Médica do Hospital Evangélico, pode ser vitíma do maior erro investigativo da história


Publicado em: 23/02/13 às 12:39 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Compartilhe:
A médica Virgínia Soares de Souza, 57 anos, presa desde terça-feira (19) pelo Núcleo de Repressão aos Crimes Contra a Saúde (Nucrisa), no Centro de Triagem, em Curitiba, sob a acusação de homicídio qualificado, protestou por meio de uma carta, divulgada nesta sexta-feira pelo advogado de defesa Elias Mattar Assad, contra a forma como as investigações policiais estão acontecendo.

Virgínia era chefe da UTI do Hospital Evangélico, na capital paranaense, havia 23 anos e é acusada de ordenar pessoas de sua equipe para que desligassem aparelhos de pacientes terminais.
“O livre exercício da medicina está em risco no Brasil”, diz ela, se referindo ao fato de que todas as mortes em UTI’s correm o risco de ser debitadas em prováveis imperícias médicas. No documento, ela alega inocência.
“Da leitura atenta dos autos do inquérito, com meu advogado, não está provada sequer a existência do fato, quanto mais a materialidade de qualquer crime. É a presente para perpetuar a memória do que está se constituindo no maior erro investigativo e midiático da nossa história”, afirma.
O advogado deve entrar com um pedido de liberdade de Virgínia na segunda-feira (25), além de pedir a quebra do sigilo de justiça do processo, o que tem provocado o silêncio da polícia sobre as investigações.
Até o momento cerca de 50 denúncias contra a médica foram realizadas na Nucrisa, feitas por ex-companheiros de trabalho e familiares de antigos pacientes, desde que o caso veio à tona no início desta semana.
Compartilhe:



Mais artigos

Bomba! Vaza video de cantor gospel fazendo sexo oral em rapaz

Depois que o vídeo vazou, todas as redes sociais do cantor gospel foram excluídas, e até o momento, ele não se manifestou sobre o caso.


“Não tenho realmente mais nada a perder”, diz Ludmila Ferber em post do Instagram

A pastora Ludmila Ferber luta contra um câncer no pulmão diagnosticado em março deste ano


André Valadão toma decisão e fala o que pensa sobre Damares Alves

Por dizer que teve uma visão de Jesus em um pé de goiaba, e que Ele a convenceu a não cometer o suicídio, ela passou a ser ironizada nas redes sociais


Polêmica envolvendo Magno Malta e Cabo Daciolo divide mundo gospel

Magno Malta apoiou Bolsonaro para presidente ao invés de Daciolo, assim como a maioria dos evangélicos


O plano “B” de Malafaia sobre Bolsonaro

O líder religioso é um dos principais "Espiritual Influencer" do Brasil e já apoiou alguns candidatos que depois lhe causaram decepção


Pastora lésbica faz declaração na TV e constrange evangélicos

A pastora se utilizou de um argumento já ultrapassado da comunidade LGBT de que a orientação sexual homossexual seria algo de nascença


Cantor secular doa piano de R$ 60 mil para igreja evangélica e revolta fãs

A doação gerou polêmica pois o artista está devendo a pensão alimentícia do filho Matheus, de 6 anos


Haddad perde mais uma e é condenado a pagar 80 mil por ofensas a Edir Macedo

Além da condenação, Haddad também terá que se retratar, sob pena de multa de R$ 1.000 por dia de atraso


Tragédia: Sofrendo com depressão há dois anos, pastor evangélico tira a própria vida

Ultimamente casos de suicídios entre pastores estão aumentando e preocupando a liderança evangélica no Brasil


Fernanda Brum vai responder na justiça por não comparecer a evento gospel. Saiba qual

A organização do Clama Bahia informou por meio de nota, que irá entrar na justiça contra a cantora