Boris Casoy e Band vão pagar R$ 21 mil por danos morais a gari


Publicado em: 28/11/12 às 9:14 por Micael Batista


Compartilhe:

O jornalista Boris Casoy e a TV Bandeirantes foram condenados a pagar indenização de R$ 21 mil por danos morais ao gari Francisco Gabriel de Lima. A decisão da 8ª Câmara de Direito Privado de São Paulo foi publicada pelo Tribunal de Justiça neste sábado (24). “São civilmente responsáveis pelo ressarcimento de dano, decorrente de publicação pela imprensa, tanto o autor do escrito quanto o proprietário do veículo de divulgação”, diz o acórdão.
Francisco Gabriel de Lima participou de uma vinheta da emissora desejando feliz Natal no ano de 2009 e, devido a uma falha técnica do áudio da Bandeirantes, foi possível ouvir Boris Casoy dizendo ao vivo durante o Jornal da Band: “Que merda! Dois lixeiros desejando felicidades do alto da suas vassouras. O mais baixo na escala do trabalho!”.
O caso ganhou grande repercussão – principalmente nas mídias sociais – e o vídeo foi para no YouTube, gerando milhares de visualizações e comentários acerca do assunto. O jornalista retratou-se dizendo que havia soltado uma “frase infeliz” e pediu “profundas desculpas aos garis e a todos os telespectadores” na época. Mesmo após a retratação, o caso foi à Justiça.
O gari disse que se sentiu humilhado após a fala preconceituosa de Boris. Francisco alegou ainda não ter notado arrependimento no pedido de desculpas do âncora do Jornal da Band.
A emissora entrou com um pedido de apelação da ação, alegando não ter responsabilidade sobre a fala de Boris Casoy, pois para a emissora o jornalista “emitiu opinião própria”, além de dizer que não tem como controlar o que os apresentadores falam ao vivo em suas transmissões, mas a Justiça entendeu que a emissora é responsável pelo ressarcimento do dano, uma vez que é responsável pelo conteúdo vinculado. Assim sendo, a emissora é responsável por dividir o valor da condenação com o jornalista.
De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, ainda que as desculpas de Boris Casoy tivessem sido sinceras, elas não reparariam o dano causado na vida do gari. O relator do processo, Salles Lima, alegou ainda que o jornalista conhece profundamente os bastidores de uma transmissão ao vivo e “que, muitas vezes, o intervalo é interrompido sem maiores avisos ou o áudio ‘vazado’” e, por esse motivo, Boris foi descuidado e poderia ter evitado o dano ao gari.
A reportagem do portal de notícias iG procurou a TV Bandeirantes para comentar o caso por meio da assessoria de comunicação, mas ninguém foi encontrado. A emissora ainda pode reverter a condenação entrando com um recurso no Superior Tribunal de Justiça, o que seria a última chance da Band e do jornalista.
Outros garis tentaram obter indenização, mas a mesma foi negada pela justiça. Leia aqui.
Fonte: O Dia e iG
Assista aos vídeos que mostram a gafe e o pedido de desculpas do jornalista, e aproveite para registrar o seu comentário no Verdade Gospel.

Compartilhe:



Mais artigos

Cantor gospel retoma carreira após 8 anos na administração pública

Alessandro é filho de missionários e viveu na África e em várias cidades do Brasil


Deputado Sóstenes Cavalcante defende vereador “Negro e Gay” contra ataque de Ciro

Sóstenes gritou 12 vezes a frase "Ciro Gomes Caloteiro!", durante sua fala no plenário da Câmara


“Número mágico” do Gideões causa estranheza em seus contribuintes

O Gideões Missionários da Última Hora continua usando o mesmo número de famílias assistidas pela instituição há cinco anos


Cantores gospel passam vergonha ao compartilhar suposta redução de 7% no alcance do Instagram

Os cantores gospel não foram os únicos, muitos pastores evangélicos também compartilharam a mesma história


De Feliciano à Sóstenes Cavalcante; Veja quanto 10 deputados evangélicos gastaram da cota parlamentar

Pesquisamos quanto esses deputados evangélicos usaram da cota parlamentar durante o mandato


Aos 65, Benny Hinn posta foto rara ao lado dos filhos

Benny Hinn, um dos mais populares televangelista do mundo na atualidade


Bianca Toledo celebra cerimônia de casamento e choca internautas

Bianca Toledo acaba de casar pela terceira vez e já paga de "casamenteira gospel"


Entre o gospel e o profano; Mara Maravilha é contratada pela Netflix

A cantora gospel Mara Maravilha será garota propaganda de uma nova série da Netflix


CGADB, CADB E CONAMAD, Comemoram 107 anos das Assembleia de Deus

A igreja fundada pelos missionários Daniel Berge Gunnar Vingren, atualmente é comandada por três famílias


Ap. Agenor Duque visita igreja no meio de um lixão e faz desabafo em áudio vazado

Além dos membros que somam mais de 20 mil, a igreja recebe fiéis do mundo inteiro anualmente