEGRAL de todos os valores investidos pelos expositores nas edições 2016 e 2017 da feira. No dia 11 de setembro iremos divulgar o cronograma de reembolso e iniciar imediatamente os depósitos relativos aos ressarcimentos, em ordem de data de pagamento, como reza o contrato e o regulamento do evento, pois ao contrário do governo, para nós a palavra empenhada tem valor e não vamos deixar de pagar a ninguém o que é devido.

Tentamos durante todo o tempo de existência do Salão Internacional Gospel, abrir oportunidade para que os cantores, bandas e escritores independentes pudessem mostrar seu trabalho sem ter que pagar para estar nos palcos ou para receber homenagens, também não cobramos ingressos para a visitação e nem para os congressos ou palestras técnicas, por acreditarmos que uma feira evangélica deve ser feita com o intuito de fomentar oportunidades, disseminar a cultura, a união do mercado e não ser um objeto para manobra de massa ou demonstração de vaidade de artistas e pastores, como alguns outros eventos similares insistem em fazer.

É uma pena que grande parte da liderança e dos players que compõem este mercado hoje estejam corrompidos pela falsa teologia da prosperidade, pelas heresias, pela ganância e longe dos verdadeiros valores e preceitos cristãos, usando a igreja e os eventos como meio de conseguir projeção na mídia, status, poder e como fonte de renda para lapidar seus egos, enganando o povo com falsas doutrinas e falsos milagres, prejudicando quem quer trabalhar de forma séria e correta. Este ano, em especial, fomos agredidos, perseguidos, roubados e difamados de forma voraz e anti-ética pela concorrência, apoiada por estes falsos profetas e, realmente, chegamos à conclusão que “cada mercado tem a feira que merece”.

Portanto, aproveitamos a oportunidade para agradecer a todos aqueles que participaram das 4 edições de sucesso, relevância e ampla projeção na grande imprensa que foram as marcas terrenas do Salão Internacional Gospel. As marcas espirituais (e que são mais importantes e fizeram valer a pena cada suor e lágrima derramados) serão sempre lembradas com carinho pelas pessoas que foram impactadas pela mensagem de fé e esperança e pela presença do Espírito Santo nos corredores da feira, onde vidas foram transformadas e almas foram tocadas para o bem. Além disso, sempre doamos estandes para ONGs e ministérios, investindo no social e abençoando ideais.

Acreditamos que em tudo o Eterno tem um propósito. Jamais vamos desistir de levar ao público informação com responsabilidade e em nenhum momento deixaremos de avançar. É um novo tempo, de novos desafios e novas conquistas, mas sempre calçados nos velhos e bons valores espirituais deixados por nosso Mestre nas Sagradas Escrituras.

Que o Senhor continue abençoando a todos. E vamos em frente!

Marcelo Rebello e Luciana Mazza

Compartilhe: