noticias gospel

Gisele Nascimento sobre polêmica; Faria tudo outra vez

A cantora foi filmada durante uma confusão em uma escola

Publicado em: 02/09/17 as 7:56 por Izael Nascimento

Gisele Nascimento sobre polêmica; Faria tudo outra vez
Compartilhe:

Gisele Nascimento foi personagem de uma polêmica que tomou conta da web no início da semana.

A cantora gospel se envolveu em uma confusão na escola do filho, e foi filmada enquanto discutia com funcionários que tentavam impedir que ela agredisse um aluno. Segundo informações, o filho da cantora havia sido vítima de bullyng, e ao saber do ocorrido, Gisele imediatamente foi a escola para saber o que havia acontecido.

Nas redes sociais, milhares de internautas criticaram a postura da cantora, enquanto que uma boa parte dos fãs a defenderam.

Em seu perfil no Instagram, Gisele Nascimento publicou uma imagem com a frase; Bullyng não é brincadeira.

Ela postou o seguinte texto:

“Se vc gosta de ver seus filhos, seus sobrinhos, seus irmãos passarem por isso… Isto um problema seu! Mas dou minha cara pra bater sempre… agora meus filhos NÃO! Aqui em casa são crianças normais, aprontam, brincam, brigam, fazem malcriação… mas pegamos firme e tentamos educa los pra que eles não façam isso com outras crianças. Quem conhece meus filhos sabem disso! Mas isso não pode acontecer mesmo. A propósito: Não sou Pastora! Quando me filmar, avisem pra soltar o cabelo! E a questão de estar gorda: Meu marido gosta! eu tenho que agradar a quem mesmo?!”
O texto publicado pela cantora, não agradou muito. Além dos comentários contrários a postura da cantora, a própria Gisele Nascimento “Bateu Boca” com algumas pessoas nos comentários, o que acabou causando ainda mais desconforto.

Sobre o fato de não ser “pastora”, fiéis da GETEMI, igreja fundada pela cantora e o esposo, afirmam que Gisele, é respeitada na igreja como “pastora” e o marido, obviamente, como pastor da igreja, apesar de ninguém saber ao certo quem os consagrou.

Tentamos entrar em contato com escola em que a confusão aconteceu, mas eles preferiram não se pronunciar sobre o caso.

Compartilhe: