Wesley Ross é confundido com “Safadão” e vira destaque na midia nacional


Publicado em: 09/05/16 às 13:33 por Micael Batista


Compartilhe:
O pastor, cantor e compositor Wesley Ros, tem sido destaque na mídia nacional nos últimos dias, como por exemplo no site UOL, que publicou uma matéria sobre Ros, falando sobre a confusão que acontece nos aeroportos quando ele chega com seus músicos.

Acontece que os músicos e o próprio Wesley, costumam usar uma camiseta identificando a equipe, com o nome Wesley Ros, estampado.
“É inevitável. As pessoas veem as nossas camisas com o meu nome escrito, todos os instrumentos musicais que carregamos, e nos confundem com a equipe do Safadão. Eu desminto e digo: ‘Aqui não é Safadão, não. Aqui é o Wesley Abençoadão'”, contou ao UOL.

Embora a única semelhança que Ros tenha com Safadão seja o nome, a “wesleymania” em torno do pastor não é muito diferente do forrozeiro. O artista evangélico já fez shows em festivais religiosos para mais de 40 mil pessoas (lotação de um estádio de futebol) e, não raro, suas apresentações solo atraem entre 5.000 a 7.000 pessoas (lotação de um Citibank Hall, em São Paulo, por exemplo).

Em seu currículo, ele guarda produções de bandas como Polegar, Twister, Robinson Monteiro, além dos discos infantis de Mara Maravilha. No exterior, já gravou até no Abbey Road, o lendário estúdio britânico imortalizado pelos Beatles. Mas são com os artistas gospel que ele se destaca. Mesmo em tempos de crise, muitos desses cantores vendem mais de 1 milhão de cópias, como Rose Nascimento,Shirley Carvalhaes e o deputado federal e pastor Marco Feliciano.

O visual de Ros está mais para cantor de rock do que para pastor. “Não tenho o estereótipo de crente. O que define o crente é o seu comportamento, e não a roupa. Tem uma galera de terno e gravata aí que o comportamento é um desastre”, diz.

Ter bom comportamento, porém, não é exclusividade dos evangélicos. Até Safadão pode ser usado como exemplo. “O Safadão é 99% anjo, mas tem aquele 1% vagabundo, né?”, brincou. “Mas nem tudo é 100%. Eu, por exemplo, sou 99% crente, mas tem aquele 1% duvidoso”.

Compartilhe:



Mais artigos

Pastora Ludmila Ferber mostra cabeça após queda de cabelo e faz confissão emocionada

Pela primeira vez após revelar estar com a doença, a pastora mostra o efeito da quimio em seu cabelo


Saiba quais são os cantores gospel famosos que estão enfrentando doenças graves

Os casos acabaram acontecendo quase ao mesmo tempo e deixando muita gente preocupada


Ouça a musica gospel que pode virar um “hino” na luta contra a depressão

Leandro Prado é CEO da Observ Design


Malafaia inaugura restaurante da filha e detalhe causa polêmica

No restaurante da filha do pastor, foi instalada uma adega e isso despertou a ira dos críticos


Pregador famoso é flagrado usando transporte público e mostra que é gente como a gente

Mesmo com carro na garagem, muitas vezes ele usa ônibus ou metrô para atender alguns compromissos


Ex-artista da Globo volta ao evangelho e anuncia retorno a música gospel

Ele foi vice-campeão do quadro "Iluminados", no Domingão do Faustão da Globo


Vice-presidente da Assembleia de Deus de Pernambuco grava vídeo e se defende de acusações

O pastor alegou que falsificaram um documento e atribuíram a sua pessoa


Pastor Silas Malafaia sai em defesa de Marcelo Crivella: “Tudo armação”

Crivella desmente as acusações, e afirma que sentença do juiz do Rio não se baseia nos fatos


“FUI CURAR E FUI CURADA”diz cantora Eyshila após visitar a pastora Ludmila Ferber que está com câncer

Eyshila se surpreendeu com a determinação e a garra da pastora


“Vice presidente da Assembleia de Deus Madureira faz alerta grave sobre “ré-te-té”

A palavra reteté ficou muito conhecida e popular entre os evangélicos pentecostais