WhatsApp volta a funcionar no Brasil


Publicado em: 17/12/15 às 15:43 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:41


O WhatsApp voltou a funcionar no início da tarde desta quinta-feira (17), depois de o Tribunal de Justiça de São Paulo ter concedido liminar para que as operadoras deixassem de bloquear o acesso ao aplicativo.

De acordo com o que Eduardo Levy, presidente do SindiTeleBrasil, afirmou ao G1, as operadoras restabelecerão o recebimento e envio de mensagens assim que forem notificadas pela Justiça. “Cumprimos a ordem para bloquear e para desbloquear. Independetemente de termos prejuízo em relação à nossa imagem, por cumprir tudo que a justiça brasileira determina”, diz. As empresas de telefonia cumprirão imediatamente a determinação, diz.

Segundo o relato de usuários, TIM e Vivo já voltaram a permitir que seus clientes usem o aplicativo normalmente.

O desbloqueio ocorre após o desembargador Xavier de Souza, da 11ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, conceder liminar para que as operadoras de telefonia móvel voltassem a oferecer acesso ao serviço de bate-papo.

“Em face dos princípios constitucionais, não se mostra razoável que milhões de usuários sejam afetados em decorrência da inércia da empresa [em fornecer informações à Justiça]”, escreveu Souza. O bloqueio foi determinado pela Justiça paulista porque a empresa descumpriu pedidos judiciais para ceder informações para uma investigação em andamento.

“É possível, sempre respeitada a convicção da autoridade apontada como coatora, a elevação do valor da multa a patamar suficiente para inibir eventual resistência da impetrante

O caso
Na quarta-feira (16), as principais operadoras de telefonia móvel do Brasil foram intimadas pela Justiça a bloquear o WhatsApp em todo o território nacional por 48 horas. O bloqueio começou a valer à 0h de quinta (17).

O recebimento da determinação judicial foi confirmado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal, o SindiTelebrasil, que representa as operadoras Vivo, Claro, Tim, Oi, Sercomtel e Algar.

A Justiça em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, determinou a derrubada do WhatsApp por 48 horas por causa da investigação de uma quadrilha de roubo a banco e caixas eletrônicos, de acordo com o SPTV.

Segundo o SPTV, a determinação judicial foi uma punição ao Facebook, dono do WhatsApp, que não liberou mensagens usadas pelos criminosos no aplicativo para a investigação policial. A quadrilha é investigada há dois meses.

A Justiça havia autorizado a interceptação das conversas pelo WhatsApp para investigar a facção criminosa que também tem envolvimento com o tráfico de drogas. A decisão foi da juíza da 1ª Vara Criminal de São Bernardo, Sandra Marques, que tinha autorizado e determinado o grampo oficial e ainda estabeleceu multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

Como o WhatsApp não se manifestou, a multa já estaria em R$ 6 milhões, de acordo com o SPTV. Diante disso, a polícia e o Ministério Público (MP) pediram a interrupção do serviço à Justiça, que concordou.

Histórico
Essa não é a primeira tentativa de bloquear o WhatsApp no país. Em fevereiro, um juiz de Teresina (PI) determinou que as operadoras suspendessem temporariamente o acesso ao app de mensagens.

O motivo seria uma recusa do WhatsApp em fornecer informações para uma investigação policial que vinha desde 2013.



Aniversariante do mês
Caio Fábio

Escritor

63 anos


publicidade

Mais artigos

Homem é atingido por bala perdida dentro de igreja e fiéis se desesperam

O incidente aconteceu no momento do culto, surpreendendo as pessoas que cultuavam


Alisson Santos desabafa e manda indireta para quem criticou o fim da dupla com Neide

O cantor acabou a dupla para seguir carreira solo no final do ano passado, e foi alvo de muitas críticas


Pastor da Assembleia de Deus é preso em flagrante após marcar encontro com menor

A Polícia foi avisada com antecedência e seguiu o indivíduo até o local do encontro marcado com a garota, prendendo o pastor em flagrante


Filha de pastor grava áudio desesperada: passamos fome

O áudio que denuncia o pastor Valdomiro Pereira foi gravado pela filha do pastor Fernando, e está circulando em grupos de WhatsApp


“Profecia” de Marco Feliciano se cumpre e pastor comemora

Feliciano foi um dos deputados que votou para que o processo de denúncia contra Temer fosse arquivado enquanto ele estivesse no poder


37 fatos que talvez você não saiba sobre Priscilla Alcantara

A cantora gospel já conheceu o Chaves [Roberto Bolanos]


Cassiane, Elaine Martins e Eli Soares, são processados em R$500 mil reais

Até o missionário RR Soares foi citado no mesmo processo


Pastor e cantor gospel Kleber Lucas proíbe entrada de grupo de pessoas em sua Igreja

Kleber Lucas é cantor, compositor, pastor e fundador da Igreja Batista Soul


Samuel Mariano esclarece vídeo polêmico em que aparece fazendo cobrança

Samuel disse que o vídeo é antigo, e que tudo não passou de uma brincadeira que fez com o empresário


Ex-integrante do grupo Voz da Verdade é consagrada a pastora pelo pai

Durante 15 anos Lydia fez parte do grupo, somente em 2005, gravou seu primeiro álbum solo, "Protegida"