Vereadores rejeitam oração do Pai Nosso em escolas no Paraná


Publicado em: 10/07/12 às 20:57 por Micael Batista | Atualizado em 29/08/2017 às 23:43


Câmara Municipal de Apucarana (PR) rejeita PL que obriga oração do Pai Nosso nas escolas
Vereadores de Apucarana (a 365 km de Curitiba) rejeitaram, em segunda discussão, projeto de lei que determinava a oração diária, antes do início das aulas, do Pai Nosso nas escolas municipais da cidade. A votação aconteceu na noite desta segunda-feira (10).
Sete vereadores votaram contra o projeto, enquanto apenas dois votaram favoravelmente. Um vereador estava ausente e o presidente da Câmara, Alcides Ramos Júnior (DEM), não votou.

Um grupo de estudantes que estava no plenário para se manifestar contra a lei aplaudiu a decisão. Em primeira discussão, todos os 11 vereadores haviam votado a favor da oração nas escolas.
Durante a sessão, vários vereadores que votaram contra o projeto pediram a palavra para justificar a mudança de opinião. Um argumento comum a todos foi a manifestação do Ministério Público do Paraná, que expediu documento à Câmara de Apucarana recomendando a não aprovação do projeto.
O promotor André Luis Bortolini instaurou inquérito civil para investigar o projeto de lei. Por meio da assessoria de imprensa do Ministério Público, ele declarou que ajuizaria uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) caso os vereadores aprovassem o pai-nosso em segunda discussão.
“Podemos errar, mas não podemos insistir no erro”, simplificou o vereador Aldivino Marques (PSC).
Autor do projeto, José Airton Araújo (PR), declarou que “tomou um susto” com a mudança de voto da maioria de seus colegas. “Eu achava que ia ser tranquila (a aprovação). Agora pretendo achar outra maneira (de fazer a oração virar lei)”, disse Araújo, que é membro da Igreja Assembleia de Deus.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Apucarana tem 120.919 habitantes. No Censo de 2010, 85.717 moradores se declararam católicos; 26.131 evangélicos; 979 espíritas; 472 budistas; 116 ortodoxos. Outros 4.275 moradores da cidade declararam não seguir qualquer religião e 979 informaram ser ateus.
O presidente da Associação Brasileira de Ateu e Agnósticos (Atea ), Daniel Sottomaior, comemorou a não aprovação do projeto de lei. “Só devemos lamentar que foi necessária uma ameaça do Ministério Público para os vereadores se conscientizarem da inconstitucionalidade da iniciativa”, afirmou.
Em abril, lei semelhante foi suspensa pela Justiça baiana em Ilhéus (a 413 km de Salvador). A decisão da Justiça ocorreu após o Ministério Público entrar com ação contra a lei, sob o argumento de que ela é inconstitucional.
Deixe o seu comentário
Fonte: Folha


Aniversariante do mês
Caio Fábio

Escritor

63 anos


publicidade

Mais artigos

Luto: Morre de câncer um dos pastores mais amados da comunidade evangélica

O pastor já travava uma batalha contra o câncer há pelo menos 15 anos quando recebeu o diagnóstico da doença no intestino


Cantor gospel Irmão Lázaro agora é pastor e inaugura igreja na Bahia

O culto de inauguração da Igreja Batista Luz Divina aconteceu nos dias 23 e 24 de março em Feira de santana-BA


Aline Barros na MK “de novo”

A MK divulgou um novo recorde de um projeto de Aline Barros lançado pela gravadora


O amigo em comum de Silas Malafaia e Leonardo Sale

Os pastores tem trocado farpas na internet


Cassiane e Jairinho são processados por não pagar condomínio

A cantora gospel é pastora da Assembleia de Deus em Alphaville


Homem é atingido por bala perdida dentro de igreja e fiéis se desesperam

O incidente aconteceu no momento do culto, surpreendendo as pessoas que cultuavam


Alisson Santos desabafa e manda indireta para quem criticou o fim da dupla com Neide

O cantor acabou a dupla para seguir carreira solo no final do ano passado, e foi alvo de muitas críticas


Pastor da Assembleia de Deus é preso em flagrante após marcar encontro com menor

A Polícia foi avisada com antecedência e seguiu o indivíduo até o local do encontro marcado com a garota, prendendo o pastor em flagrante


Filha de pastor grava áudio desesperada: passamos fome

O áudio que denuncia o pastor Valdomiro Pereira foi gravado pela filha do pastor Fernando, e está circulando em grupos de WhatsApp


“Profecia” de Marco Feliciano se cumpre e pastor comemora

Feliciano foi um dos deputados que votou para que o processo de denúncia contra Temer fosse arquivado enquanto ele estivesse no poder