noticias gospel

Estava sendo “Roubado” – Saiba a verdade sobre polêmica de Davi Sacer em Alagoas

Publicado em: 27/04/14 as 17:37 por Micael Batista

Compartilhe:
Desde a última Quarta-Feira (23), o cantor e ministro de louvor Davi Sacer, vem sendo alvo de criticas em diversos sites de notícias gospel.

 O cantor se envolveu em uma grave polêmica, por não ter se apresentado em um evento organizado pela prefeitura municipal de Matriz do Camaragibe-AL, em comemoração ao dia do evangélico.

Em nota, a assessoria do cantor informou o seguinte:

Não tínhamos conhecimento prévio do evento, uma vez que não há qualquer contrato com a Prefeitura da referida cidade, ou mesmo com a empresa G S COSTA ME, tanto que este show sequer constava na agenda divulgada em nosso site.

Nosso contato com a empresa G S COSTA ME resume-se a uma Carta de Exclusividade referente a evento que seria realizado na cidade de MACEIÓ, no dia 23/04/2014, ou seja, mesma data do evento em Camaragibe. Entretanto, de qualquer forma, tal evento não aconteceria, pois como já esclarecido, não chegou a ser firmado nenhum contrato com a citada empresa.

Uma fonte revelou com exclusividade ao O Fuxico Gospel, que toda essa polêmica, serviu para revelar uma suposta “fraude”, que o cantor Davi Sacer vinha sendo vítima.
Entenda o caso:
Segundo informações, Davi Sacer descobriu que o seu produtor Marcos Carneiro, seu braço direito, teria desviado parte do cachê recebido  pela apresentação do cantor em Matriz do Camaragibe.
A fraude só foi descoberta, depois que a empresa que contratou o cantor, teria comprovado que havia realizado três depositos na conta do referido produtor, conforme você pode ver nos comprovantes abaixo.
Os valores são: 1 transferência de R$15 mil e 2 depositos de R$2 mil cada.
Totalizando R$19 mil reais.
A prefeitura havia investido R$25 mil, sendo que R$19 mil foi destinado ao cachê do cantor e, R$6 mil ficaria para a empresa contratante arcar com as despesas de passagens aereas, hotel e etc…
O produtor teria recebido os R$19 mil depositados pela empresa, porém teria repassado apenas R$10 mil para o cantor.
Ao ser informado do que de fato tinha acontecido, Davi Sacer entrou em contato com o produtor e ele devolveu apenas R$5 mil dos R$9.000, prometendo devolver os R$4 mil restantes no dia seguinte.

Tudo isso aconteceu no dia do evento, enquanto Davi Sacer e sua equipe estavam no aeroporto, prontos para embarcar.

Leia: Pastor ensina a falar em linguas estranhas em video na internet. assista

Mesmo sabendo que a empresa contratante teria depositado previamente o cachê em sua totalidade, o cantor decidiu não embarcar para Maceió, causando um prejuizo de mais de R$25 mil reais a prefeitura.

O prefeito Marcos Paulo (Marquinhos), registrou um Boltim de Ocorrênica na delegacia regional contra o cantor, e o caso deverá ser resolvido na justiça.

O Fuxico Gospel

Compartilhe: