Silas Malafaia é alvo da Polícia Federal por suspeita de lavagem de dinheiro


Publicado em: 16/12/16 às 11:52 por Micael Batista


Compartilhe:
Pastor Silas Malafaia
A Folha de São Paulo publicou uma matéria no inicio desta Sexta-feira (16), sobre uma nova operação da Polícia Federal. O Objetivo da operação é desmontar uma suposta organização criminosa que está sendo investigada por corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral.

A Folha divulgou que, entre os investigados está o pastor Silas Malafaia, que teria participado da lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido valores do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema. 

Ele é suspeito de emprestar contas da instituição dele para ajudar a ocultar dinheiro.

De acordo com fontes da PF, ele foi alvo de condução coercitiva.

A PF informou ainda que estão sendo realizadas buscas e apreensões em 52 endereços diferentes ligados a suposta organização criminosa em 11 estados e no Distrito Federal.

As ações da PF ocorrem nas seguintes unidades da federação: Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

O juiz do caso é Ricardo Augusto Soares Leite, da 10a. Vara da Justiça Federal do DF. Além das buscas, estão sendo realizadas 29 conduções coercitivas, quatro mandados de prisão preventiva e 12 mandados de prisão temporária.

A ação é batizada de “Operação Timóteo”, em referência a esta passagem do livro Timóteo, da Bíblia: ” Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos”.

O objetivo da operação é que com as provas coletadas nesta sexta a PF tenha detalhes na maneira que de como funcionava “um esquema em que um diretor do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) com informações privilegiadas a respeito de dívidas de royalties oferecia serviços de dois escritórios de advocacia e de uma empresa de consultoria a municípios com créditos de CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais) junto a empresas de exploração mineral.

Segundo a PF, Marco Antônio Valadares Moreira é o diretor do DNPM investigado por oferecer informações privilegiadas sobre dívidas de royalties a dois escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria.

Ainda segundo a PF, com essas informações, os suspeitos entravam em contato com municípios que tinham créditos do CFEM junto a empresas de exploração mineral para oferecer seus serviços.

Até o momento, os investigadores apuraram que a suposta organização criminosa se dividia em ao menos quatro núcleos: o captador, formado por um diretor do DNPM e sua esposa, que realizava a captação de prefeitos interessados em ingressar no esquema; o operacional, formado por escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria em nome da esposa do diretor do DNPM, que repassava valores indevidos a agentes públicos; o político, composto por agentes políticos e servidores públicos responsáveis pela contratação dos escritórios de advocacia do esquema; e o núcleo colaborar, que auxiliava na ocultação e dissimulação do dinheiro.

A PF também comunicou que o sequestro de três imóveis e bloqueio de valores que podem alcançar R$ 70 milhões. O juiz do caso determinou ainda que os municípios se abstenham de contratar ou de realizar pagamento aos escritórios de advocacia e consultoria que estão sendo investigados.

A Operação Timóteo começou em 2015, quando a então Controladoria-Geral da União enviou à PF uma sindicância que apontava incompatibilidade na evolução patrimonial de um dos diretores do DNPM. Apenas esta autoridade pública pode ter recebido valores que ultrapassam os R$ 7 milhões, segundo o órgão.

Compartilhe:



Mais artigos

O que não vimos em “Me refez”, novo clipe de Priscilla Alcantara?

O clipe já bateu a marca de 1 milhão de views e é um dos mais vistos no meio gospel


Samuel Mariano fala sobre doença e revela diagnóstico médico

O cantor gospel foi diagnosticado com uma doença comum, mas que pode ser bastante perigosa


Ex-cantora gospel Perlla posta foto nua, na cama com o marido

A imagem foi publicada no stories do perfil do Instagram da ex-cantora gospel


Após pastor se negar a ser expulso da igreja, fiéis usam arma infalível e o deixa irritado

O pastor Salatiel Fidelis de 88 anos insiste em não se aposentar, mesmo com membros o expulsando da igreja


Fernanda Brum insiste em não fazer tratamento contra doença diagnosticada em 2017

Fernanda Brum se ausentou dos compromissos no fim de 2017, mas retornou rapidamente, antes do fim do tratamento


Pr. Claudio Duarte: Não sou maçom e nem quero ser, eles já sabem disso!

O pastor Claudio Duarte revelou que irá palestrar para famílias de maçons e não será remunerado


Traição e dor: Músico de banda gospel famosa promete contar a verdadeira história do grupo

Lenilton decidiu contar o que chamou de "A verdadeira história do Novo Som"


Cantor gospel encontra Lucinho Barreto pela primeira vez dois anos após escândalo

A polêmica aconteceu em 2016, depois das declarações polêmicas do cantor Thalles Roberto


Assembleia de Deus é invadida por bandidos e saqueada durante a madrugada

A suspeita, é que pelo menos 5 homens tenham entrado no templo na madrugada


Cantor evangélico pode ser preso por diminuir pensão do filho

Apesar de não ser cantor gospel, trata-se de uma celebridade do meio