noticias gospel

Anderson Silva fala sobre briga, futuro e religião

Publicado em: 19/04/13 as 2:10 por Micael Batista

Compartilhe:

Antes de embarcar para uma temporada de treinos em Los Angeles, nos Estados Unidos, Anderson Silva, que enfrenta o americano Chris Weidman em julho, esteve em São Paulo para gravar um comercial para um de seus patrocinadores.

Em meio a inúmeros compromissos profissionais, o lutador se prepara para defender, pela 11ª vez, o cinturão dos pesos-médios do UFC. “Agora vem um período mais chato, quando não posso tomar refrigerante, não posso fazer isso, fazer aquilo…”, disse, em conversa com jornalistas.

Aos 38 anos de idade, Anderson calcula que deva ter mais cerca de cinco anos como lutador profissional. Depois disso, quer dedicar mais tempo aos seus alunos e à profissão de ator. “Quero fazer comédia, algo como Um tira da pesada”, afirma.

Em um bate-papo com ÉPOCA, na segunda-feira (15), Anderson falou sobre a luta de um dos seus irmãos contra as drogas e do desentendimento com um dos ex-adversários, o cubano José “Pelé” Landi, ocorrido no dia 8 de abril, em uma rua de Curitiba (PR), onde Anderson mora. Os dois teriam trocado agressões verbais. “Eu não tenho briga com ninguém”, afirmou o lutador.

Anderson Silva é cristão protestante, e afirma que encontra equilíbrio  entre o desafio de lutar, e seguir a Deus.
Compartilhe: