noticias gospel

Hora do Faro conta a história de Bianca Toledo, que renasceu aos 31 anos de idade

Publicado em: 12/09/14 as 13:00 por Micael Batista

Compartilhe:
Na Hora do Faro do próximo domingo (14), você vai conhecer a história de Bianca Toledo. Hoje, com 35 anos, ela é dona de uma história de vida incomum, considerada por muitos como prova viva de que coisas impossíveis podem acontecer. Bianca virá ao palco do quadro Preciso Dizer Que Te Amo para homenagear a pessoa que sempre esteve ao seu lado, sua mãe. Conheça mais desta história!

Bianca tinha uma vida normal, estava casada e a espera de seu primeiro filho, até que sentiu dores e foi hospitalizada. 

Na época, com 31 anos, perdeu a consciência e teve que, aos oito meses de gestação, dar à luz seu filho desacordada

Logo após o parto, seu organismo entrou em choque. Bianca teve infecção generalizada e falência múltipla dos órgãos, ficou em coma por 52 dias.

Nos quatro meses longe de casa, ela passou por dez cirurgias, fez mais de 300 transfusões de sangue e seu estado de saúde só piorava

Surpreendendo a todos, Bianca saiu do coma. Com respiração mecânica, só mexia os olhos, não tinha nenhum outro movimento no corpo. No final daquele mês, seu corpo começou a reagir.

Bianca só foi ver seu filho quando ele tinha cinco meses, mas não podia tocá-lo por segurança. Ela só pode tocar seu filho quando ele já tinha sete meses de vida. A mãe só pôde cuidar do seu filho sozinha quando ele já havia passado dos dois anos de idade, pois mesmo em casa, ela precisava de ajuda de uma equipe médica

Seu caso é reconhecido pelos médicos como milagroso e único na literatura médica mundial. Durante todo esse tempo, sua mãe não saiu do seu lado, cuidando dela e do neto

A ajuda dela foi essencial para a recuperação de Bianca, que com 40 dias de alta, soube que seu marido estava “em conflito com o casamento”, depois disso, após quatro meses, ele pediu divórcio


Bianca se curou, superou suas dificuldades e teve mais uma chance, casou-se com Felipe e estará na próxima Hora do Faro (14), para homenagear aqueles que sempre estiveram ao seu lado, em especial sua mãe, essencial para sua recuperação.
Compartilhe: