noticias gospel

Celebrando as mudanças! – Família & Cia

Publicado em: 13/06/13 as 23:23 por Micael Batista

Compartilhe:
Boas vindas!
Começo esse texto dando boas vindas a todos que estão acessando este site!
É primeira vez que escrevo pra vocês e gostaria muito que dessem suas opiniões, sugestões e reclamações sobre o que vou escrever.
Pretendo escrever sobre o que vivo e o que vejo em educação de crianças e os relacionamentos dentro das famílias.
Sejam bem vindos!!!!
Têm chamado a minha atenção as entrevistas e reportagens sobre mulheres que perderam peso rapidamente, após terem seus bebês, todas querendo aparentar que nada mudou após o nascimento dos filhos, que o corpo antigo é algo que deve ser conquistado. Mas será que é só isso que estamos vendo? São mulheres que ficaram satisfeitas com a autodeterminação? Seria isso uma determinação delas sobre seu próprio corpo?
Pra ir mais longe, essa semana uma mulher advogada, parceira de um conhecido empresário brasileiro, postou suas fotos magérrima com oito meses de gravidez, a barriga não aparecia.
Bom, é claro que é maravilhoso cuidar da saúde sempre, estando grávida ou não, mas o que se tornou a gravidez pra nós afinal?
Fica tudo igual depois que temos filhos?

Na verdade, nada será igual a partir do momento que se fica grávida, mas não ficar igual não significa pior.

A vida muda, o relacionamento do casal muda, agora não serão mais duas pessoas…Muitos casais não aguentam a pressão.
Precisamos abrir nossos olhos, filhos não são artigos para alimentar nossa vaidade.  
Quando descobri a primeira gravidez, fiquei radiante, isso não me livrou das noites mal dormidas, mas consegui viver as dores e delícias daqueles momentos, me permiti isso, assim fez o meu marido também, ele estava extremamente focado naquele tempo que estávamos vivendo.
Isso tudo que passamos quando temos filhos pode nos ajudar a levar nossa relação a um outro patamar, mais sólido, mais lindo!
Não dá pra atender a todas as demandas, podemos sim dar o nosso melhor.
O bom é rir e chorar, não maquiar a situação, compartilhar as alegrias e as dificuldades. A viagem não será fácil, mas pode ser muito divertida!
Cada coisa no seu devido tempo, basta a cada dia o seu próprio mal! Não adiantemos angústias.

Pois chegará o dia em que nossos filhos serão como flechas lançadas! Até lá!

Flávia Beck É escritora, formada em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, pós-graduada em Comunicação e Saúde pela FIOCRUZ, fez vários cursos em educação infantil, mas o curso mais importante foi o prático com seus filhos Rafael de 6 anos e Gabriela de 10.
Contato: [email protected]

Compartilhe: