noticias gospel

Bebê morre após ser esquecido no carro pelo pai em MG

Publicado em: 16/02/13 as 10:46 por Micael Batista

Compartilhe:
Um bebê de sete meses morreu após ter sido esquecido dentro de um carro em Divinópolis (a 120 km de Belo Horizonte).

O menino Rafael foi deixado na quinta-feira (14) pelo pai em um Uno por cerca de seis horas no estacionamento de um supermercado, sob forte calor. O corpo da criança foi enterrado na manhã desta sexta-feira.
André Teixeira da Silva, 35, o pai, foi para o supermercado em que trabalha às 7h e se esqueceu de que deveria deixar o filho com a babá, segundo depoimento dele à polícia.
Por volta das 13h, quando deixava o trabalho, ele encontrou o bebê no banco de trás e o levou às pressas para o hospital Santa Lúcia.
Segundo a Polícia Militar, que foi acionada pelo hospital, o menino chegou com os batimentos cardíacos fracos, foi entubado, mas não resistiu. Naquela tarde, a temperatura em Divinópolis chegou a 34º C.
Silva foi preso e indiciado sob suspeita de homicídio culposo (sem intenção). Ele pagou fiança e vai responder ao processo em liberdade.
Em depoimento à Polícia Civil, o pai disse que no dia anterior havia começado a trabalhar no turno da manhã e não mais à tarde. Com a mudança no horário de trabalho, se esqueceu de levar o bebê.
A delegada Angelita Viviane de Oliveira, responsável pelo caso, disse que a babá e outras testemunhas disseram considerar Silva um bom pai.
A mãe da criança, segundo a Polícia Militar, também está abalada. O casal, que tem outro filho, não quer falar sobre o caso, segundo as polícias Civil e Militar. A delegada não informou se Silva tem advogado.
Ilustração

OUTROS CASOS
A Polícia Civil investiga a morte de uma menina de 11 meses que foi esquecida dentro do carro de um policial no interior do Rio Grande do Sul no dia 17 de janeiro deste ano. A criança, chamada Alice Bastos, passou mais de quatro horas trancada no veículo na cidade de Santa Rosa (a 486 km de Porto Alegre) e não resistiu.
De acordo com a polícia, o pai, um delegado do município, iria levar a menina para uma creche, mas se esqueceu da tarefa e foi direto para o trabalho. Alice só foi retirada do carro no fim da tarde, quando a mãe ligou perguntando sobre a criança.
No dia 8 de novembro de 2012, um bebê de dez meses morreu após ter sido esquecido pelo pai dentro do carro da família por quatro horas, em Volta Redonda, no Rio. Segundo o jornal “O Globo, o bebê teria morrido por asfixia e insolação.
O comerciante Clóvis Perrut Mantilla, 29, deveria ter levado a filha, Manuella Suhet Mantilla, para a creche, mas a esqueceu dormindo na cadeirinha, no banco traseiro, e foi almoçar com dois amigos, às 14h.
Ele disse à polícia que após o almoço, onde tratou da compra de um carro, foi com os amigos a um cartório e depois seguiu para outro bairro. Segundo o delegado do 93º DP, Márcio
Leandro Figueiroa, Mantilla recebeu um telefonema da mulher avisando que a criança não estava na creche, segundo o jornal.
Compartilhe: