New York Times desmente Papa Francisco, e afirma que ele já defendeu união civil gay


Publicado em: 25/03/13 às 19:39 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Compartilhe:

Embora o Papa Francisco tenha se declarado contrário ao casamento gay, afirmando se tratar de um “ataque destrutivo ao plano de Deus”, o jornalão americano The New York Times afirma que o Papa já defendeu a união civil gay e que deve abrir o catolicismo para a questão.

A matéria afirma que o Papa, quando cardeal em Buenos Aires, defendeu que a Igreja se posicionasse favoravelmente à união civil entre homossexuais, mas sua proposta foi rejeitada no colegiado. “A Argentina estava à beira de aprovar o casamento gay e a Igreja Católica Romana estava desesperada para impedir que isso acontecesse. Isso levaria dezenas de milhares de seus seguidores em protesto nas ruas de Buenos Aires. Mas, nos bastidores, o cardeal Jorge Mario Bergoglio, que liderou a acusação pública contra a medida, falou em uma reunião de bispos em 2010, e defendeu uma solução bastante não ortodoxa: a de que a Igreja na Argentina apoiasse a ideia de uniões civis para casais gays”, diz o artigo.

Durante o encontro, a maioria dos bispos votou a favor da anulação da proposta e foi a única derrota do mandato de seis anos de Bergoglio como chefe da Conferência dos Bispos da Argentina, o que jogou a Igreja contra a lei do casamento gay.

Segundo o biógrafo oficial do papa, Sergio Rubin, Bergoglio veria a união civil como a opção “menos pior”, por considerar o casamento apenas como a união entre homem e mulher.

“Ele ouviu meus pontos de vista com uma grande dose de respeito”, disse Marcelo Márquez ao NYT, líder dos direitos dos homossexuais e teólogo argentino que escreveu uma carta ao Cardeal Bergoglio, e, para sua surpresa, recebeu um telefonema dele menos de uma hora depois. “Ele me disse que os homossexuais precisam ter direitos reconhecidos e que apoiava uniões civis, mas não casamentos do mesmo sexo.” O ativista também afirmou que encontrou duas vezes com Francisco para discutir como a teologia católica poderia apoiar os direitos civis de homossexuais.

Bruno Astuto, na Época
Compartilhe:



Mais artigos

Cabo Daciolo dá resposta aos inimigos em post no Instagram

O parlamentar fez alguns inimigos em Brasília, mas também conquistou a simpatia de muitos brasileiros


Vanilda Bordieri desabafa em Live no Facebook e diz que “não é a favor do divórcio”

Vanilda está em pé de guerra com alguns seguidores desde a transmissão que fez do casamento relâmpago de sua irmã Célia Sakamoto


Daniela Araújo lança clipe da música “Sonhadora” e dar a volta por cima

"Eu continuo aquela pessoa sonhadora, meio criança meio boba, imaginando coisas boas por aí..."


Jojo Todynho “detona” críticos após ser flagrada cantando música gospel

Ela reclama da falta de tolerância e ataca duramente os seus críticos.


Bebê é abandonado na porta da igreja e religioso toma decisão inusitada

"Me sinto responsável por ele, desejava até adotar a criança"


Álbum “Fraquinho” de Fernanda Brum ganha Grammy e desbanca Anderson Freire e Cassiane

A cantora ganhou com o álbum "Som da Minha Vida"


Sem Deus, Paula Fernandes tenta suicídio em ato de desespero

Paula Fernandes,  encontra-se atualmente em Orlando, nos Estados Unidos


Pastor expulsa homem que foi ao culto vestido de mulher e militância LGBT não perdoa

O homem teria concordado verbalmente em seguir as regras da igreja, mas continuou se vestindo como uma mulher


Cia de Artes Nissi prepara um musical com participação de cantores gospel

A narrativa do novo projeto contará a história do reavivamento da Rua Azusa


Camp Fire: Pastor arrisca sua vida e ajuda vítimas de incêndio na Califórnia

30 pessoas que não conseguiram evacuar foram salvas pelo pastor e por membros da congregação