Cabo Bruno é assassinado em frente à sua casa quando voltava de culto


Publicado em: 27/09/12 às 15:13 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Florisvaldo de Oliveira, o cabo Bruno, ex-policial militar que atuou como justiceiro nos anos 80 foi morto a tiros, no final da noite desta quarta-feira (26), na porta da casa onde morava, na cidade de Pindamonhangaba (SP), no Vale do Paraíba.
Oliveira havia sido empossado no domingo (23) na função de pastor na Igreja Refúgio em Cristo, em Taubaté. Ele havia conseguido um indulto para sair da prisão e estava há 34 dias em liberdade. Ao todo cumpriu 28 anos atrás da grades, período em que tentou fugir por três vezes.
O crime ocorreu às 23h45 quando a vítima voltava de um culto em Aparecida e foi surpreendido por criminosos no local em que residia. Segundo o tenente Mário Tonini, da 2ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar, provavelmente foi um crime de execução.
“Segundo testemunhas, eram dois homens que chegaram a pé e atiraram somente contra ele (Florisvaldo). Não foi anunciado assalto. Havia um carro próximo do local, possivelmente utilizado pelos atiradores na fuga. Não temos pistas ainda sobre a autoria. Provavelmente foi um crime de execução, porém isso ficará agora a cargo da Polícia Civil investigar”, afirmou o policial, de acordo com a agência Estado.
Oliveira morreu no local e não chegou a ser levado ao hospital.  Segundo peritos que estiveram no local do crime, foram encontradas cápsulas de uma pistola ponto 40 – calibre utilizado pela Polícia Militar – e de outra arma, calibre 380. Nada foi levado dele ou das pessoas que o acompanhavam, de acordo com a Veja.
Nos anos 80, quando era chamado de Cabo Bruno, ele comandou um esquadrão da morte, sendo acusado do assassinato de mais de 50 pessoas.  As mortes eram encomendadas por comerciantes da zona sul de São Paulo.
Durante o período de cárcere, Oliveira converteu-se ao cristianismo e se tornou pastor evangélico, influenciando a muitos ainda dentro da prisão. Casou-se com uma cantora evangélica.
Depois de cumprir 20 anos de prisão ininterruptos, conseguiu o indulto pleno para o restante da pena, por apresentar bom comportamento. Ele havia sido condenado originalmente a 117 anos e quatro meses de reclusão.
O crime já foi registrado no Distrito Policial Central de Pindamonhangaba, onde serão procedidas as investigações.



Mais artigos

Magno Malta quebra o silêncio sobre decisão de Bolsonaro e causa polêmica

Através de um vídeo que circula nas redes sociais, o parlamentar desabafa e diz o que pensa sobre um dos temas mais polêmicos defendidos pelo presidente


Cantor gospel famoso causa polêmica ao criticar pastores divorciados

Muitos internautas comentaram o post e concordaram  com a opinião do cantor


Triste: Após fim do casamento, membro da Assembleia de Deus comete suicídio

A filha de 11 anos foi quem encontrou o pai sem vida na área de sua casa


Sarah Sheeva dá maior “bola fora” da história e humilha Stefhany Absoluta

Ela até disse concordar com a separação de Stefhany, desde que, ela saia de cena e volte ao anonimato.


Cantor gospel Alisson Santos despreza críticas e faz comunicado importante

O cantor vem sendo alvo de duras críticas desde que decidiu terminar a dupla com sua tia Neide e seguir carreira solo


Urgente: Estado de saúde do pastor Hueslen Santos ex-vice do Gideões é preocupante

Muitos líderes desejaram saúde para o pastor Hueslen, e disseram que estavam orando pela sua recuperação


Urgente: Esposa e filho caçula do cantor gospel Juliano Son sofrem acidente

Daniele e Mateus passaram o final de semana com o cantor na "13ª edição do Impacto Sertão Livre", e estavam voltando para Teresina


Depois de sofrer pressão dos membros, pastor entrega cargo e entra em depressão profunda

Segundo o depoimento de pessoas próximas ao líder, depois do caso, ele entrou em depressão e está sob os cuidados dos familiares


“Aqui é fod#”, diz pastor da Assembleia de Deus durante sermão

A frase tem causado polêmica e os pastores alertam sobre as gírias que estão sendo cada vez mais introduzida dentro das mensagens


Carnaval gospel: Grupo evangélico cria bloco para evangelizar e causa polêmica

O bloco foi criado com o propósito de "quebrar a religiosidade" e evangelizar as pessoas