Mãe de Feliciano diz que fazia abortos e se diz arrependida


Publicado em: 04/04/13 às 12:20 por Micael Batista


Compartilhe:
Lúcia Maria Feliciano era uma doméstica de 20 anos, mãe solteira de um filho pequeno, e,

segundo seu relato, realizava nos anos 70 abortos em mulheres mais novas em Orlândia (a 365 km de São Paulo).

Na época, mães levavam as filhas grávidas, a maioria adolescentes de 15 ou 16 anos, até sua casa, conta Lúcia, hoje com 59 anos e moradora da mesma cidade.

Seu passado de 40 anos atrás foi trazido a público pelo filho, o deputado Marco Feliciano (PSC), atual presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.

Criticado por declarações consideradas racistas e homofóbicas, o pastor Feliciano contou em entrevista à Folha e ao UOL que a mãe tinha uma pequena clínica de abortos. “Eu vi fetos serem arrancados de dentro de mulheres.” O pastor é contra a interrupção da gravidez até mesmo em vítimas de estupro, como permite a lei.

À Folha, Lúcia disse que o filho jamais viu um aborto feito por ela. Na época em que ela diz ter recebido as adolescentes, Feliciano era um recém-nascido.
Ela afirma que só atendeu casos de gravidez inicial, com 15 ou 20 dias de gestação. “Não tinha nada [de fetos].”

Longe de um ambiente esterilizado, como o de um hospital, a gravidez era interrompida com a ajuda de uma sonda, introduzida até o útero, e de uma mistura de pinga com arruda dada às jovens.

Em sua casa, em Orlândia, Lúcia em vários momentos interrompeu a entrevista para se dizer arrependida e que espera “o perdão de Deus”. Hoje ela é evangélica. Não permitiu que fosse fotografada nem falou sobre as polêmicas atuais do filho.

Antes de ficar grávida de Feliciano, seu único filho, Lúcia afirma ter se submetido a um aborto, aos 17 anos.

Ela estava com dois meses de gestação quando decidiu procurar “essas benzedeiras antigas”. Essa mulher, conta, lhe ensinou como interromper a gestação com uso de uma sonda, mais fina do que uma caneta, que era introduzida pela vagina até o útero.

Também tomou um “queimado”, como chama a bebida de pinga e folhas de arruda.

Lúcia começou ajudar outras mulheres a praticar abortos após ter sido procurada por mães de adolescentes grávidas, conforme relata. Diz ter interrompido a gestação de cinco ou seis jovens.
Leia tambêm: “Eu amaria”, diz o pastor Feliciano questionado se tivesse um filho gay
O aborto, que não era cobrado, segundo ela, demorava cerca de meia hora e não teria resultado em nenhuma complicação às jovens.

“Achei que estava ajudando alguém, mas estava é destruindo uma vida”, disse.

O filho só soube dos abortos, conta a aposentada, quando ele tinha dez anos. Quando perguntada se entende como é a realidade do aborto hoje no Brasil, Lúcia volta a dizer ser contra o ato.

“Não peço perdão a você ou ao Marquinho [como chama o filho], peço perdão a Deus e espero que ele me perdoe pelo o que eu fiz.”

Segundo estimativa de organizações feministas, são realizados cerca de 1 milhão de abortos clandestinos no país, anualmente, que resultam na morte de duas centenas de mulheres, em média.

Pela lei atual, o aborto só é permitido no Brasil em casos de estupro ou de risco para a vida da mãe.

O Fuxico Gospel / Folha

Compartilhe:



Mais artigos

Vazou: “Toda maldição do 13 vai cair por terra” diz padre durante missa

algumas pessoas alegam que não pode misturar política com religião e condenaram a atitude do religioso


Polêmica: Padre que celebrou missa e pediu votos para Haddad foi punido pala diocese

Em nota assinada pelo assessor de comunicação, a diocese de Campo Limpo (SP) se manifestou sobre o assunto


COMJADEM 2018 bate recorde de jovens em Aracaju-SE

O COMJADEM 2018 aconteceu nos dias 11 e 12 de Outubro


Halloween gospel: Relembre 10 fotos do evento mais “bizarro” da Igreja Mundial

O evento aconteceu no Resort Mavsa, localizado em Cesário Lange, à 90 minutos de São Paulo


Pastor preso em flagrante, abriu “buracos” em banheiros químicos para espiar mulheres

Petersson se apresenta como: “Bispo do Ministério Atraindo as Nações ao Altar de Deus – DF, radialista , escritor e apaixonado por Jesus Cristo”.


Urgente: Residência de pastor da assembleia de Deus é metralhada após ele declarar apoio a Bolsonaro

Vários pastores e fieis estão sofrendo ameaças por se posicionarem prol Bolsonaro


Profecia do Cabo Daciolo se cumpre e ele manda recado, “Não brinquem com Deus”

O político gravou uma série de vídeos que falavam, em tom profético, o que iria acontecer no Brasil


Cantora gospel Fernanda Brum esclarece estado de saúde e pede oração

Ela afirmou que só terá alta no dia 22 de novembro, e que no momento só pode ir até o mercado e retornar para casa


Urgente: Cantora gospel Priscilla Alcantara se assusta com fogo no palco. Assista!

Priscilla Alcantara se assustou com o fogo dos efeitos de pirotecnia


Sensibilizada, Pastora Nani Alencar faz alerta sério as mulheres nas redes sociais

A pastora lançou recentemente o livro "Mulheres que vencem Dores"