Governo cria campanha “Eu sou feliz sendo prostituta”, Evangélicos protestam


Publicado em: 05/06/13 às 11:48 por Micael Batista


Compartilhe:
Deputados da bancada evangélica usaram nesta terça-feira (4) a comissão de Direitos Humanos, presidida pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP), para fazer críticas à campanha do Ministério do Saúde de prevenção à Aids e redução do preconceito, que tem uma peça com a frase “Eu sou feliz sendo prostituta”. Os deputados decidiram pedir informações ao ministério sobre o tema. A peça, veiculada na internet, foi retirada do ar por ordem do ministro da Pasta, Alexandre Padilha, após a divulgação do tema. 
O assunto entrou em debate com uma manifestação do deputado João Campos (PSDB-GO). “Esse governo tem uma capacidade de buscar uns temas que me assusta. Eu sou feliz sendo prostituta, diz campanha do Ministério da Saúde do governo Dilma Rousseff. Não tem outra política pública decente para fazer?”, questionou. “Já vejo os títulos das próximas campanhas. Sou adúltero, sou feliz. Sou incestuoso, siga-me. Sou pedófilo, sou feliz, sou realizado”. 

Leia também: O fim da farsa – Parada gay recebe 15% do público esperado
Outros parlamentares fizeram manifestações na mesma linha. “Estamos combatendo a prostituição infantil e vem uma campanha incentivando. Você está combatendo, tirando das ruas, aí vem a campanha dizendo que é feliz, ninguém é feliz”, disse a deputada Liliam Sá (PSD-RJ). “A mulher não nasceu para ser prostituta, nasceu para ser mãe de família”, afirmou Costa Ferreira (PSC-MA). 

Houve ataques ao governo e a parlamentares que defendem a legalização da profissão de prostituta. “Infelizmente a prática da prostituição não é crime. Agora, quando se trata de Estado brasileiro patrocinando é crime, é apologia à prostituição, é um crime praticado pelo Estado, pelo governo”, disse Marcos Rogério (PDT-RO). “Tudo tem a ver com o mercado da prostituição, essa indústria que está de olho na Copa e Olimpíada”, afirmou Pastor Eurico (PSB-PE). 

Feliciano não fez uma manifestação sobre o tema, mas apoiou a iniciativa do deputado Roberto Lucena (PV-SP) de pedir informações ao Ministério da Saúde. “Vamos fazer esse requerimento de informação ao Ministério da Saúde sobre essa famigerada campanha”, disse o presidente da comissão de Direitos Humanos.
    Compartilhe:



    Mais artigos

    Kleber Lucas vai de Batman à festa e sua esposa choca com fantasia polêmica

    A festa aconteceu em comemoração ao aniversário de uma amiga do casal


    Bruna Marquezine “vai aos prantos” durante apresentação de cantor gospel em culto evangélico

    Bruna Marquezine caiu no choro ao ouvir o cantor gospel Fernandinho cantar a frase "Deus é bom pra mim"


    Pastora Ludmila Ferber mostra cabeça após queda de cabelo e faz confissão emocionada

    Pela primeira vez após revelar estar com a doença, a pastora mostra o efeito da quimio em seu cabelo


    Saiba quais são os cantores gospel famosos que estão enfrentando doenças graves

    Os casos acabaram acontecendo quase ao mesmo tempo e deixando muita gente preocupada


    Ouça a musica gospel que pode virar um “hino” na luta contra a depressão

    Leandro Prado é CEO da Observ Design


    Malafaia inaugura restaurante da filha e detalhe causa polêmica

    No restaurante da filha do pastor, foi instalada uma adega e isso despertou a ira dos críticos


    Pregador famoso é flagrado usando transporte público e mostra que é gente como a gente

    Mesmo com carro na garagem, muitas vezes ele usa ônibus ou metrô para atender alguns compromissos


    Ex-artista da Globo volta ao evangelho e anuncia retorno a música gospel

    Ele foi vice-campeão do quadro "Iluminados", no Domingão do Faustão da Globo


    Vice-presidente da Assembleia de Deus de Pernambuco grava vídeo e se defende de acusações

    O pastor alegou que falsificaram um documento e atribuíram a sua pessoa


    Pastor Silas Malafaia sai em defesa de Marcelo Crivella: “Tudo armação”

    Crivella desmente as acusações, e afirma que sentença do juiz do Rio não se baseia nos fatos