noticias gospel

A última chance de ‘Salve Jorge’

Publicado em: 27/02/13 as 3:18 por Micael Batista

Compartilhe:
Há dez dias, Salve Jorge chegou ao centésimo capítulo. E sem empolgar o público. A audiência pífia, resultado do elenco inchado e da trama morosa, atingiu alarmantes 23 pontos no Ibope no primeiro mês, depois de estrear com 35. Com a morte de Jéssica (Carolina Dieckmann), em janeiro, a novela esboçou reação e chegou a 39, mas sua média geral ainda é sofrível. Nos primeiros 90 capítulos, o folhetim marcou 30,8 pontos no Ibope da Grande São Paulo, contra os 37,5 feitos por Avenida Brasil — e os 38,6 de Fina Estampa no mesmo intervalo. Com esse desempenho, a trama corre o risco de se tornar o maior fiasco dos últimos anos, título hoje pertencente a Passione (2011), que saiu do ar com média de 35 pontos. A sorte está lançada. A maior e — talvez a derradeira — cartada de Gloria Perez para mudar esse destino teve início na última terça-feira, quando começou aquela que, guardadas as devidas proporções com relação às reviravoltas de Avenida Brasil, é chamada de a virada de Salve Jorge.

A própria Gloria avisou no Twitter sobre a importância da cena em que Morena (Nanda Costa) pede para Mustafá (Antonio Calloni) comprar seu passe e livrá-la da quadrilha de traficantes de pessoas que a jogou na Turquia. “Essa cena é o ponto de partida para uma uma grande virada.” Livre dos algozes, a heroína do Complexo do Alemão vai assumir o posto de justiceira e ajudar a delegada Helô (Giovanna Antonelli) a desbaratar a organização criminosa encabeçada pela psicopata Lívia (Claudia Raia), sua cruel escudeira Wanda (Totia Meirelles) e o troglodita Russo (Adriano Garib). A benfeitoria mais esperada de Morena, porém, vai ser mesmo salvar Salve Jorge de virar a lanterninha no ranking das novelas da Globo.

Além da fuga de Morena da boate em que é sexualmente escravizada, a virada de Salve Jorgevai ser composta de tramas paralelas que devem confluir para, é o que espera a emissora carioca, uma explosão de audiência. Dada como morta após sofrer um atentado em frente à boate, Morena vai morar na Capadócia, onde preparará o terreno para voltar a salvo ao Brasil. A força-tarefa para acabar com a festa dos vilões vai ser reforçada pelo núcleo do Alemão, onde a mãe, Lucimar (Dira Paes), vai lutar por justiça ao descobrir a real história da filha na Turquia. A empregada doméstica vai ter ajuda do mocinho Théo (Rodrigo Lombardi), cabeça do núcleo militar.

Com Morena na Capadócia abrigada na caverna de Zyah (Domingos Montagner), o cenário que servia às danças típicas das novelas de Gloria Perez vai passar a emoldurar a amizade entre a heroína e Demir (Tiago Abravanel). O personagem interpretado pelo neto de Silvio Santos, seu primeiro trabalho na TV Globo, vai ganhar mais destaque na trama, assim como Thammy Miranda, filha da dançarina Gretchen, que vive a investigadora Joyce na delegacia de Helô. Ela será enviada à Turquia para servir de isca ao tráfico de pessoas e aprofundar a investigação de Helô. “Morena e Demir já tiveram uma empatia. Ele vê nela uma menina simples e sensível e vai se tornar seu aliado”, diz Tiago Abravanel.
A movimentação na trama vai tornar relevante até o insosso núcleo da milionária Leonor (Nicette Bruno), aquela da cachorrinha Emily. Em um encontro discontraído, Rachel (Ana Beatriz Nogueira) dá um tempo nos planos de colocar as mãos na herança de Leonor e revela a Helô que Dj

anira e Wanda são a mesma pessoa. Djanira é um dos nomes falsos usado pela vilã para se apresentar aos clientes interessados em comprar bebês roubados.
O Fuxico Gospel
Compartilhe: