Música evangélica “Ressuscita-me” de Aline Barros incentivou reação até o ouro do vôlei feminino


Publicado em: 14/08/12 às 21:35 por Micael Batista


Compartilhe:
Ao retornar ao Brasil com o alivio e a alegria da conquista do Ouro Olímpico as jogadoras da equipe de vôlei feminino em entrevista  diz que a música gospel da cantora Aline Barros “Ressuscita-me” foi junto com o amor o combustível para a virada e a conquista da medalha de Ouro para o Brasil. – Confira e comente…

A derrota por 3 a 0 para a Coreia do Sul, terceira partida da Olimpíada, marcou a ressurreição da Seleção Brasileira feminina de vôlei, que não perdeu mais na competição e saiu de Londres com a medalha de ouro. No vestiário, as jogadoras se inspiraram por uma música evangélica e pelo choro de todos os membros da equipe.
A levantadora Fernandinha contou na manhã desta segunda-feira, após o desembarque da delegação em São Paulo, que a meio de rede Adenízia colocou a músicaRessuscita-me, da cantora Aline Barros.
“Depois disso a gente sabia que ganharia o ouro”, contou a reserva de Dani Lins. Adenízia superou a vergonha e cantou um trecho da canção, durante a entrevista em um hotel próximo ao Aeroporto de Guarulhos.
Ao perder da Coreia do Sul, o Brasil deixou de depender das próprias forças e passou a precisar de uma vitória dos Estados Unidos sobre a Turquia para passar de fase, momento caracterizado por Zé Roberto como o “mais horrível que esse grupo passou”.
“Depois do jogo, eu não via a hora dar um abraço nelas. Não era momento de crítica. Nesse momento, o amor falou mais alto e todos choramos. Foi o momento em que mais aprendemos e tiramos lições”, explicou.
O treinador, que ainda não sabe se fica para mais um ciclo olímpico, disse que as jogadoras estavam tentando resolver os jogos sozinhas. “Eu não entendia porque jogávamos mal, pois treinávamos muito bem. Cada uma delas sentia uma pressão muito grande de resolver e paramos de jogar como um time”, justificou.
Zé Roberto monitorou os Estados Unidos e sabia que elas eram favoritas, mas disse que “tudo poderia acontecer em uma final”. Seu time só precisava de mais uma chance, que veio com a vitória das americanas sobre a Turquia.
Confira momento da entrevista onde a jogadora Adenizia canta o hino da Pastora e cantora evangélica Aline Barros – “Ressuscita-me” e em seguida o hino completo. Comente…
Participe com sua opinião, Deixe seu comentário no Fala Malafaia.
Compartilhe:



Mais artigos

Kleber Lucas vai de Batman à festa e sua esposa choca com fantasia polêmica

A festa aconteceu em comemoração ao aniversário de uma amiga do casal


Bruna Marquezine “vai aos prantos” durante apresentação de cantor gospel em culto evangélico

Bruna Marquezine caiu no choro ao ouvir o cantor gospel Fernandinho cantar a frase "Deus é bom pra mim"


Pastora Ludmila Ferber mostra cabeça após queda de cabelo e faz confissão emocionada

Pela primeira vez após revelar estar com a doença, a pastora mostra o efeito da quimio em seu cabelo


Saiba quais são os cantores gospel famosos que estão enfrentando doenças graves

Os casos acabaram acontecendo quase ao mesmo tempo e deixando muita gente preocupada


Ouça a musica gospel que pode virar um “hino” na luta contra a depressão

Leandro Prado é CEO da Observ Design


Malafaia inaugura restaurante da filha e detalhe causa polêmica

No restaurante da filha do pastor, foi instalada uma adega e isso despertou a ira dos críticos


Pregador famoso é flagrado usando transporte público e mostra que é gente como a gente

Mesmo com carro na garagem, muitas vezes ele usa ônibus ou metrô para atender alguns compromissos


Ex-artista da Globo volta ao evangelho e anuncia retorno a música gospel

Ele foi vice-campeão do quadro "Iluminados", no Domingão do Faustão da Globo


Vice-presidente da Assembleia de Deus de Pernambuco grava vídeo e se defende de acusações

O pastor alegou que falsificaram um documento e atribuíram a sua pessoa


Pastor Silas Malafaia sai em defesa de Marcelo Crivella: “Tudo armação”

Crivella desmente as acusações, e afirma que sentença do juiz do Rio não se baseia nos fatos