noticias gospel

Homem de 90 anos se casa com menina de 15 e gera revolta

Publicado em: 08/01/13 as 11:49 por Micael Batista

Compartilhe:

Embora seja comum na cultura muçulmana um homem muito mais velho se casar com uma jovem mulher, um casamento recente está levantando questões de direitos humanos na Arábia Saudita.
Um homem de 90 anos de idade saudita pagou um dote de aproximadamente 17 mil dólares pelo direito de casar com uma menina de apenas 15 anos. Durante uma entrevista com o canal de notícias Al Arabiya, o noivo defendeu que o casamento foi “legal e correto”, ressaltando que ele pagou aos pais da menina o valor do dote estabelecido por eles.
Mas é público que na primeira noite do casal, a noiva o trancou do lado de fora do quarto. Amigos da família disseram que a adolescente estava com tanto medo na noite de núpcias que se trancou no quarto antes de fugir para a casa dos pais. Agora, o noivo afirma que irá processar os pais da menina, caso eles não a enviem de volta ou devolvam o dote.
Suhaila Zein al-Abedin, da Associação Nacional de Direitos Humanos da Arábia pediu que as autoridades governamentais se envolvam no caso. Abedin lembra que o casamento no Islã deve ser baseado no consentimento mútuo e o comportamento da menina indica que ela não estava satisfeito com o acordo.
Os pais do adolescente, mãe saudita e pai iemenita, deveriam ser responsabilizados por entregar sua filha a um homem tão velho, reforçou Abedin.
O ocorrido voltou a instigar o debate sobre as chamadas ‘noivas meninas’. Muitos sauditas estão usando as redes sociais para protestar. Eles condenam o casamento, questionando se não poderia ser considerado um caso de tráfico humano ou de abuso infantil.
O analista de Oriente Médio da BBC Sebastian Usher, explica que na cultura da Arábia Saudita é comum meninas de menos de 14 anos serem obrigadas a casar com homens ricos e muito mais velhos.
Contudo, existe um movimento crescente no país pedindo que seja estabelecida uma idade mínima para se casar. Porém, os líderes religiosos conservadores resistem à ideia, defendendo apenas que as garotas atinjam a puberdade antes do casamento.
Na terra de origem de Maomé o assunto é uma questão bastante delicada, pois a tradição conta que uma das esposas do profeta fundador do islamismo era uma menina muito mais jovem que ele. Traduzido de Fox News.
Compartilhe: