noticias gospel

Escândalo: Congresso de Flordelis e Anderson do Carmo é uma fraude, denunciam internautas

O casal realiza o CIM (Congresso Internacional de Missões)

Publicado em: 18/09/17 as 1:23 por Thalita Guedes Fontes

Escândalo: Congresso de Flordelis e Anderson do Carmo é uma fraude, denunciam internautas
Compartilhe:

O Congresso Internacional de Missões (CIM), realizado ha vários anos, sempre no mês de Setembro, pelo pastor Anderson do Carmo e a cantora gospel Flordelis, está no centro de uma enorme polêmica.

Desde que o congresso deste ano terminou no dia 13 de setembro, o O Fuxico Gospel passou a receber inúmeras denúncias de que o congresso seria uma farsa. De acordo com vários e-mails que recebemos, de pessoas que disseram ter frequentado um ou mais dias do congresso, o CIM não se trata de um evento de missões.

Como sempre fazemos, após o encerramento do evento, passamos a pesquisar sobre o congresso e conforme nos havia sido denunciado por e-mail, não existe absolutamente nada que seja capaz de apontar que o Congresso Internacional de Missões, seja  de fato um evento missionário.

Chega a ser óbvio! Pessoas que estiveram no local do evento e que sempre acompanham o CIM, e até mesmo nossa redação que assistiu a cada um dos vídeos das transmissões do evento, não viram nenhum missionário sendo apresentado, ou até mesmo, qualquer pessoa comentando que algum missionário seria beneficiado com as ofertas que foram levantadas durante os dias de evento.
Se não existe missionário sendo beneficiado com o congresso, e se os missionários sequer são lembrados no evento, então, qual a razão dele se chamar Congresso Internacional de Missões?

Sobre o evento ser internacional, sim, isso é fato!

Isso porque vários pregadores que moram fora do país, são convidados para ministrar no congresso. No entanto, todas as despesas de passagens aéreas dos pastores que vem para o Brasil, apenas para ministrar no CIM, são pagas por eles mesmos. O congresso não arca com essas passagens, o que representa uma enorme economia no fim das contas.

Pra onde vão as ofertas?

Quem acompanha o ministério da Flordelis, sabe que ela ficou famosa por cuidar de mais de cinquenta filhos. Uma linda história que foi inclusive contada nas telonas. O filme; Flordelis – Basta uma Palavra para Mudar, foi lançado em 2009, e emocionou o país pela garra e dedicação de uma mulher que enfrentou muitas dificuldades por amor aos filhos adotados. E foi assim que se estabeleceu o ministério da cantora. De 2009 pra cá, os números divulgados não cresceram, continuam sendo 55 filhos. É pra eles que supostamente vai a oferta recebida no congresso.

No entanto, o IFAM (Instituto Flordelis de Apoio ao Menor), parece não condizer com a realidade contada. Os 55 filhos parecem não mais existir, fontes garantem que esses números não são reais, e que inclusive, vários jovens dos que diziam ser filhos adotivos do casal, teriam voltado para suas verdadeiras famílias.

No site oficial do instituto www.institutoflordelis.org.br    na aba “Relatório” não existem informações, boa parte das páginas relevantes estão em construção à meses.

As ofertas chegariam próximo de R$100 mil por noite, segundo informações.

Mais de 500 pessoas convertidas

Ao fim da edição do CIM deste ano, foi apresentado um relatório que apontou 590 pessoas convertidas. Um saldo extremamente positivo, sem contestações. No entanto, o número de conversões não pode ser usado para justificar o fato de alegar que o evento é missionário. Isso não é missões, é evangelismo.

Competindo com o Gideões

Segundo apuramos, originalmente o evento foi criado para competir com o já popular Gideões Missionários da Última Hora, que acontece em Camboriú. Apesar de ainda não se ouvir boatos sobre alguém ter que pagar pra pregar ou cantar no CIM, como se ouve do Gideões, o evento de Camboriú pelo menos sustenta alguns missionários, o que o legitima como congresso de missões de fato.

Consagração pastoral

O pastor Anderson do Carmo, esposo de Flordelis e também, idealizador do CIM, teria sido consagrado a pastor pela OPEM (Ordem de Pastores Evangélicos Mundial). Trata-se de uma espécie de associação que visa consagrar pastores ao redor do mundo, para isso, o candidato dó precisa obter o certificado de conclusão do seminário teológico, ou seja, o curso de teologia. Anderson do Carmo teria estudado teologia com o doutor em teologia e conceituado pastor Aldery Nelson Rocha. Com uma espécie de supletivo teológico, rapidamente ele estava com seu diploma, e recebendo a consagração da OPEM. Nasceu ali o “pastor” Anderson do Carmo.

Ligação com a Madureira

O que muita gente acha, é que a “Cidade do Fogo”, igreja de Anderson do Carmo e Flordelis, é ligada ou convencionada a Madureira, isso pela aproximação do casal com o bispo Abner Ferreira. Na verdade,  a igreja do casal é independente, e com relação a Madureira, não existe nenhum vínculo.

Plataforma política

Corre à boca miúda, que Flordelis está se preparando para lançar seu nome como candidata a deputada nas próximas eleições. Apesar de ainda não ter definido se será para estadual ou federal, o fato é que o CIM contribui e muito para isso. De acordo com pessoas próximas, essa tem sido uma das motivações para que o evento seja realizado.

Não se trata apenas de um nome bonito, ou apenas uma sigla legal. Tudo o que envolve o nome “Missões”, tende a comover mais as pessoas na hora de doar. À quem diga que o propósito é apenas arrecadar.

Compartilhe: