noticias gospel

Virgindade de Catarina é vendida por R$ 1,5 Milhões

Publicado em: 25/10/12 as 17:02 por Micael Batista

Compartilhe:

Terminou ontem (24) às 9h o leilão da virgindade da jovem brasileira Catarina Migliorini. Seis participantes do leilão disputaram a castidade de Catariana até o fim levando as ofertas ao valor R$ 1,5 milhão (US$ 780 mil).

A disputa ficou entre três americanos, um australiano, um indiano e um japonês. O japonês foi o autor do lance mais alto.
De acordo com o regulamento, a primeira noite de Catarina está prevista para ocorrer 10 dias depois do fim do leilão, no dia 3 de novembro.
Catarina tomou a decisão em participar do programa ‘Virgins Wanted’ aos 18 anos e tem declarado que viu no programa a possibilidade de viajar e conhecer outras culturas.
“Eu era novinha e por ser virgem decidi me candidatar. Era uma oportunidade de viajar, conhecer novas culturas, mas não esperava uma resposta. Quando o diretor me escolheu, fiquei super feliz e decidi ir até o fim”, diz.
O assunto que se tornou polêmico e entrou na roda de discussões entre cristãos, levantando a questão da banalização do sexo. Diversos líderes evangélicos deram a sua opinião sobre o caso ao The Christian Post.

Para o Pastor Nelson Junior, líder do movimento ‘Eu escolhi esperar’ que prega a castidade antes do casamento, este não é um caso isolado sendo apenas um que veio a público. “Na verdade atualmente muitos jovens fazem o mesmo por nada, por uma noite, por um jantar ou pra estar com um jogador de futebol (…)”.
Nelson ressalta que esse caso é apenas a “ponta de iceberg” de um caos de decadência sexual vivida pela sociedade há muito tempo.
Para a pastora Sarah Sheeva, o sexo é uma aliança que vai muito além do corpo físico, é uma aliança espiritual. Sarah acredita que somente uma verdadeira experiência com Jesus poderá quebrar a aliança sexual que Catarina fará ao se relacionar com o vencedor do leilão.
“O sexo tem uma parte que não pode ser lavada com um simples banho com água e sabão, porque ele vai muito além do corpo físico. Só o sangue de Jesus Cristo pode limpar e quebrar alianças desse tipo, que além do corpo físico, também envolvem o corpo espiritual”, diz a pastora.
O pastor Jaime Kemp, doutor em ministério da família que orienta a juventude brasileira, também comentou sobre o tema, para ele “isso é um abuso”.
“É usar e abusar de uma menina. Estamos usando e abusando de uma pessoa ou de um grupo de pessoas. É triste!” completou o pastor dizendo que “as mentes estão deturpadas”. “Com certeza isso vai vender. As pessoas tem curiosidade. Isso se trata de dinheiro”.
Segundo a opinião destes líderes, uma conclusão é certa de que a atitude de Catarine poderá levar a danos para seu casamento. Alguns chegam a apontar as consequências do que a promiscuidade sexual na vida de solteiro pode causar no casamento, como traição, desconfiança e até divórcio.
“Uma pessoa que vive uma vida promíscua quando solteiro, será da mesma forma no casamento, por mais que queira ser fiel ao cônjuge, a bagagem da vida de solteiro refletirá na vida de casado”. “Adúlteros não nascem no casamento, eles entram adúlteros no casamento”, acrescentou o pastor Nelson ao CP.
Compartilhe: