Líder do Movimento pela Ética Evangélica Brasileira critica nova campanha de Silas Malafaia


Publicado em: 11/01/13 às 12:12 por Micael Batista


Compartilhe:

Surge no meio cristão mais uma polêmica em torno da mais recente campanha lançada pelo Pastor Silas Malafaia (foto), em seu programa Vitória em Cristo, no último sábado.


A campanha, que é de arrecadação financeira intitulada ‘Campeão da fé’, foi lançada pelo pastor juntamente com Mike Murdock, doutor e seminarista internacional. A campanha mobilizou muitos evangélicos contra e a favor da empreitada anunciada.


O “3 mil campeões da fé” consiste em que 3 mil pessoas ofertem o valor de mil reais, doze mil ou mais ao ministério de Silas Malafaia, como semente para um futuro financeiro diferente. Após essa oferta os participantes devem receber o exemplar do livro ‘O desígnio’ do Dr. Mike.


“Aquela semente de mil dólares quebrou a pobreza da minha vida”, disse Mike em sua pregação no programa Vitória em Cristo, exemplificando o que poderá acontecer com os doadores.


O dinheiro que será ofertado supostamente irá para obras sociais, escolas, treinamentos de líderes, entre outros programas.


“Nós não estamos fazendo promessas loucas…Deus reage muito mais do que propriamente usa. Ele quer reagir à sua fé, Ele quer reagir à sua liberalidade”, explica Malafaia no programa.


Em contramão do que foi pregado e anunciado, o pastor Paulo Siqueira, líder do Movimento pela Ética Evangélica Brasileira (MEEB), publicou em seu blog Pedras Clamam uma extensa e categórica crítica à campanha do pastor Malafaia e ao nível de conhecimento bíblico entre os evangélicos.


“O que se ouviu nesse programa é um ultraje a tudo o que temos no Brasil em forma de pensamento teológico. Silas Malafaia e Mike Murdock abusaram do direito de menosprezar a interpretação bíblica e toda a tradição cristã brasileira”, protestou o pastor Siqueira.


Paulo Siqueira afirma ainda que o povo cristão mudou sua visão. “Já foi o tempo em que pastores, missionários americanos chegavam em nosso país como donos do saber, e o povo ficava de boca aberta aplaudindo. Hoje temos em nosso país homens e mulheres com autoridade para interpretar os textos sagrados com maestria”, enfatiza.


“Temos uma teologia esfacelada, sem uma direção concreta. Cada instituição defende e prega sua própria teologia”, afirmou.


A assessoria do Pastor Silas Malafaia foi procurada para responder à critica apresentada. Porém até o fechamento da reportagem não foi recebido nenhum comunicado oficial.


Fonte: The Christian Post

Compartilhe:



Mais artigos

Saiba mais: O que levou o pastor José Wellington a tocar trompete durante o culto?

Sem que ninguém esperasse o pastor surpreendeu a todos com a atitude inusitada


Aline Barros comemora 18 anos de aniversário de casamento

Gilmar Santos foi jogador de alguns times nacionais e internacionais, hoje ele é pastor em uma igreja no Rio de Janeiro


Depois de cantar em evento gospel, Ton Carfi prestigia luta de amigo no UFC

Ton foi um dos cantores que participaram do  Canto pela Paz em São Paulo


Dossiê Magno Malta: Youtuber polêmico revela passado obscuro do Senador pastor

O vídeo vem dividindo as opiniões dos internautas


Cantor gospel famoso separa da mulher e casa em segredo com novinha

O cantor gospel já se envolveu em outra grave polêmica em 2015


Apóstolo que foi preso com dólares na “cueca” unge Bolsonaro em hospital

O líder esteve no último sábado 22 visitando o presidenciável


Surpreendente: Pastora muda visual e mostra antes e depois

Para mim academia era para gente magra, musculosa, jovem... Eu estou vencendo o preconceito!


10 Notícias para entender o mundo gospel no mês de Setembro

Tragédias, acidentes, polêmicas, surpresas, um emaranhando de situações que fizeram de setembro um mês totalmente atípico no mundo gospel


Pastor famoso se une a Kleber Lucas e posa ao lado de pai de santo contra intolerância

Ele é Pastor Presidente da Igreja Batista Betânia, e muito conhecido no meio gospel


Por que Fernanda Brum e Damares deixaram de seguir Shirley Carvalhaes no Insta?

As cantoras gospel parecem seguir o exemplo de Cassiane