Polícia prende pastor acusado de dar suporte financeiro a facções


Publicado em: 25/12/12 às 10:12 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Foi preso em uma cobertura de luxo, na cidade de Gramado, Clóvis Ribeiro, mais conhecido como Nai. Em 2005 ele já fora preso juntamente com o goleiro Edinho, filho de Pelé, durante a chamada “Operação Indra”. Na época, a Polícia de São Paulo prendeu 13 suspeitos de tráfico, mas o inquérito judicial foi arquivado, pois a Justiça considerou que a obtenção de provas foi ilegal.

Nai ficou preso até 2008, quando foi para o Rio Grande do Sul onde trabalhava como pastor evangélico. Clóvis agora é acusado de envolvimento com o traficante Ronaldo Duarte Barsotti de Freitas e de oferecer suporte financeiro a facções criminosas, como o PCC (Primeiro Comando da Capital) e o Comando Vermelho.  Após Ronaldo ser morto por uma facção rival, Clóvis disse ter mudado de vida e abandonado o crime.
Mesmo assim, a polícia acredita que há pelo menos quatro anos ele abastecia mais de uma quadrilha com dinheiro lavado através de igrejas, além de três concessionárias de automóveis e uma oficina.
Gustavo Barcelos, delegado responsável pela prisão, acredita que o acusado enganou muitas pessoas dizendo que abandonara suas atividades criminosas e queria usar a religião para “salvar pessoas das drogas”.
Mesmo assim, ele tinha comportamento violento.  Em 14 de novembro, ele ameaçou um pastor de Praia Grande (SP). O delegado Fábio Laino, do Denarc (Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos) paulista conta que Nai o ameaçou de morte o pastor da Assembleia de Deus por conta de “uma dívida inexistente”.
Clóvis  responde pelo homicídio de um dos integrantes do bando. Uma das suspeitas da polícia é que ele fazia parte do grupo que tinha envolvimento a guerrilha colombiana Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) fazendo troca de armas por drogas.
Nai era procurado desde o dia 27 de novembro, quando o Denarc de São Paulo expediu um mandado de prisão. O pastor estava em casa com a mulher e duas filhas e foi preso sem resistência.
Ainda não foi confirmada sua participação direta com as organizações criminosas, mas o delgado diz que ele responde a processos na Justiça de São Paulo por tráfico de drogas, associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e tráfico internacional de armas.  Após ser ouvido, Nai deverá ser transferido para um presídio em São Paulo. As informações são do UOL e Zero Hora.



Mais artigos

Após fim do casamento, Stefhany Cardoso toma decisão surpreendente sobre música gospel

Depois de se ausentar por alguns dias, a cantora gospel tomou uma decisão sobre sua carreira na música gospel


Novo clipe de Priscilla Alcantara “quebra” internet com letra inovadora e gospel átipico

"Empatia" é mais um projeto inquestionável dirigido por Gil Morais, e virou sucesso instantâneo no Youtube


Cantora gospel Damares posta foto do “niver” da filha Antonella e detalhe chama atenção

O evento foi bastante restrito a amigos e familiares


“Tô Solto” alcança 2 milhões de inscritos e é o maior canal de humor gospel do Brasil

Em uma recente entrevista ao O Fuxico Gospel, o humorista gospel revelou ter o sonho de ser pastor evangélico.


O encontro épico do Pastor Marco Feliciano com Silvio Santos

Feliciano foi recebido por Silvio Santos na casa do dono do SBT, em Orlando, nos EUA


Pastor renomado é denunciado por agressão a mulheres e crianças

 Na delegacia as vítimas foram ouvidas e relataram que as agressões eram praticadas pelo pastor


Urgente: Ícone da música gospel vive drama familiar com doença grave de parente

Considerado um dos maiores cantores gospel do Brasil, e com mais de 30 anos de carreira, ele clama por uma interferência divina


Saiba quais são os 5 pastores mais ricos do Brasil segundo a revista Forbes

A revista Forbes apresentou um novo ranking com o patrimônio estimado dos maiores líderes religiosos do Brasil


Urgente: Pastora desaparece misteriosamente e fiéis entram em desespero

A pastora está desaparecida desde o último sábado 12 de janeiro


Pedro Rocha é criticado por iniciar namoro 8 meses após a morte de Nara Almeida

Lutando contra um raro câncer no estômago, ela morreu em maio de 2018 e contou com a ajuda do companheiro durante todos os momentos de luta contra a doença