noticias gospel

Polícia encontra veneno na casa onde pessoas esperam o juízo final

Publicado em: 13/10/12 as 14:44 por Micael Batista

Compartilhe:

A PM e Polícia Civil de Teresina (PI) encontraram veneno na casa de Luiz Pereira dos Santos (que se apresenta como profeta) onde estão há 26 dias mais de 100 pessoas confinadas à espera do juízo final, que, segundo acreditam, ocorrerá hoje (12 de outubro), às 16h. Pereira teve de prestar depoimento em uma delegacia sobre o veneno e o confinamento. 


As autoridades policiais vinham acompanhando à distância o confinamento desde o início e, agora, ficaram mais preocupadas por causa dos precedentes de profetas do apocalipse que envenenaram seus seguidores. O caso mais famoso é o do americano Jim Jones (1931-1978), que levou ao suicídio 918 pessoas, incluindo ele, na maioria por envenenamento. 

Os policias encontraram o veneno escondido em um quarto na casa na quinta-feira (11), quando foi feita uma operação para retirar de lá 19 crianças e adolescentes.

A juíza Maria Luiza, que concedeu o mandado de busca e apreensão, disse ter recebido “informações de que o suicídio coletivo ou assassinato pode acontecer usando uma sopa que alimenta os seguidores”.

Santos, 43, é ex-vigilante de condomínio. Ele tem pregado que, conforme mensagem que recebeu de um anjo, “a besta fera” vai acabar com o mundo nesta sexta-feira e que apenas os seus seguidores serão salvos. “Todos que receberem o batismo se tornarão santos, não o batismo realizado por pessoas que seguem doutrinas, mas os batizados por mim”, disse.

O profeta falou que a destruição do planeta ocorrerá por intermédio de uma explosão e que seus seguidores serão arrebatados e as demais pessoas serão marcadas por Satanás. 

O MPF (Ministério Público Estadual) informou que vai indiciar o profeta por ele ser um risco à sociedade. Além de confinar seus seguidores, Pereira induziu que eles renunciassem a seus bens, inclusive casa, e que larguem seus empregos. Há denúncia de que o profeta tem realizado casamento de adolescentes.

Ontem, ao ser entrevistado, Santos disse não ter nenhuma dúvida sobre a sua profecia: “Não trabalho em cima do “se” [não acabar o mundo], porque tenho a convicção de que vai [acabar]”, disse. 

Essa afirmação reforçou a suspeita de que poderia haver um suicídio coletivo como forma de arrebatamento. 

Com informação do UOL, entre outras fontes.

Fonte:www.paulopes.com.br

Compartilhe: